Cientista fotografa efeito dos sons sobre água iluminada por luzes de LED
Tecnologia

Cientista fotografa efeito dos sons sobre água iluminada por luzes de LED

0

Publicidade

Como Vincent van Gogh pintou em "Noite Estrelada Sobre o Ródano" (1888) e como é possível observar ao ir à praia em noite de lua (ou até mesmo ao ver uma piscina iluminada por holofotes artificiais), água e luz formam combinações belíssimas. Ao notar isso, o cientista e bioquímico farmacêutico americano Linden Gledhill resolveu unir a paixão por fotografia ao estudo da cimática – área da física que analisa os padrões produzidos pela interação de ondas sonoras em um meio – e captou diversas imagens juntando água, luzes de LED e sons produzidos por um alto-falante. O resultado é quase hipnótico.

ARTE: Projeto se inspira na lisergia dos anos 1960 para criar projeções para shows

LEIA TAMBÉM: Artista paulista dá vida a capas de álbuns nacionais

"O equipamento que uso é muito simples", explica Linden em entrevista ao site "Bored Panda". "Ele consiste em uma membrana elástica com uma poça de água sobre um alto-falante, que é oscilada com frequências específicas de um amplificador acionado por um gerador virtual de tons; a superfície da água é iluminada por luzes de LED e as imagens são capturadas com uma câmera".

"Basicamente, quando o líquido é vibrado em um espaço confinado, o resultado são ondas estacionárias em frequências específicas", continua. “Estas são conhecidas como ondas de Faraday (ondas estacionárias não-lineares que aparecem em líquidos cercados por um receptáculo vibratório), o que se assemelha a como as notas específicas se formam nos instrumentos musicais”.

Linden Gledhill usa luzes de LED e um autofalante para conseguir fotos incríveis de ondas coloridas geradas na água. / Fotos: Linden Gledhill
Linden Gledhill usa luzes de LED e um autofalante para conseguir fotos incríveis de ondas coloridas geradas na água. / Fotos: Linden Gledhill

“O som passa pela água e as vibrações são impressas na superfície, o que reflete as luzes de LED; a câmera filma a luz refletida na superfície e os padrões e formas obtidos podem ser dramaticamente diferentes dependendo das frequências aplicadas", diz o cientista, que, além de se dedicar ao projeto científico-artístico, é PhD em Bioquímica, trabalha no desenvolvimento direto de novos medicamentos para tratar doenças humanas e também se envolve com projetos publicitários. "Gosto muito de colaborar com outras pessoas em diferentes campos da ciência, das artes e da publicidade", conta.

Recentemente, Linden tornou o experimento ainda mais sofisticado. “As minhas técnicas de iluminação evoluíram nos últimos anos e resultaram em estilos imagéticos únicos", diz. "Estendi a imagem usando câmeras de vídeo de alta velocidade”.

O processo criativo e os resultados dos experimentos, você pode ver abaixo, um por um:

Como a engenhoca de Linden Gledhill funciona: a câmera de alta velocidade fica acima do disco com água, que por sua vez fica sobre o alto-falante responsável por reproduzir as frequências sonoras. / Foto: Linden Gledhill
Como a engenhoca de Linden Gledhill funciona: a câmera de alta velocidade fica acima do disco com água, que por sua vez fica sobre o alto-falante responsável por reproduzir as frequências sonoras. / Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill
Foto: Linden Gledhill

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais