Beyoncé: 12 coisas que descobrimos sobre a cantora a partir de sua entrevista para a ‘Elle’
Entretenimento

Beyoncé: 12 coisas que descobrimos sobre a cantora a partir de sua entrevista para a ‘Elle’

A segunda-feira começou movimentada para os fãs de Beyoncé. A cantora, que não é muito de falar com a mídia, concedeu uma longa entrevista à revista francesa “Elle” (que também tem edições em vários países de língua inglesa) para divulgar o lançamento da coleção de sua marca de roupas esportivas, a Ivy Park, em parceria com a alemã Adidas. As perguntas feitas para ela foram enviadas por fãs, todas mulheres. Ao que parece, Queen B. enviou suas respostas por e-mail e fez bom uso de emojis para interagir.

“Eu estou empolgada para vocês verem a primeira coleção dessa parceria. Ela incorpora meu estilo pessoal e expande isso para incluir algo para todas as pessoas", disse a artista sobre a nova empreitada. Ela acrescentou que toda linha de roupas, tênis e acessórios foi pensada para ser unisex. “Eu aprecio a beleza de uma marca que tenha roupas de gênero neutro e que quebre as ‘regras da moda’”, escreveu.

Listamos 12 coisas que aprendemos sobre a reservada rainha do entretenimento pop e primeira mulher negra a ter uma marca global de moda esportiva, de acordo com a publicação.

Em janeiro, a Ivy Park, linha de roupas casuais esportivas, de Beyoncé vai lançar coleção em parceria com a Adidas  / Foto: Reprodução
Em janeiro, a Ivy Park, linha de roupas casuais esportivas, de Beyoncé vai lançar coleção em parceria com a Adidas / Foto: Reprodução

1 e 2. BEY USA EMOJIS E CURTE ESCREVER UM ‘TEXTÃO’
Como qualquer um de nós, Beyoncé também é adepta dos emojis na hora de interagir no mundo virtual. Durante a entrevista ela usou as mãozinhas em agradecimento duas vezes. Em outro momento, quando respondeu sobre o que sente quando as pessoas comentam sobre a aparência dela — especificamente sobre as flutuações de peso — ela usa um emoji xingando para dizer que "não dar a mínima é a coisa mais libertadora a se fazer" (“Giving zero s [fucks] is the most liberating place to be”).

Beyoncé também disse que prefere falar em vez de escrever. Porém, quando ela resolve colocar palavras em forma de texto é tipo "senta que lá vem textão". "Você nunca viu um texto maior do que um escrito por mim. Pergunte na Parkwood!", brincou sobre sua empresa de agenciamento e entretenimento, a Parkwood Entertainment.

3. ATÉ BEYONCÉ TEVE QUE APRENDER A DIZER NÃO
Uma das perguntas da entrevista questionou a cantora sobre quando ela percebeu que poderia ditar a sua própria narrativa enquanto artista e mente criativa. “Quanto mais eu amadureci, mais eu entendi o meu valor. Eu percebi que eu tinha que ter controle do meu trabalho e do meu legado porque eu queria ser capaz de conversar diretamente com os meus fãs da forma mais honesta possível. Eu queria que minhas palavras e a minha arte viessem diretamente de mim. Algumas coisas na minha carreira eu fiz porque eu não tinha percebido que eu poderia dizer ‘não’. Nós todos temos mais poder do que nós achamos que temos”, disse.

4. BEY GOSTARIA DE COMER OSTRAS E PIZZA COM ELLA FITZGERALD
Quem acha que ídolo não tem os seus próprios ídolos está redondamente enganado. Até mesmo alguém como Beyoncé tem seu lado fangirl. Perguntada sobre quem — vivo ou morto — ela convidaria para jantar em sua casa, ela respondeu que gostaria de chamar Ella Fitzgerald, Aretha Franklin, Marvin Gaye, Stevie Wonder, Sade e mais um monte de gente para comer ostras e pizza. Que combinação exótica, não?

5, 6 e 7. BEYONCÉ AMA FALAR ‘Y'ALL’, COMER OREOS E A HALLE BERRY
Se você já assistiu a qualquer show, ao vivo ou não, da Beyoncé, sabe o quanto ela gosta de falar ‘y'all’. A cantora, que nasceu no sul dos Estados Unidos, ama usar a aglutinação de “you all” (vocês todos, em tradução livre) e ela mesmo admite isso. Ela contou que esta é a palavra que ela mais gosta de falar.

Em um outro momento, quando questionada sobre o que ela poderia comer por uma semana inteira, ela respondeu enfática: "Oreos!", em referência ao biscoito recheado.

Ainda perguntaram para Bey sobre quanto tempo ela demora para se arrumar. Ela respondeu de um jeitinho bem "flawless": "O tanto que eu demorar, é melhor eu parecer com a Halle Berry", respondeu, brincando com o verso de "Beach Is Better", de seu marido Jay-Z ("Garota, por que você nunca está pronta?/ Com o tanto que demora/ É melhor que esteja parecendo com Halle Berry/ Ou Beyoncé").

Ah, se um dia você quiser dar flores de presente para Queen B, ela prefere as orquídeas vanda azuis!

Beyoncé, Halle Berry e Oprah Winfrey, em registro de 2004 / Foto: Getty Images
Beyoncé, Halle Berry e Oprah Winfrey, em registro de 2004 / Foto: Getty Images

8. NUNCA PERGUNTE PARA ELA SE ELA ESTÁ GRÁVIDA
Para ela e para nenhuma outra mulher, diga-se de passagem. Não é da sua conta — até que ela queira ( e se um dia ela quiser) conversar sobre isso. Beyoncé foi bem clara ao dizer que a pergunta “você está grávida?” é a mais insuportável de ouvir. “Dê o fora dos meus ovários!”, escreveu. Correta.

9. NÓS NUNCA TEREMOS AS IMAGENS OFICIAS DA ‘FORMATION WORLD TOUR’ E A CULPA E DO PRINCE
Beyoncé voltou a usar emojis ao responder, um tanto quanto debochada, à pergunta de um fã sobre os vídeos oficiais da turnê “Formation”, que rodou o mundo em 2016 (e contou com a brasileira Ferly Prado no corpo de baile). “Onde está o vídeo”, questionou a fã. "Anos atrás, eu pedi ao Prince para gravar o nosso ensaio para a performance no Grammy. Ele me disse: 'Você não precisa gravar isso. Você vai ter isso guardado na sua mente'. Haaaaaaaa! Prince sempre soube o que era melhor. Então, você pode sempre assistir à ‘Formation World Tour' na sua cabeça. Você tem isso!", respondeu Beyoncé. O deboche da virginiana, sinceramente...

Prince e Beyoncé se apresentam no Grammy, em 2004 / Foto: Getty Images
Prince e Beyoncé se apresentam no Grammy, em 2004 / Foto: Getty Images

10. SER MÃE É O TÍTULO QUE ELA MAIS GOSTA DE TER
Ela é empresária, produtora, atriz, cantora, CEO de empresas, mas o que ela mais gosta de ser MESMO é... “Mãe da Blue, da Rumi e do Sir”, disse. Fofa!

11. ELA TAMBÉM TEM UMA MÚSICA FAVORITA NO KARAOKÊ
Uma não, duas! Quando vai cantar com os amigos, Beyoncé não deixa de soltar o gogo em duas músicas: “Escape (The Piña Colada Song)”, de Rupert Holmes, e “Hotel California”, do Eagles. Sentimos falta de “Evidências”, mas tudo bem. Da próxima vez que ela vier ao Brasil, a gente ensina!

12. ELA ESTÁ TRANQUILA DE NÃO TER LEVADO O GRAMMY POR ‘LEMONADE’
Ao ser perguntada sobre se ficava ou não desapontada por não ganhar prêmios (em 2015, “Beyoncé” perdeu o Grammy, na categoria álbum do ano, para o “Morning Phase”, de Beck. Já em 2017, “Lemonade” perdeu para o “25”, de Adele). “Eu comecei a procurar um significado mais profundo quando a vida começou a me ensinar lições que eu não sabia que precisava. O sucesso parece diferente para mim agora. Aprendi que toda dor e perda são de fato um presente. Passar por abortos me ensinou que eu tinha que ser maternal comigo mesma antes de poder ser mãe de outra pessoa. Então eu tive Blue, e a busca pelo meu propósito se tornou muito mais profunda. Eu morri e renasci no meu relacionamento, e a busca por quem eu sou se tornou ainda mais forte. É difícil andar para trás para mim. Ser ‘número um’ não era mais minha prioridade. Minha verdadeira vitória é criar arte e um legado que viverá muito além de mim. Isso é gratificante”, respondeu.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest