9 sinais de que os videogames estão alavancando a indústria da música
Tecnologia

9 sinais de que os videogames estão alavancando a indústria da música

Publicidade

“Os videogames não apenas ajudaram a indústria da música a sobreviver, mas também a alcançar níveis totalmente novos”, diz Steve Schnur, presidente de música da EA, empresa desenvolvedora de games como “Battlefield”,Need For Speede “FIFA”. Schnur trabalha com alguns dos maiores nomes da música mundial, licenciando faixas para franquias da EA.

CARROS: 5 músicas originais do 'GTA V' para matar a saudade

LEIA TAMBÉM: Como a trilha sonora de videogames pode afetar o seu desempenho

A tendência de jogos eletrônicos impulsionarem canções e músicos pode ser percebida em diversos fatos. Aqui você pode ver nove deles.

Músicas licenciadas para trilhas de jogos

Desde os anos 1990 – quando as músicas licenciadas passaram a ser comuns em games —, trilhas sonoras de jogos como “Grand Theft Auto”, “Tony Hawk’s Pro Skater” e Need For Speed ficaram tão conhecidas quanto os games em si. Jogar enquanto se escuta canções dos games geralmente leva a duas opções: descobrir músicas novas e mergulhar em novos gêneros. 

Games como vitrine para novos artistas

Os videogames são agora uma parte essencial dos planos de marketing para músicos e agentes. As trilhas sonoras dos jogos da série “FIFA” (atualizadas de ano a ano), por exemplo, são vistas como uma das principais vitrines atuais para artistas internacionais.

Nova forma de divulgação de música em massa

“Sabíamos que os videogames poderiam se tornar o que a MTV e o rádio comercial tinham sido nos anos 1980 e 1990”, conta Schnur. “Qualquer música do próximo ‘FIFA’ — seja uma nova faixa de um artista estabelecido, seja a estreia de um artista desconhecido — será ouvida ao redor do mundo quase 1 bilhão de vezes”.

Rentabilidade aos artistas

Junto ao streaming (que fez diminuir a quantidade de downloads ilegais e de pirataria), muitos games estão contribuindo para aumentar e diversificar as formas de renda dos artistas. A versão do jogo “Guitar Hero” apenas com músicas do Aerosmith, por exemplo, deu à banda mais dinheiro do que qualquer um de seus álbuns.

Hiperlinks direto para serviços de streaming

Alguns jogos como “Rocket League” (para desktop) e “Beat Fever” (para smartphone) oferecem links diretos de músicas da trilha sonora no Spotify para que os jogadores acessem e ouçam durante ou depois das maratonas.

Apresentações de músicas em ações fora dos jogos

Melodias originalmente compostas para jogos também têm presença forte fora deles. Orquestras dedicadas a apresentar e a comemorar trilhas sonoras de videogames são exemplos de sucesso cada vez mais comuns, como a de “The Legend Of Zelda”, que já fez turnê em diversos estados dos EUA.

Composições de artistas renomados

Não é mais raro ver alguns dos maiores músicos do mundo compondo para videogames. Trent Reznor, Paul McCartney, Amon Tobin, Hans Zimmer e Skrillex são alguns dos nomes que já assinaram trilhas de jogos. 

Inspiração para músicos 

Artistas como Flying Lotus, Hudson Mohawke, Kode9, Dizzee Rascal e Thundercat já declararam o quanto canções de videogames influenciaram em suas carreiras musicais.

Mais reconhecimento (e dinheiro) para compositores independentes

Criadores de canções para games independentes estão ganhando com os direitos de suas canções. “Os editores estão vendo que a música não é um produto descartável associado ao jogo, mas sim um recurso valioso por si só”, diz Schnur.

As informações são do jornal “The Guardian”. 

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest