5 vezes em que o Imagine Dragons foi uma banda incrível para a humanidade
Heineken Rock

5 vezes em que o Imagine Dragons foi uma banda incrível para a humanidade

Para os fãs de Imagine Dragons, não é nenhuma surpresa quando uma nova atitude solidária é anunciada pelos integrantes da banda americana. É de costume de Dan Reynolds, frontman e voz de canções como “Thunder” e “Believer”, se posicionar contra qualquer tipo de ódio ou preconceito, e sempre a favor de causas minoritárias como a importância da saúde mental e dos direitos da população LGBT.

Por conta desse histórico, separamos cinco vezes em que ações da banda (ou de algum de seus membros) foram inspiradoras:

Quando Dan Reynolds criou um festival em apoio aos LGBT

Após receber muitos relatos de jovens mórmons LGBT que não eram aceitos dentro da própria religião, Dan (que é hetero e também mórmon praticante) pesquisou e descobriu os altos índices de suicídio entre os gays. Foi então que, com o objetivo de chamar atenção para o problema e de arrecadar fundos para a causa, o vocalista decidiu criar o LoveLoud Festival – “festival ‘ame em voz alta’”, em tradução livre –, realizado em Utah, nos Estados Unidos, desde 2017. Com atrações variadas (incluindo o Imagine Dragons, claro), o festival fez diversos fãs se sentirem aceitos e arrecadou, na edição deste ano, cerca US$ 1 milhão por meio de ingressos e doações.

A jornada para fazer o festival acontecer foi contada no documentário “Believer”, feito em parceria com a HBO.

Quando a banda ajudou crianças com câncer

Após os membros da banda conhecerem Tyler Robinson, um fã de 16 anos que sofria de um raro tipo de câncer, eles nunca mais foram os mesmos. Em 2011, Tyler foi a um show do Imagine Dragons e teve a música favorita, “It’s Time”, dedicada a ele, um ano antes de morrer. Movidos pela história do adolescente, a banda, junto com a família de Tyler, fundou a Tyler Robinson Foundation: uma organização voltada para apoiar monetária e psicologicamente as famílias de crianças vítimas de câncer.

“Essas pessoas não deveriam ter que passar por nenhum desespero financeiro, pois já estão lutando juntas contra o câncer”, disse a banda em comunicado. “É uma honra poder ajudá-los”.

Quando Dan Reynolds falou sobre saúde mental

Há dez anos convivendo com transtorno de ansiedade e depressão, o cantor disse no Twitter, no Dia Mundial da Saúde Mental: “Isso não me faz quebrado; não há nada do que se envergonhar”. Dan também estimulou a procura por ajuda e, se possível, por apoio profissional.

Quando Dan Reynolds foi contra a homofobia

Faggot, gíria americana utilizada para menosprezar e ofender homossexuais, é uma palavra comum em diversas letras de rap em inglês. Como mostrou em seu perfil no Twitter, é inaceitável para Dan que essa expressão ainda seja utilizada. “Nunca está tudo bem em pronunciar uma palavra que carrega tanto ódio”, disse. “Pessoas LGBT estão tirando as próprias vidas após serem insultadas com termos homofóbicos”.

Quando eles mostraram seu lado frágil

Se tem uma coisa que Imagine Dragons ensina há anos é a não desistir, a se manter forte e a aceitar (e amar) quem se é. “Believer”, por exemplo, é o vídeo mais acessado da banda no YouTube e fala sobre acolher a dor e usá-la como ferramenta de crescimento pessoal.

Ouça (e siga!) a playlist "Uma forcinha de Imagine Dragons", feita pelo Reverb, com músicas de quem erra, acerta e também sofre:

O que é rock pra você?
Para nós, rock não é um gênero musical, é atitude! Um comportamento, um jeito diferente de ver as coisas. Com um olhar rock da vida, o Reverb se uniu à Heineken para entregar o tipo de conteúdo que, só de ler, já conseguimos ouvir, cantar e dançar. Afinal, o rock não vem do palco, vem de você.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest