BTS World dispara na parada de jogos e fãs deliram - quase literalmente
Entretenimento

BTS World dispara na parada de jogos e fãs deliram - quase literalmente

O massivo avanço dos fãs após o lançamento do jogo BTS World, que, em cinco horas, chegou ao topo da parada de download de games, dá uma amostra do nível de dependência ao qual chegaram os fãs da linha de frente desse grupo de k-pop.

Obsessão, conta o site "Mashable", é pouco para descrever a dedicação do coletivo de seguidores autodenominado “The Army” (“O Exército”) - curiosamente no momento em que Jin e Suga, dois dos sete integrantes, podem desfalcar o BTS para servir ao - de fato - Exército da Coreia do Sul. Os fãs não param de fazer o grupo quebrar recordes de sucesso.

Integrantes do BTS posam para anúncio do jogo / divulgação
Integrantes do BTS posam para anúncio do jogo / divulgação

Em BTS World, criado pelos estúdios Netmarble, o jogador assume o papel do empresário do grupo em algum lugar do passado, sendo encarregado de orientar Jin, Suga, J-Hope, RM, Jimin, V e Jungkook no caminho para se tornar BTS e alcançar o estrelato. O jogo contém horas de novas imagens da banda e envolve o recebimento de textos e de videochamadas gravados pelos membros do grupo, mas, em uma olhada no Twitter, o "Mashable" já constatou um nível de dificuldade para o qual nem o abnegado Exército do BTS parece estar preparado.

Os fãs se mostraram um pouco frustrados - e, às vezes, perdendo a linha - com a mecânica do jogo e com o fato de que, nele, os garotos do BTS odiavam seu novo empresário - ou seja, eles, que estavam jogando e pareciam inconformados por serem maltratados por seus ídolos - como se isso estivesse ocorrendo na vida real! Mas quem disse "nunca conhece seus heróis", pelo jeito, não conhecia...O Exército. Só para início de conversa, parece que, no início, TODOS os fãs do grupo baixaram o BTS World ao mesmo tempo.

Exército de fãs do BTS se lança ao jogo de simulação  Reprodução/Twitter
Exército de fãs do BTS se lança ao jogo de simulação Reprodução/Twitter

Lançado na quarta-feira (26), no iOS e no Google Play, BTS World levou apenas cinco horas para alcançar o primeiro lugar entre os downloads do iPhone nos EUA e entre os aplicativos de jogos, segundo a empresa de pesquisa App Annie. Em menos de 24 horas, BTS World também chegou ao topo das paradas da App Store da Apple em 25 países, incluindo Coreia do Sul, Japão e todos os mercados do Sudeste Asiático, segundo dados do Sensor Tower App Intelligence.O sucesso da estréia de "BTS World" nos downloads do iPhone ultrapassou o de “Harry Potter: Wizards Unite” da Nianti, que, na semana passada, levou 15 horas para chegar ao topo da App Store da Apple.

Entre os fãs, as expectativas eram altas. Embora o mecanismo das mensagens tenha detido um ou outro fã, todos eles queriam falar com o Jin no FaceTime. E mostrar isso. Pouco depois, entretanto, a mecânica do jogo se mostrou mais difícil do que alguns podem ter previsto — especificamente, ao passar para níveis que exigem contagem de pontos com as estatísticas de que necessitavam para seguir adiante.Ou então ao brigar com quem desafia o “‘verdadeiro’ empresário” do BTS, por exemplo, mudando o nome do grupo, no jogo, para Bangtan Boys.

Aparentemente, nem o Incrível Exército do K-Pop estava preparado para lidar com o fato de que, mesmo no mundo virtual, empresariar um grupo musical de sete garotos e levá-los ao estrelato não pode ser algo assim tão fácil, mas eles não desistem, afinal estão vivendo no mundo BTS. Na vida real, é claro, administrar o grupo certamente é muito difícil. Mas, pelo menos, o seu verdadeiro empresário, Sejin, deve estar se divertindo com isso — e com o que está ganhando.


BTS em Nova York, durante turnê recordista  Bauzen/GC Images
BTS em Nova York, durante turnê recordista Bauzen/GC Images

Dados da "Billboard" mostram que, cinco anos após seu primeiro show em Seul, o BTS bateu a maior bilheteria mensal deste ano — em uma turnê que incluiu o Brasil. Foram 51,7 milhões de dólares arrecadados em apenas oito shows, em maio de 2019, com 384.498 ingressos vendidos.

A turnê esteve por São Paulo, além de Nova York, Chicago e Los Angeles. Trata-se do maior faturamento da bilheteria de uma turnê em 2019, segundo a Billboard Score. O valor corresponde a cerca de R$ 200 milhões, pela cotação atual.

Tem mais: no dia 7 de agosto, estreia, de forma simultânea, nos cinemas de todo o mundo, “Bring The Soul: The Movie”, nada menos do que o terceiro longa-metragem do BTS em dois anos. Os ingressos começam a ser vendidos em 3 de julho, com mais de um mês de antecedência. Dirigido por Park Jun Soo e produzido pela Big Hit Entertainment e pela Camp Entertainment, “Bring The Soul: The Movie” acompanha o BTS durante a turnê européia “Love Yourself”, entre 2018 e 2019. Ele dá sequência ao documentário “Burn The Stage - The Movie”, que, no ano passado, alcançou a maior bilheteria de todos os tempos do cinema, faturando US$ 18,5 milhões”.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest