10 músicas fáceis de aprender para deslanchar no violão ou na guitarra durante a quarentena
Entretenimento

10 músicas fáceis de aprender para deslanchar no violão ou na guitarra durante a quarentena

Se você toca violão ou guitarra e está louco para arrasar com aquela instrumento potente, a "Guitar World" fez uma lista com músicas conhecidas de vários gêneros. Elas são simples de aprender e reconhecíveis ao primeiro acorde.

Algumas são ótimas para fazer aquela rodinha de violão para cantar com os amigos. Outras, exigem um pouco mais de técnica, com riffs que falam mais alto

1. 'Seven Nation Army', The White Stripes

Esse riff de guitarra de Jack White é um dos mais identificáveis do século XXI e também um dos mais fáceis: apenas sete notas tocadas uma após a outra e todas na quinta corda.

Localize a quinta corda (a segunda mais grossa de um violão de seis cordas) e toque os seguintes trastes em ordem: 7º 7º 10º 7º 5º 3º 2º. Termine com os powerchords G5 e A5 e pronto: esse é todo o riff. É claro que tem seus segredinhos. Ele usao um efeito de mudança de tom para reproduzir cada nota uma oitava mais baixa. Mas como iniciante, não se preocupe com isso, concentre-se concentre-se em tocar cada nota de forma clara.

2. 'Knockin' On Heaven's Door', Bob Dylan

Este folk com jeito gospel, da trilha sonora de "Pat Garrett e Billy The Kid", de 1973, é uma das faixas mais populares do cantor e compositor Bob Dylan. A progressão é simples, com G-D-Am e G-D-C todas as vezes. As variações de acordes (um formato C alternativo e um Am7 criado ao se tocar uma nota G de terceiro traste na primeira corda), não precisam ser levadas em conta. Fique atento à progressão dos acordes principais enquanto aprende a tocar as mudanças.

Com os acordes baixos, concentre sua atenção em dedilhar, para baixo e para cima. Essa linha dedilhada é uma parte central da seção rítmica, que se destaca na faixa em alguns momentos. Quatro acordes fáceis e temos uma obra-prima.

3. 'One', U2

Muito parecida com "Knockin 'On Heaven's Door", "One" abre com um violão, com acordes bem amigáveis para quem é iniciante. Existem duas progressões que cobrem toda a música do U2: Am-Dsus2-Fmaj7-G na primeira metade do verso e C-Am-Fmaj7-C para completá-lo. Não se deixe levar pelos acordes incomuns de sus2 e maj7, eles são realmente mais fáceis de tocar do que os acordes D e F.

4. 'Talkin 'Bout A Revolution', Tracy Chapman

Se você tem medo ainda de tocar uma canção completa, ouça esse clássico hit de Tracy Chapman que abre com uma simples progressão de quatro acordes (G-C-Em-D). Aprenda e vá em frente, porque ela não muda até o fim. A mágica é sua dinâmica, do quão intenso ou suave ela é tocada e se tem acompanhamento de outros instrumentos. Ao tocar sozinho, aproveite para variar a intensidade com que toca e o ritmo, o que é uma ótima forma de entender a dinâmica da gravação.

5. 'Mannish Boy', Muddy Waters

Se fosse preciso escolher apenas um riff para resumir todo o blues de Chicago, provavelmente seria a canção de 1955 de Muddy Waters em parceria com o colega guitarrista Jimmy Rogers. A famosa linha de guitarra se resume a apenas cinco notas: A D A C A.

O riff é tocado por guitarra, gaita e baixo, cada um adicionando uma harmonia. Então, para enriquecer, você pode tocar a linha de cinco notas em tom mais alto ou mais baixo no braço da guitarra. Tente adicionar também algumas notas extras: quando você alcançar a nota D, toque D e F # juntos; quando você alcançar a C, toque C e E.

6. 'Wonderful Tonight', Eric Clapton

Essa introdução de Eric Clapton é perfeita para qualquer músico iniciante que queira arriscar em seus primeiros solos. Em muitos aspectos, é uma linha fácil e que definitivamente ficará na sua cabeça.

Se há um desafio, são os bends uma técnica na qual o músico muda o tom da melodia ao "esticar" a corda na vertical. Você pode ouvir a técnica já nas primeiras notas tocadas por Eric. Mantenha a corda pressionada enquanto você faz o bend, isso é crucial e lembre-se, o objetivo é atingir outra nota no braço, geralmente um ou dois trastes acima e não um ponto aleatório. A melhor maneira de praticar é tocar a nota que você quer atingir primeiro, e então "esticar" a corda para atingi-la.

7. 'Old Town Road', Lil Nas X e Billy Ray Cyrus

Um dos maiores sucessos de 2019 é a canção do rapper Lil Nas X e nos shows, Billy Ray Cyrus costumava tocar alguns acordes fáceis: E, G, D e C (Csus2 na verdade). Só que ele usa um capo no quarto traste do violão, um grampo que mantém as cordas pressionadas, aumentando o tom da guitarra. Um truque ótimo se você tem uma voz mais aguda ou precisa alterar o tom de uma música.

Billy Ray toca com acordes básicos para iniciantes, mas em quatro trastes mais altos. Tecnicamente, significa que os nomes dos acordes são todos diferentes, mas lembre-se deles como as formas E, G, D e C por enquanto. E compre um capo.

8. 'Polly', Nirvana

Existem duas progressões de acordes neste número acústico de Kurt Cobain, do Nirvana. A introdução e os versos seguem uma sequência E5-G5-D5-C5; os refrões são D5-C5-G5-Bb5. São apenas cinco acordes no total e são quase idênticos na hora de tocar. Aprenda D5 e os outros devem vir naturalmente.

Para o D5, você tocará o quinto traste na quinta corda e o sétimo traste na terceira e quarta cordas. C5 e Bb5 são os mesmos, apenas dois trastes mais grave por vez. Procure manter as outras cordas paradas, apoiando os dedos nelas. O próprio Kurt não tinha muito cuidado — ele tocava a segunda corda com o terceiro dedo às vezes, transformando os acordes '5' em acordes maiores. G5 é da mesma forma, apenas tocada na quarta, quinta e sexta cordas. E5 é praticamente igual, mas na posição aberta e com uma corda solta.

9. 'Twist And Shout', The Beatles

Todas as partes da guitarra dessa música dos Beatles são fáceis para iniciantes. É D-G-A o tempo todo, exceto nas pausas, que só pedem o A. A linha de George Harrison(o canal da esquerda), dos Beatles, entra em ação no início da música e traça seu caminho da quinta corda aberta para o 2º e 4º traste antes de tecer os acordes D, G e A. Não dá para reproduzir imediatamente usando acordes abertos, mas não deve demorar muito. Mesmo as formas de duas notas no solo são possíveis de se tocar com um pouco de prática.

10. 'Wildest Dreams', Taylor Swift

Em uma performance solo em 2015, a cantora e compositora mostrou que às vezes tudo que você precisa é de um guitarra e uma música muito boa. Usando uma Fender Jaguar com (modelo Johnny Marr signature, série do ex-guitarrista dos Smiths), Taylor fez uma reinvenção impressionante de uma música que, de outra forma, não seria atraente para músicos mais tradicionais.

Preste atenção: tem C, Em e D nos versos e G, D, Am e C nos refrões, ou seja, cinco formas ao todo e ainda com um ritmo suave. Provavelmente a coisa mais difícil é lembrar a ordem dos acordes.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest