11 músicas pop que fizeram sucesso usando samples de outras músicas
Entretenimento

11 músicas pop que fizeram sucesso usando samples de outras músicas

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

O mais recente álbum de Drake, “Scorpion” é repleto de parcerias. Além de “Talk Up” (com Jay-Z) a lista de músicas tem faixas que usam em sua composição trechos de outras canções lançadas há tempos. São os casos de “That’s How You Feel”, que incorpora vocais de Nicki Minaj em “Boss Ass Bitch”, “Don’t Matter to Me” (com Michael Jackson) e “Emotionless”, com Mariah Carey. Inspirados pela trabalho, montamos uma lista de músicas que usaram trechos - melódicos ou cantados - de outras músicas. Preparem-se para o show de samples

POP: 10 músicas pop que têm samples e você (provavelmente) não sabia

LEIA TAMBÉM: Quem é Lizzo: diva pop, que veio do rap, é tudo o que a gente precisava

‘Emotions’ (Mariah Carey) > ‘Emotionless’ (Drake) 

Hit de Mariah Carey em 1991, “Emotions” ficou em primeiro lugar no Hot 100 da “Billboard”, sendo a quinta faixa consecutiva da cantora a alcançar o posto. Em 1992, foi indicada ao Grammy de melhor performance vocal por uma cantora, mas não levou. Em “Emotionless”, Drake usa os vocais de Mariah logo na introdução da faixa. A cantora usou o Twitter para mostrar que gostou. 

Mariah Carey no clipe de "Emotions" / Foto: Reprodução YouTube
Mariah Carey no clipe de "Emotions" / Foto: Reprodução YouTube

‘Are You My Woman (Tell Me So)’ (The Chi-Lites) > ‘Crazy in Love’ (Beyoncé)

“Crazy in Love” se tornou uma das músicas mais icônicas de Beyoncé muito por conta de sua introdução. Os primeiros acordes do single de estreia da cantora como artista solo são característicos da sua carreira. A empolgação com que os metais fazem sua entrada triunfal, na verdade, veio da música “Are You My Woman” do quarteto americano The Chi-Lites, sucesso nos anos 1970. 

‘Maria Maria’ (Santana) > ‘Wild Thoughts’ (DJ Khaled feat. Rihanna)

A parceria “Wild Thoughts”, entre Rihanna e DJ Khaled, foi um dos maiores sucessos de 2017. A batida do hit utiliza samples da música “Maria Maria”, colaboração do guitarrista mexicano Santana com o duo de R&B, The Product G&B.

‘Bound’ (Ponderosa Twins Plus One) e ‘Aeroplane (Reprise)’ (Wee) > ‘Bound 2’ (Kanye West)

“Bound 2” tem esse nome não por acaso. A música de Kanye West - que nos rendeu um clipe protagonizado por Yeezus e Kim Kardashian, sua mulher - incorpora trechos de “Bound”, do grupo de soul Ponderosa Twins Plus One, e de “Aeroplane (Reprise)”, do coletivo Wee, encabeçado por Norman Whiteside, considerado o “Frank Ocean injustiçado dos anos 1970”.

‘I Got a Woman’ (Ray Charles) > ‘Gold Digger’ (Kanye West)

Em 2004, Jamie Foxx interpretou Ray Charles no filme biográfico do cantor, “Ray”. No ano seguinte, além de levar o Oscar, reincorporou “brother Ray” em “Gold Digger”, segundo single de Kanye West para o álbum “Late Registration”. A música é considerada uma das melhores de todos os tempos no mundo do rap. 

‘Watch Out Now’ (The Beatnuts) > ‘Jenny from the Block’ (Jennifer Lopez)

Quando Jennifer Lopez apareceu cantando suas raízes em “Jenny from the Block”, talvez poucos soubessem que a batida característica da música havia sido incorporada de outra faixa, lançada poucos anos antes. Era “Watch Out Now” do grupo de hip-hop The Beatnuts. Para quem só conhecia a música de J-Lo, será difícil ouvir a original sem querer cantar “don’t be fooled by the rocks that I got”. 

‘Gimme! Gimme! Gimme!’ (ABBA) > ‘Hung Up’ (Madonna)

Vinte e seis anos depois de “Gimme! Gimme! Gimme!” ter estourado nas vozes do ABBA, a rainha da música pop, Madonna, escolheu a introdução instrumental do hit para marcar “Hung Up”, single principal de seu décimo álbum “Confessions on a Dance Floor” (2005).  

‘Tere Mere Beech Mein’ (Lata Mangeshkar e S. P. Balasubrahmanyam) > ‘Toxic’ (Britney Spears)

Da mesma forma que “Crazy in Love” tem seus trechos mais marcantes retirados de outra música, assim é com “Toxic”, um dos maiores sucessos de Britney Spears. Os compositores de “Toxic” foram longe para buscar referências na melodia da música e encontraram na Índia, em “Tere Mere Beech Mein”, faixa da trilha sonora do filme bollywoodiano “Ek Duuje Ke Liye”, de 1981. 

‘Every Breath You Take’ (The Police) > ‘I'll Be Missing You’ (Puff Daddy)

"Every Breath You Take" foi escrita por Sting nos anos 1980 e fala sobre a obsessão de alguém por um amor perdido. A música foi considerada pela revista americana “Rolling Stone” como uma das 500 melhores de todos os tempos e teve parte da letra usada por Puff Daddy em "I'll Be Missing You", em 1997, homenagem ao rapper The Notorious B.I.G, assassinado no mesmo ano.  

‘I'm Coming Out’ (Diana Ross) > ‘Mo Money Mo Problems’ (The Notorious B.I.G.)

Sucesso de uma geração, "I'm Coming Out" foi escrita por Nile Rodgers e Bernard Edwards, companheiros no grupo Chic, e eternizada por Diana Ross. Lançada em 1980, foi usada na música "Mo Money Mo Problems', de Notorious B.I.G, e lançada em julho de 1997, após a morte do rapper. Curiosamente, substituiu "I'll Be Missing You" em primeiro lugar na parada “Billboard”. 

‘(I've Had) the Time of My Life’ (Bill Medley e Jennifer Warnes) > ‘The Time’ (Black Eyed Peas) 

Clássico dos clássicos, o filme “Dirty Dancing” foi fenômeno nos anos 1980 e deu ao cinema uma de suas cenas mais emblemáticas, com Patrick Swayze e Jennifer Grey dançando ao som de “(I’ve Had) the Time of My Life”, interpretada por Bill Medley e Jennifer Warnes. Em 2010, Will.I.am e o resto do Black Eyed Peas cavaram na mina de ouro para lançar “The Time (Dirty Beat)”.

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest