A cidade brasileira que tem um dia oficial dedicado aos Guns N' Roses
Especial

A cidade brasileira que tem um dia oficial dedicado aos Guns N' Roses

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

A cidade mineira de Caxambu tem pouco mais de 20 mil habitantes e uma ligação com o rock que transcende o seu tamanho. Desde 2004, ela sedia a Gunner Convention, evento criado por cinco amigos com uma paixão em comum: a adoração por Guns N’ Roses. O que começou na sala da casa de um deles chegou a reunir 7 mil pessoas no ano passado na principal praça da cidade, que tem um dia especial — 11 de julho — dedicado à banda. A data foi oficializada como “Dia Gunner” depois de um projeto de lei do vereador Fábio Curi ser aprovado por unanimidade na câmara municipal. 

LEIA MAIS: Axl Rose lançou sua primeira música em anos num episódio de 'Looney Tunes'

VOLTA POR CIMA: Sóbrio há 12 anos, Slash conta como a música o motivou a deixar as drogas 

“Até os 20 anos eu achava que eu ainda seria o Axl Rose. Depois eu descobri que não ia dar”, brinca Marcos Loesch, de 35 anos, um dos criadores do evento realizado anualmente no segundo domingo de julho. “A gente se identifica muito com a banda. No dia do evento, promovemos concursos, nos fantasiamos como os integrantes e até chegamos atrasados nos lugares”, conta o organizador da Gunner Convention, brincando com a fama nada pontual de Axl Rose, líder do Guns. 

Os amigos Diller Campos, Bruno Rocha, Marcos Loesch e Rodrigo Jacob: fundadores da Gunner Convention, em foto de 2008
Os amigos Diller Campos, Bruno Rocha, Marcos Loesch e Rodrigo Jacob: fundadores da Gunner Convention, em foto de 2008

Natural de Caxambu, Marcos lembra da primeira vez que ouviu algo do grupo. Ele iria passar uma parte das férias na casa da avó, em uma cidade vizinha. Ao entrar no carro, seu irmão, Fernando, sugeriu que ele prestasse atenção na música que iria tocar. “Ouve o assobio”, ele disse. Era “Patience”. “Eu tinha sete anos. É a memória mais antiga que eu tenho de ouvir Guns. Dali em diante isso só foi crescendo. A viagem foi muito bacana, meus primos ficavam ouvindo rock e logo depois veio o Rock in Rio de 1991. A gente ficou acordado de madrugada para ver o show”, conta. 

Com a paixão compartilhada entre amigos, a ideia para o evento dedicado ao Guns aconteceu sem querer. “O Rodrigo, um dos meus amigos, foi morar nos EUA em 2002. Em 2004, ele veio passar férias aqui e trouxe um monte de vídeos para a gente assistir, em uma época que não tinha YouTube. Marcamos de ver tudo junto e ali foi a primeira Gunner. Acabamos nos vestindo como eles, bebemos e decidimos criar um evento anual”, conta. Foi então que amigos de outras cidades começaram a viajar para Caxambu para participar do dia especial. 

Da sala de casa, a Gunner Convention foi para um barzinho, depois um espaço maior, alugado, até que, em 2015, os cinco amigos decidiram fazer o evento nas ruas da cidade. Em dois dias de evento, Marcos calcula que 7 mil pessoas tenham circulado entre os shows de bandas tributo (incluindo uma versão mirim de Axl Rose), mesas redondas sobre o legado da banda, concurso para eleger a "Rocket Queen", e exibição de material sobre o Guns. 

“Queremos rodar um documentário sobre a Gunner, mas ainda não vingou. Não sei se vamos conseguir tão cedo, porque o Rodrigo ainda mora nos EUA e vem para o Brasil duas vezes por ano. Ano passado, mudamos a data do evento para bater com o período em que ele estaria aqui”, diz. Uma matéria sobre o evento de 2015 chegou a ser compartilhada na página oficial da banda. "Bom ver a galera se reunindo", era o texto que acompanhava o post. 

Em 2019, o evento deve mudar de roupagem. Dado à proporção que a Gunner Convention tomou, a organização se tornou desgastante e fez os amigos reverem o tamanho da produção. “É uma correria muito grande, a gente trabalha com outras coisas também e fazemos isso por gostar, não por recursos. Talvez façamos algo menos, em um sítio. Vamos nos reunir para decidir”. 

Durante a Gunner Convention, Marcos e os amigos se fantasiam para 'incorporar' os integrantes do Guns / Foto: Atila Naddeo / Divulgação
Durante a Gunner Convention, Marcos e os amigos se fantasiam para 'incorporar' os integrantes do Guns / Foto: Atila Naddeo / Divulgação

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest