BTS: como funciona o Army, a base leal de fãs do grupo de k-pop mais famoso do mundo
Entretenimento

BTS: como funciona o Army, a base leal de fãs do grupo de k-pop mais famoso do mundo

Como o BTS é a boy band mais famosa do mundo no momento, nada mais justo que o grupo tenha um fã-clube de peso, cuja denominação é ARMY, exército em inglês. De fato, os seguidores do septeto de k-pop são disciplinados e capazes de ações coordenadas em massa. Eles fazem de tudo para ajudar seus artistas favoritos a alcançar o que querem. E não é que eles, na maioria das vezes, conseguem?

Uma reportagem da "CNN" investigou o fenômeno e falou com um desses superfãs da banda. Ela se chama Michelle Quinde, uma americana de 24 anos baseada em Nova York, e comprou o mais recente CD do grupo, ainda que não tenha nenhum dispositivo compatível para rodá-lo.

Quando sua boy group favorita realizou uma turnê em seu país, a jovem foi a todos os seis shows que fizeram por lá. Outro fato que comprova a obsessão da menina: quando o single "A Brand New Day" foi lançado em junho, ela não parou de reproduzi-lo por um dia inteiro. Isso só para dar moral para os caras no streaming.

Michelle, por sua lealdade do BTS, é uma das integrantes do ARMY, sigla de Adorable Representative MC for Youth. Ela é uma das pessoas que ajudam os sete meninos sul-coreanos a alcançar números absurdos em todas as plataformas possíveis. E, com isso, conseguem patrocínios, dinheiro para realizar turnês cada vez mais extensas, investir em produtos como jogos e maquiagem, entre outras coisas.

Uma garota americana mostra sua tatuagem com letras de músicas do BTS/Getty Images
Uma garota americana mostra sua tatuagem com letras de músicas do BTS/Getty Images

Além destas, o ARMY também realiza outras ações em conjunto. Neste ano, eles se mobilizaram para juntar fundos que foram revertidos em plantações de árvores. Eles ainda compraram um letreiro em meio à Times Square, em Nova York, para anunciar o BTS. Loucura? Ou apenas devoção?

Para se juntar ao ARMY é muito simples. Primeiro, basta ser fã do BTS. Segundo, e se você tiver grana suficiente (US$ 30), pode se inscrever no fã clube oficial, que oferece uma série de benefícios, como facilidade para obter ingressos de shows e receber cartas de aniversário escritas à mão pelos sete integrantes do BTS.

Há regras, no entanto, para ser parte do ARMY. Se algum membro violar as orientações da organização — como, por exemplo, estar no mesmo voo que o BTS —, ele será banido.

Michelle, que já cuidou de um fã clube próprio do BTS, contou à "CNN" que ser fã do grupo de k-pop dá muito trabalho. Mas disse que ele é recompensador. Ela também pontuou as principais tarefas de quem quer entrar no ARMY. São elas:

1) Ajudar os meninos a obter bons números nas plataformas de streaming — não importa quantas vezes seja necessário reproduzir uma canção;

2) Votar freneticamente no BTS em premiações com categorias abertas ao público;

3) Comprar os produtos da boy band, não apenas os CDs e DVDs;

4) Fortalecer outros fã-clubes que nasceram a partir do ARMY;

5) Manter-se coerente e tomar cuidado para não pirar na problematização de certos assuntos, como acusações de xenofobia ou o show do grupo num país conservador.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest