BTS: a banda marcial americana que aparece no vídeo de 'On' já foi campeã 'mundial' tocando Tom Jobim
Entretenimento

BTS: a banda marcial americana que aparece no vídeo de 'On' já foi campeã 'mundial' tocando Tom Jobim

Uma sexta-feira (21/2) para arrepiar os fãs do BTS. Além de ser o dia do lançamento oficial do seu quarto álbum "Map of the Soul: 7", o grupo também divulgou mais um single, acompanhado por um vídeo impactante. “On”, que foi lançado através de um "Kinetic Manifesto Film: Come Prima", junta o septeto com mais 30 dançarinos e 12 integrantes da The Blue Devils Drum and Bugle Corps, banda marcial sediada na Califórnia, nos Estados Unidos.

A resposta positiva ao lançamento do álbum veio muito rápido. O BTS já assumiu o Top 20 da parada de músicas do iTunes nos Estados Unidos com o álbum que foi lançado às 6h desta sexta-feira. Pouco tempo depois, todas as 20 faixas alcançaram o topo da parada do iTunes, lideradas pela faixa-título “On” e sua versão adicional, apenas digital, com a participação da cantora australiana Sia.

O clipe de "On" mostra o BTS refletindo sobre como a dor e o medo podem se tornar motivacionais, traduzindo a mensagem da letra em uma coreografia impressionante. Filmado num espaço aberto, onde só se vê uma grande ponte ao fundo e o céu azul acima, tem um visual "clean", reforçado por figurinos em preto e branco. Versos como "não pode me deter porque você sabe que eu sou um lutador / escolhendo descer no abismo escuro / Encontre-me e eu vou sangrar com você", do refrão cantado por Jimin ganham força com os instrumentos de sopro e percussão da banda marcial.

A inclusão de uma banda marcial pegou de surpresa muitos fãs do Army, mas a participação tem tudo a ver com os ideais do BTS, movidos por atuações importantes no campo social. O site oficial da Blue Devils afirma que é uma atividade que “enriquece permanentemente a vida dos jovens por meio de um compromisso com o desenvolvimento da juventude e a excelência no desempenho”.

A descrição segue ressaltando que eles visam construir "caráter, orgulho e autoconfiança" em todos os que participam da banda, um objetivo bem similar às campanhas que o BTS já participou, como a Love Myself, da UNICEF.

“Excelência inovadora” e "cidadania global" são outros valores que se encaixam no perfil do grupo sul-coreano, que é um dos grandes responsáveis por transformar a cena k-Pop com músicas e conceitos inovadores e está sempre ligado a causas sociais, fazendo doações e atuando junto à Unicef.

E os Blue Devils, se estão longe de ser um fenômeno mundial pop, podem também se orgulhar por ser muito bem-sucedidos. Inclusive pelo lado competitivo; bandas marciais participam de um torneio internacional, Drum Corps International (DCI). Desde sua fundação, em 1957, o corpo californiano acumula 19 títulos, além de chegar a várias semifinais no DCI Championship, como no ano passado com o tema "Ghostlight". Em 1980, foram campeões ao som de "Dindi", de Antônio Carlos Jobim e Aloysio de Oliveira.

A surpresa da participação da manda marcial quase foi estragada por Jin, que não se conteve diante da curiosidade dos fãs numa a transmissão ao vivo algumas horas antes do lançamento do vídeo. Quando pediram para ele dar uma pista, ele escreveu a palavra "banda" em coreano, levando o resto dos membros a surtar, porque era realmente um spoiler muito grande. Ele ainda disse que seria uma "performance em larga escala", o que também foi uma boa dica sobre a Blue Devils.

E, por incrível que pareça, o clipe oficial de "On" ainda vai ser lançado! É daqui a uma semana, no dia 28 de fevereiro.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest