Brit Awards: dos Carters a Pink, passando por The 1975, veja o que rolou na premiação
Entretenimento

Brit Awards: dos Carters a Pink, passando por The 1975, veja o que rolou na premiação

Publicidade

A cerimônia do Brit Awards, considerado o Grammy do Reino Unido, aconteceu na arena Millennium Dome, em Londres, e reuniu uma penca de artistas internacionais. Muitos se apresentaram, enquanto outros apenas colaram lá para receberem seus prêmios. Nada de novo no mundo da música. Abaixo, a exemplo do que fizemos no Grammy, reunimos os melhores momentos do evento. 

LEIA MAIS: Grammy 2019: Os melhores e mais emocionantes discursos da premiação

VEJA TAMBÉM: Beyoncé e Jay-Z ajudaram o Louvre a ter visitação recorde em 2018

Os Carters celebram Meghan Markle

Beyoncé e Jay-Z venceram na categoria grupo internacional pelo disco colaborativo “Everything is Love”, de 2018. Mas como não puderam cruzar o oceano e comparecer ao evento, o casal enviou um vídeo para lá de provocativo.

Nele, os Carters tentam recriar o clipe de “APESHIT”, mais precisamente a cena em que estão em frente ao quadro da Monalisa, no museu do Louvre, em Paris. Mas, no vídeo enviado ao Brit Awards, o casal está em frente a uma pintura da Duquesa de Sussex, a ex-atriz Meghan Markle, mulher do Príncipe Harry. Ela é considerada a primeira mulher negra da realeza britânica, o que rendeu muitas fofocas e comentários racistas por parte da mídia e de membros da monarquia. Sim, em pleno 2019!

No vídeo, Beyoncé agradece pelo prêmio e pelo apoio de todos que acreditaram no novo disco do casal. Jay-Z, debochado que só ele, diz: “Obrigada. O prazer é de vocês”. Nós amamos! 

O 1975 venceu o principal prêmio da noite e fez um discurso sobre feminismo

Matt Healy, vocalista do 1975, subiu ao palco junto da banda para receber dois prêmios: o de melhor grupo britânico e melhor álbum britânico do ano. Ao vencer na primeira categoria, o músico fez o tradicional discurso de agradecimento e falou sobre feminismo. Mas, em vez de usar suas próprias palavras, ele citou a autora Laura Snapes, que escreve para o “Guardian”.

“Gostaria que vocês me escutassem por um segundo. Apenas algumas frases que uma amiga nossa, Laura Snapes, disse e imagino que todos devam refletir sobre elas”, disse Matt. “Quando homens são machistas, seus atos são tratados apenas como nuances, as atitudes são interpretadas como traços comuns à 'artistas de personalidade difícil'. O mesmo não acontece com uma mulher. Nesse caso, somos tratadas como histéricas que não entendem nada sobre a arte”, disse ele, lendo o texto.

Pink foi a grande homenageada da noite 

Já explicamos em outra ocasião que Pink está tendo um 2019 incrível! E não é apenas porque a cantora vem ao Brasil se apresentar no Rock in Rio neste ano. É porque ela merece mesmo. Com uma carreira de duas décadas, a artista recebeu um prêmio para lá de especial no Brit Awards: o Outstanding Contribution, por sua contribuição à música.

Para além da homenagem, Pink aproveitou para mostrar por que merece esse prêmio. Ela fez uma apresentação de mais de dez minutos, um medley com "Walk me Home", seu mais recente single, "Just Like Fire", "Just Give Me a Reason", "Try" e "What About Us". Você vê tudo abaixo:

Veja os vencedores do Brit Awards 2019

  • Artista solo britânico: George Ezra
  • Artista solo britânica: Jorja Smith
  • Grupo britânico: The 1975
  • Revelação: Tom Walker
  • Grupo internacional: The Carters
  • Artista solo masculino internacional: Drake
  • Artista solo feminino internacional: Ariana Grande
  • Prêmio de Sucesso Global: Ed Sheeran
  • Vídeo de artista britânico: Little Mix feat. Nicki Minaj - ‘Woman Like Me’
  • Melhor Produtor Britânico: Calvin Harris
  • Single britânico: Calvin Harris feat. Dua Lipa - ‘One Kiss’
  • Álbum britânico: The 1975 - ‘A Brief Inquiry into Online Relationships’
  • Contribuição à música: Pink
  • Escolha da Crítica: Sam Fender

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest