BTS: governo sul-coreano admite rever serviço militar obrigatório para integrantes do grupo
Entretenimento

BTS: governo sul-coreano admite rever serviço militar obrigatório para integrantes do grupo

Desde 1957, todo homem nascido na Coreia do Sul com idade entre 18 e 28 anos é obrigado a se alistar no serviço militar. O BTS, por ser um grupo formado apenas por meninos, não foge desta regra. Mas, por ser a boy band de k-pop mais famosa do mundo, talvez eles consigam escapar desta obrigatoriedade.

De acordo com o "Korean Times", o ministro Noh Hyeong-ouk, do Escritório de Coordenação de Políticas Governamentais sul-coreano, disse que há possibilidade de integrantes do BTS serem dispensados do serviço militar.

A prática atual não tem poupado outros representantes do k-pop, como o grupo BigBang.

Um dos membros do grupo, G-Dragon, finalizará seu serviço no dia 26 de outubro. Outros dois, Daesung e Taeyang, continuarão a prestar continência até novembro.

Até para evitar eventuais associações a privilégio aos integrantes do BTS, o ministro declarou que o "sistema militar deve refletir os novos tempos e que o ministério precisa avaliar mudanças para o futuro". Os fãs torcem para que essa transição de regra aconteça logo, pois Jin, o mais velho do BTS, precisará começar seu serviço militar antes de seu próximo aniversário. Caso contrário, ele terá alguns direitos restringidos, como o direito de realizar viagens internacionais.

Atualmente existem algumas situações de exceção que justifiquem dispensa do serviço militar para jovens sul-coreanos: vencedores de competições internacionais, de artes ou esportes. No entanto, dentro da categoria música, a regra só vale para artistas dedicados à música clássica.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest