11 vezes em que Paul McCartney apareceu de surpresa
Entretenimento

11 vezes em que Paul McCartney apareceu de surpresa

Paul McCartney já fez tantas aparições surpresas que poderia ser chamado de “o rei dos imprevistos”. Só que de uma forma positiva. Só esse ano, o cantor já havia invadido um pub em Liverpool com o apresentador James Corden, e, na última sexta-feira, fez um show surpresa para pouquíssimos convidados em plena Grand Central Station, em Nova York. Por essas e outras, nós decidimos listar algumas vezes em que o ex-beatle chegou “sem ser convidado”.

Show surpresa na principal estação de Nova York

Imagine fechar uma parte da Grand Central Station, em Nova York, em plena uma sexta-feira? Se você é um ex-beatle, isso pode ser uma possibilidade. Paul McCartney tomou conta de um dos halls da estação para um show especial para cerca de 200 convidados. Entre eles, estavam personalidades - como Meryl Streep, Chris Rock e Jon Bon Jovi - e fãs sortudos do cantor. Foram 24 músicas e o show foi transmitido pelo YouTube. A surpresa faz parte da divulgação do novo álbum de Paul, "Egypt Station" (pegou a brincadeira com "station"?)

Invadindo um show em um hotel na Áustria (1965)

Enquanto estavam na Áustria para gravar “Help!”, o segundo filme dos Beatles, o quarteto fantástico de Liverpool se hospedou em um resort na cidade de Obertauern. Lá, durante a festa de aniversário de um assistente de direção do longa, Paul e John decidiram invadir a apresentação da banda de Jacky Spelter, que sempre tocava no local, e deram a famosa “canja”. Foi o único show dos Beatles no país europeu.

John Lennon e Paul McCartney em 'canja' dada na Áustria, em 1965 / Reprodução
John Lennon e Paul McCartney em 'canja' dada na Áustria, em 1965 / Reprodução

Karaokê em um pub na Inglaterra (1967)

Era 1967 quando Paul e Ringo Starr, além do produtor Neil Aspinall e da jornalista da BBC, Miranda Ward, foram até o Tywarnhayle Pub, na cidade Perranporth, no sul da Inglaterra, para encontrar o amigo Spencer Davis. Quando entraram no local, as pessoas não podiam acreditar. Em noite inspirada, Paul se sentou ao piano e tocou até às 2h atendendo aos pedidos musicais dos outros frequentadores do bar - menos “Yellow Submarine”, que ele se recusou a tocar.

‘Hey Jude’ para moradores de um pequeno vilarejo na Inglaterra (1968)

Derek Taylor, amigo e assessor de imprensa dos Beatles, lembra de uma viagem que ele e Paul fizeram até o vilarejo de Harrold. Ao chegarem na pousada onde ficariam, uma menina colocou um violão para destros na mão de Paul, que é canhoto. Mesmo assim, Paul começou a tocar e logo os vizinhos já estavam nas janelas assistindo ao evento histórico. Uma das músicas que Sir McCartney apresentou naquele dia foi a então inédita “Hey Jude”.

No lendário show no telhado da Apple Corps (1969)

A aparição surpresa mais famosa de Paul McCartney foi ao lado dos Beatles na hoje épica apresentação no topo do prédio da Apple Corps, em Londres. Por 42 minutos, os quatro amigos enfrentaram o frio londrino de janeiro em seu primeiro show ao vivo em mais de dois anos. Embora as pessoas na rua não conseguissem ouvi-los, a rua se transformou em caos, levando a polícia a interromper a última apresentação do grupo.

Paul McCartney, quem? (por volta de 1982)

O dia em que Paul McCartney foi completamente ignorado aconteceu por volta de 1982, quando o beatle se vestiu como um cantor de rua para pedir dinheiro próximo à estação de metrô da Leicester Square, em Londres. A performance era, na verdade, uma gravação para o filme “Give My Regards to Broad Street”, protagonizado por Paul, que estava disfarçado, o que deu certo, já que ninguém o reconheceu.

Um show na marquise de Nova York (2009)

Passear pelas ruas de Nova York pode sempre te render surpresas. Para quem visitou a cidade em 15 de julho de 2009, o grande susto foi se deparar com Paul McCartney fazendo um show sobre a marquise do Ed Sullivan Theater, onde o programa do apresentador David Letterman era gravado.

Quando Paul surpreendeu alunos de ensino médio em Nova York (2013)

No dia em que John Lennon faria 73 anos, Paul McCartney interrompeu as aulas da Frank Sinatra School of Arts, no Queens, em Nova York, e apresentou um set surpresa de 13 músicas para os 400 alunos da instituição. Um raro dia de aula melhor do que um dia de férias.

Alunos de uma escola de artes de Nova York foram surpreendidos por um show especial de Paul, em 2013 / MJ KIM/MPL Communications
Alunos de uma escola de artes de Nova York foram surpreendidos por um show especial de Paul, em 2013 / MJ KIM/MPL Communications

Ao vivo, da Times Square (2013)

No dia seguinte ao que surpreendeu alunos de uma escola de artes no Queens, Paul voltou a “atacar” as ruas de Nova York, dessa vez em plena a Times Square. O ex-beatle usou o Twitter para avisar que faria um show dali a uma hora. Quando chegou ao local, as ruas já estavam tomadas por milhares de fãs à espera do show.

Invadindo a banda de covers que tocava na festa do enteado (2015)

Em maio de 2015, Paul McCartney e sua mulher, Nancy Shevell, comemoraram a formatura do filho de Nancy, Arlen Blakeman, com uma festa na Flórida. A banda local, Josh Walther & The Phase5, estava tocando quando, após uma hora, Paul não resistiu e pediu para comandar a festa. Ele pediu que a banda tocasse “I Saw Her Standing There”, mas a banda não conhecia a música e teve que procurar as cifras na internet.

Com James Corden em um pub de Liverpool (2018)

Uma experiência fora do comum para qualquer fã de Beatles. Ver Paul McCartney em um pequeno pub de Liverpool está além das expectativas de quem curte a banda inglesa. Em junho, o cantor apareceu no Philharmonic Dining Rooms para tocar alguns clássicos em um show intimista produzido para o "The Late Late Show", programa de James Corden, no qual Sir Paul também participou do quadro "Carpool Karaoke".

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest