Angel Olsen fala das 'difíceis lições de vida' que a inspiraram a fazer o novo disco
Entretenimento

Angel Olsen fala das 'difíceis lições de vida' que a inspiraram a fazer o novo disco

Angel Olsen, 32 anos, acaba de lançar o quarto álbum de sua carreira, "All Mirrors". O sucessor de "My Woman", de 2016, chega acompanhado de mudanças drásticas na vida da cantora, que passou pelo fim de um relacionamento e pela perda de algumas amizades neste processo. "Muita coisa mudou na minha vida desde então", declarou ela, em entrevista ao "Pitchfork". "Passei por momentos ruins, como se o chão abaixo dos meus pés estivesse desmoronando. Agora, estou tentando encontrar o meu lugar."

Com "All Mirrors", a artista natural de San Luis, no Missouri, aparece melhor do que nunca. O disco foi gravado no estúdio — cujo nome é bastante apropriado para o momento — Unknown, em Anacortes, uma cidade do estado de Washington. Nas primeiras sessões, o trabalho estava sendo levado em uma direção bastante conceitual. Por isso, Angel decidiu tomar outro rumo, e marcar novas gravações, recriando todas as 11 faixas do álbum.

Ela contou com a ajuda do compositor Ben Babbitt, responsável pelos arranjos e sintetizadores, Jherek Bischoff, um multi-instrumentista, e o produtor John Congleton, que já colaborou com a cantora no projeto "Burn Your Fire for No Witness", de 2014.

No faixa a faixa de "All Mirrors", Angel revelou que as composições deste disco começaram a ser escritas muito antes das que foram parar em "My Woman". "Essas canções não foram parar neste disco porque eram muito sombrias para ele", explicou ela, que tratou de assuntos complicados, como abuso, emasculação feminina e o término de relacionamentos amorosos neste novo álbum.

"Lark", a primeira faixa do disco, por exemplo, fala sobre as dificuldades que as mulheres têm de estar numa relação sem se sujeitar aos desejos dos homens. ""Essa canção é sobre o fato de 'você não estar me escutando'. Está basicamente ignorando o que tenho a dizer, pois o seu desejo é que eu continue 'menor' do que você. E eu me recuso a aceitar isso", avaliou a cantora, que disse ter vencido a timidez e encontrado um lugar "raivoso".

"Quando você é abusada, em geral, essa situação se tornar um gatilho para outras coisas, principalmente em relacionamentos", disse Angel. "Essas memórias e sentimentos me perseguem nos relacionamentos mais recentes, são como demônios na minha vida."

Angel Olsen, 32 anos/Getty Images
Angel Olsen, 32 anos/Getty Images

Angel contou que escreveu a letra de "Spring" pensando numa amiga que tocava bateria numa banda de punk, mas engravidou aos 15 anos, e precisou deixar a escola. Hoje, ela é uma professora, comprou uma casa em Chicago e tem dois filhos. "Ela mudou muito, precisou abrir mão de seu estilo de vida, mas continua sendo a mesma pessoa. Mas será que ela se pergunta como teria sido sua vida sem a gravidez?", questionou a artista.

Já na última faixa do disco, "Chance", Angel faz um convite a seus ouvintes: "Hey, vamos parar de fazer promessas. Ninguém está mais presente. Ninguém liga para o momento de agora. As pessoas já acordam conectadas no telefone antes mesmo de dar bom dia. No fim do disco, eu quero dizer: Por que a gente não fica mais presente?", finalizou.

Tags relacionadas:
EntretenimentoÁlbumMulheres

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest