'Bohemian Rhapsody 2'? Quais são as chances de o filme do Queen ganhar uma sequência
Entretenimento

'Bohemian Rhapsody 2'? Quais são as chances de o filme do Queen ganhar uma sequência

Um filme é pouco para a grandeza de Freddie Mercury e do Queen. A notícia que tem circulado nos bastidores do cinema é que "Bohemian Rhapsody", filme lançado no ano passado e que deu a Rami Malek o Oscar de melhor ator, pode ganhar uma continuação.

Rami Dolezal, diretor de muitos videoclipes da banda britânica, afirmou que a possibilidade tem sido debatida nos bastidores. Em entrevista ao Page Six, ele disse que Jim Beach, empresário do grupo, "com certeza planeja uma sequência que comece no show Live Aid".

Por outro lado, uma fonte próxima a Rami Malek ouvida pela publicação diz que não se ouviu falar nada sobre o assunto. Além disso, um representante da gravadora do Queen também teria dito que não se conversa sobre uma sequência.

Graham King, produtor de "Bohemian", nega que um segundo filme esteja nos planos. Porém, em novembro do ano passado, o guitarrista Brian May afirmou à Classic Rock que uma parte dois não estaria completamente descartada. "Eu acho que o Live Aid é um bom ponto de partida. Quem sabe podemos ter uma sequência".

O QUE PODERIA SER MOSTRADO EM UM NOVO FILME?

A resposta óbvia seria focar no fim da vida de Freddie Mercury, que morreu em 1991. O premiado Bohemian Rhapsody termina justamente pouco depois do emblemático show da banda, que aconteceu em Wembley, em 1985.

Apesar do filme mostrar que Freddie soube de seu diagnóstico antes do Live Aid, na vida real, a notícia veio em abril de 1987, dois anos depois da performance.

Com essa alteração na ordem cronológica dos fatos, a sequência do filme poderia mostrar a última turnê do Queen, que terminou em agosto de 1986, em uma apresentação para 200 mil pessoas em Knebworth. Uma leve alteração no que de fato aconteceu poderia, inclusive, mostrar Freddie consciente de que aquele seria sua última apresentação.

Sabe-se que Freddie quis gravar o máximo de músicas possível durante seus últimos anos, o que resultou nos álbuns "The Miracle" (1989) e "Innuendo" (1991). O processo criativo para os dois projetos também poderia ganhar destaque.

As especulações sobre a doença também ganhariam destaque em um possível roteiro. Desde os questionamentos levantados quando Freddie apareceu mais magro no Brit Awards de 1990 até o vídeo de "These Are The Days Of Our Lives", de 1991.

Freddie Mercury morreu no dia 24 de novembro de 1991, apenas 24 horas depois de confirmar, por meio de um comunicado, seu diagnóstico de Aids.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest