Beatles, James Brown, Madonna, Run DMC, Jane's Addiction: 5 turnês que mudaram o jogo pop
Entretenimento

Beatles, James Brown, Madonna, Run DMC, Jane's Addiction: 5 turnês que mudaram o jogo pop

A música apresentada ao vivo é, pelo menos, 3 milhões de anos mais velha do que um dos adventos mais importantes da indústria fonográfica: os formatos físicos (fitas k7, LPs, CDs) e, agora, digitais, de reproduzir sons. Desde o homem das cavernas, que fazia seu showzinho para seus bando, até os dias de hoje, nós, Homo sapiens sapiens somos apaixonados por essa forma de entretenimento. Não à toa, há uma verdadeira fissura de fãs pelas turnês de seus artistas favoritos.

Pensando nisso, pinçamos de uma lista da revista "Spin" cinco turnês que mudaram o mundo do entretenimento de alguma forma. Veja abaixo:

5. Jane's Addiction (Lollapalooza), de 1991

Imaginada por Perry Farrell como uma excursão de despedida de sua banda Jane's Addiction, a primeira Lollapaloza incluiu Siouxsie and the Banshees, Living Colour, Nine Inch Nails, Ice T com o Body Count e Rollins Band, entre outros. Foi caótico e inovador, com atrações adicionais circenses e exóticas, mas conseguiu se repetir durante seis anos, até 1997. Depois, virou uma franquia de festival com diferentes propósitos e propostas, mas deixou sementes em outros eventos e turnês conjuntas.

Crowdsurfing na primeira turnê Lollapalooza, em 1991/Getty Images
Crowdsurfing na primeira turnê Lollapalooza, em 1991/Getty Images

4. 'James Brown World Tour', de 1968

Em sua turnê mundial, James Brown se apresentou pela primeira vez na África. O país contemplado foi a Costa do Marfim, que o recebeu em abril de 1968. De volta aos EUA no mesmo mês, ele tocou em Boston no exato dia em que Martin Luther King Jr. foi assassinado. Para conter manifestantes revoltados com a morte repentina do pastor, empresários e políticos da cidade de Beantown compraram o show de Brown, que foi transmitido na TV pública naquela noite. Ou seja, todo mundo ficou quietinho em casa vendo o músico dançar e cantar como só ele sabia.

James Brown durante apresentação em Nova York, em 1968/Getty Images
James Brown durante apresentação em Nova York, em 1968/Getty Images

3. 'The Virgin tour', de 1985

"Like a Virgin", de 1984, foi o segundo e explosivo disco de Madonna. Com esse trabalho, ela eternizou para sempre em nossos corações músicas como "Material Girl" e a faixa título. Graças a seu sucesso, ela conseguiu sair em turnê pela primeira vez e mostrou ao mundo quem ela era de verdade: a Rainha do Pop.

Madonna, em 1985, durante a turnê 'Virgin'. Ela se apresentava no St. Paul Civic Center, em Minnesota, nos EUA/Getty Images
Madonna, em 1985, durante a turnê 'Virgin'. Ela se apresentava no St. Paul Civic Center, em Minnesota, nos EUA/Getty Images

2. A primeira turnê dos Beatles pelos EUA, em 1965

A beatlemania era uma doença tão contagiosa quanto a gripe. Os americanos ficaram loucos pelos meninos de Liverpool, e essa paixão tornou-se ainda mais exagerada quando eles pisaram na América pela primeira vez. Nas apresentações, não era fácil ouvir os instrumentos de Paul, John, Ringo e George em meio aos gritos ensurdecedores das fãs. Para conseguir ingressos para os shows era uma guerra. Outro momento meio campo de batalha era quando os portões se abriram. Ninguém conseguia conter o estouro da multidão, como pode se ver na imagem abaixo.

Polícia americana tenta conter fãs dos Beatles em Hollywood, em Los Angeles, em 1965/Getty Images
Polícia americana tenta conter fãs dos Beatles em Hollywood, em Los Angeles, em 1965/Getty Images

1. 'Raising Hell tour', de 1986

Em 15 de setembro de 1986, Run-D.M.C., Whodini e L.L. Cool J saíram juntos em turnê. Era um grande momento para o hip-hop americano — a título de comparação, seria como se Jay-Z, Kanye West e Drake saíssem em turnê juntos. Essa trinca ficou ainda mais perfeita por conta de um elemento especial: uns novatos que estavam invadindo a cena, conhecidos como Beastie Boys. Eles abriam o show para os MCs mais experientes e dividiram com eles muitas experiências. Imagina a onda?

Mas nem tudo foram flores durante as apresentações, principalmente porque em algumas delas os integrantes saíram presos — como aconteceu em Nova York e em Pittsburgh. Em Long Beach, na Califórnia, outro problema: uma briga entre gangues durante o show feriu 40 pessoas.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest