Autor best-seller e roteirista indicado ao Oscar, Nick Hornby compartilha seu top 5 com o Reverb
Especial

Autor best-seller e roteirista indicado ao Oscar, Nick Hornby compartilha seu top 5 com o Reverb

0

Publicidade

Ok, não dá para dizer que Nick Hornby inventou o top 5, mas o escritor e roteirista inglês certamente foi o grande responsável por espalhar a febre de listas — dessas que tomam a internet, e inclusive o Reverb ;) — com o lançamento de "Alta Fidelidade" na década de 1990. Protagonista do romance, Rob Fleming (ou Rob Gordon, na versão cinematográfica estrelada por John Cusack) era dono de uma loja de vinis e tinha como passatempo elencar tudo (ou quase tudo) em listas e mais listas. 

Aficcionado por música — Hornby era crítico musical na prestigiosa revista "New Yorker" e também se arrisca nas composições, tendo gravado um disco com Ben Folds — e entusiasta de mixtapes, Hornby aceitou de bom grado o desafio do Reverb e elencou suas cinco faixas preferidas do momento. Mas do momento mesmo. A lista, feita com base no que o escritor ouviu na última semana, varia e muito.

'Dusty in Here', The Go-Betweens

Hornby foi até o indie australiano da década de 1970 para abrir a sua seleção. "Acabei de ler o adorável livro de memórias de Robert Forster, "Grant & I", e eu havia me esquecido de quantas ótimas canções Forster e Grand McLellan, líderes do Go-Betweens, escreveram", diz ele, sobre a faixa lançada em 1983.

'Lighthouse Blues', Gerald Wilson

"Tenho ouvido muito big-band jazz, normalmente das últimas três ou quatro décadas. Essa é dos anos 1980, quando Wilson já estava com quase 70 anos. O arranjo é maravilhoso, e os solos, especialmente o de trompete, emocionante".

'Miles Away', Phil Cook

"O disco dele saiu esse ano, mas soa como uma gravação da cena de Laurel Canyon nos anos 1970. Músicas fantásticas, com excelentes backing vocals. Essa é a minha música preferida", diz Hornby, sobre a faixa que ainda conta com a voz de Amelia Meath, dos grupos Sylvan Esso e Mountain Man.

'Twentieth Call Of The Day', Ryan Adams

"Eu convenci Ryan Adams a compor uma canção para o filme de 'Juliet, Nua e Crua'", conta Hornby, sobre mais uma adaptação cinematográfica de seus romances, que acaba de estrear nos EUA e chega ao Brasil em 4 de outubro. "Ele me mandou essa faixa. Fui a primeira pessoa a ouvi-la. Foi um momento muito bacana, e a música é linda". Dirigido por Jesse Peretz, o longa conta com Rose Byrne e Ethan Hawke no elenco.

'Without Love', Aretha Franklin

"Às vezes é preciso que um grande artista morra para você voltar a ouvir algumas das músicas que amou a vida inteira", analisa o escritor sobre Aretha Franklin, morta no mês passado. "Essa música é da década de 1970, quando os discos eram um pouco mais mal acabados que as primeiras gravações da Atlantic Records. Mas esta é uma joia, uma música brilhante, cantada de forma brilhante, enquadrada de forma brilhante".

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais