Artista multimídia cria espelhos inspirados em arranjos musicais
Inspiração

Artista multimídia cria espelhos inspirados em arranjos musicais

Publicidade

A música propriamente não é visível nem palpável. Mas trata-se também de um espelho da vida, em suas sentimentalidades e sentidos, e é inspirado por isso que o artista islandês Baldvin Ringsted cria sua arte, levando a metáfora do espelho à literalidade.

METAMORFOSE: Beatles, Hendrix, Elvis… E se ícones da música fossem plantas?

LEIA TAMBÉM: Conheça Marcos Hermes, fotógrafo de mais de 600 capas de discos brasileiros e internacionais

Explorando os paralelos entre o universo musical e o mundo físico, entre a vida e a performance, Baldvin busca, com seu trabalho, representar efetivamente a música como espelhos. Assim, suas peças são cortadas e refeitas para se tornarem uma espécie de partitura de uma canção significada. Cada obra é transformada à mão, rearranjada de acordo com as notas, ritmos e divisões de determinado trecho melódico da canção representada – conforme mostra o vídeo abaixo.

Os espelhos de Baldvin foram transformados a partir de músicas dos Beatles, Kraftwerk, Dave Brubeck, Black Sabbath e até de escalas simplesmente, como se pudessem ser “lidos” por músicos ou por ouvintes – como partituras e, ao mesmo tempo, representações mais profundas dos efeitos que tais canções provocam em nossas emoções. 

Confira algumas das obras:

'Iron Man', de Black Sabbath / Divulgação
'Iron Man', de Black Sabbath / Divulgação
'Norwegian Wood', dos Beatles / Divulgação
'Norwegian Wood', dos Beatles / Divulgação
'Das Model', de Kraftwerk / Divulgação
'Das Model', de Kraftwerk / Divulgação
'Take Five', de Dave Brubeck / Divulgação
'Take Five', de Dave Brubeck / Divulgação

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest