As histórias da comissária de bordo que tira férias para ir a shows
Especial

As histórias da comissária de bordo que tira férias para ir a shows

As idas e vindas são costumeiras para a curitibana Nailla Santos. Aos 32 anos, ela é comissária de bordo de uma companhia aérea há nove, mesmo período em que mora em São Paulo. Na vida dividida entre céu e terra, carrega uma paixão por onde for: a música. Enquanto no trabalho não pode desfrutar tanto dos prazeres de seu extenso gosto musical (“Sou muito eclética, gosto de anos 1980, de pop, de k-pop...”), nas férias ela aproveita ao praticar o chamado "turismo de shows": viaja para assistir às apresentações de suas bandas favoritas.

"Eu fazia isso desde antes de trabalhar. Minha mãe e minha irmã me ajudavam a pagar tudo, como na primeira vez em que fui para São Paulo assistir ao McFly", conta, se referindo à banda britânica que fez sucesso no fim dos anos 2000. Nailla costuma conciliar suas férias de acordo com o calendário de shows de bandas que deseja ver.Afinal, trabalhar em uma companhia aérea ajuda a comissária a conseguir passagens mais em conta.

Fã de Backstreet Boys desde a adolescência, Nailla já gastou boa parte de suas economias para assistir ao grupo ("Já vi uns oito shows, se não mais"). A primeira vez, foi em um show em São Paulo. Na época, não teve a oportunidade de conhecer Kevin, Brian, Nick, A.J. e Howie D., mas vontade não faltou. E ela realizou seu sonho.

Nailla e Kevin, dos Backstreet Boys, durante um cruzeiro pelas Bahamas / Foto: Acervo pessoal
Nailla e Kevin, dos Backstreet Boys, durante um cruzeiro pelas Bahamas / Foto: Acervo pessoal

"Eu fui a um cruzeiro deles para as Bahamas. Umas amigas tinham me falado sobre a viagem e eu topei. Fiquei muito nervosa para conhecê-los, tremia dos pés à cabeça porque era tudo muito surreal. Eles eram aquelas pessoas que eu só via na televisão", relembra. A experiência a fez passar alguns dias na companhia dos ídolos, que costumam circular por entre os fãs no navio. "Você acaba conhecendo um pouco mais da personalidade deles. Brian e AJ são os mais divertidos. O Kevin é um lorde, e o Nick parece que é uma criança ainda", ri.

Em 2012, ela convenceu uma amiga a fazer uma loucura: ir até a Alemanha para assistir a todos os shows que o grupo faria no país. À época sem um de seus integrantes, Kevin, os Backstreet Boys estavam em turnê com outra boy band, o New Kids On The Block. "Convenci uma amiga minha uma semana antes. Fizemos três shows em oito dias e ainda fomos em uma balada em Berlim organizada pelo Nick e pelo Howie", conta Nailla sobre a experiência. Depois de ir a tantos shows seguidos, ela diz que já era até reconhecida pelos boys. "Eles não sabiam nome, nem nada, mas olhavam para a gente e já acenavam como 'você é do Brasil'".

Como se a Alemanha não fosse distante o suficiente, Nailla conta que já foi ainda mais longe para assistir a um show: cruzou oceanos até o Japão. Tudo pelo grupo de k-pop BTS, em julho do ano passado. Junto com uma amiga, foi até Saitama.

"Eu tive que tirar férias em cima da hora, então não tinha me planejado para viajar e assistir algum show. Até que minha amiga viu no Twitter uma outra menina vendendo dois ingressos e nós decidimos ir. A experiência foi incrível e uma verdadeira aventura", lembra. A viagem acabou de forma repentina por conta da morte do pai de Nailla, mas ela guarda boas memórias dos cinco dias que passou em terras nipônicas.

"A música é algo que te ajuda a superar momentos ruins. Eu lembro de tudo isso com muito carinho porque me ajudou a superar", diz ela que tem Bon Jovi como sua banda favorita. “Sempre que tive a oportunidade de ir a um show deles, eu fui. Uma vez até no meu aniversário, em Las Vegas”.

As viagens lhe renderam boas amizades. Nailla conta que seu círculo mais próximo é formado quase que exclusivamente por pessoas que conheceu em apresentações: "A maioria dos meus amigos íntimos hoje em dia é fruto de algum show ou por conta de alguma banda", analisa.

Foi graças a algumas dessas amizades que Nailla conheceu outro ídolo: Ed Sheeran. Durante uma turnê do astro britânico pelo Brasil, ela e um grupo de amigas acabaram dando de cara com o cantor no Skye, famoso bar do Hotel Unique, em São Paulo.

"Fui para o bar com umas amigas, ele estava lá e veio falar com a gente. Uma das melhores pessoas que eu conheci, tão simpático que você acaba até esquecendo que ele é famoso”.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest