Christine and the Queens, sensação pop francesa, empresta transgressão à parceria com Charlie XCX
Entretenimento

Christine and the Queens, sensação pop francesa, empresta transgressão à parceria com Charlie XCX

Charli XCX publicou, na última quinta-feira (17), o vídeo de seu mais novo single, "Gone", com a participação da cantora francesa Christine and the Queens. No clipe, as duas aparecem amarradas com cordas a um carro — que, felizmente, não estava em movimento. Elas tentam desatar os nós enquanto cantam e se debatem com toda graça e sensualidade do mundo, dando margem a interpretações interessantes como a publicada na revista inglesa "Dazed", que destrincha referências do vídeo. Christine, cujo nome de batismo é Héloïse Letissier, é a primeira a se libertar das "amarras concretas", que representariam as "inseguranças abstratas" retratadas na letra da música. Ela logo segue em direção a sua amiga Charli para ajudá-la a se livrar das cordas. Soltas, as moças começam a cantar enquanto a água cai sobre seus corpos.

O clipe de "Gone" tem uma bela composição, passos de dança originais e closes bonitos — além de ser claramente inspirado no thriller lésbico "Ligadas pelo Desejo", de 1996, dirigido pelas irmãs Wachowski —, mas, por trás de tudo isso, esconde alguns paralelos com trabalhos anteriores da artista francesa. Temas como liberdade e transgressão são recorrentes no repertório de Christine e, assim como em "Gone", esses assuntos são representados com o uso de outras metáforas nos vídeos de "La Marcheuse", "5 dollars", "Tilted" e "Girlfriend" e outros. Abaixo, como esse quebra-cabeça de referências se encaixa, segundo o texto de Nel Dahl:

'Tilted'

O disco de estreia de Christine, "Chaleur Humaine", foi gravado logo após a cantora abandonar o teatro para se dedicar totalmente à música. Mudanças como essa sempre inspiram músicas, como é o caso de "Tilted", que fala sobre "aceitar quem se é, mesmo sendo estranho". O vídeo da faixa mostra Christine junto a um bando de "desalinhados" como ela, dançando numa espécie de palco inclinado. A mensagem é, portanto, liberdade.

'Girlfriend'

O vídeo da faixa "Girlfriend", do álbum "Chris", de 2018, inaugura uma nova fase na carreira da cantora. Ela não se sente mais como aquela garota estranha do começo da carreira. Com visual andrógino, visual confiante e músculos à mostra, ela transgrediu para a sua melhor versão até agora.

'Doesn't Matter (Voleur De Soleil)'

No clipe de "Doesn't Matter", Chris aparece deitada no chão de um estacionamento vazio. Ela está claramente desanimada, até que surge um cara. Eles começam a dançar, brincar, e, mais para o fim, lutar. Aí você entende o papel dramático desse personagem na trama do vídeo. O rapaz representa as próprias inseguranças da cantora, da qual ela precisa se livrar para seguir em frente.

'5 Dollars'

Neste vídeo, Christine aparece se preparando para sair de casa. Em sua breve rotina, ela faz exercícios, toma um banho, passa creme, usa colírio, arruma os cabelos, mas basicamente ignora os hematomas e marcas em sua pele. Ela está mais preocupada em escolher suas vestimentas de dominatrix por baixo do terno que usa no convívio público. Ela é uma espécie de "mulher do futuro", que transgrediu todas os padrões sociais do que esperamos de uma garota de sua idade.

'La Marcheuse'

No clipe de "La Marcheuse", a cantora francesa interpreta uma caminhante solitária por uma cidade vazia. Seu único companheiro é um touro, que representa todos os seus defeitos. Ela não tem coragem de matar o animal, como naturalmente faria um toureiro. Em vez disso, ela decide encará-lo de frente e seguir o seu caminho, deixando a culpa e a vergonha para trás.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest