Como um velho instrumento inspirou Tamino, pop star egípcio comparado a Thom Yorke, do Radiohead
Entretenimento

Como um velho instrumento inspirou Tamino, pop star egípcio comparado a Thom Yorke, do Radiohead

Aos 14 anos, Tamino Moharam Fouad encontrou um velho dobro, um instrumento de cordas de aço semelhante a um violão, no sótão da casa de sua avó. Aos 21, lançou seu primeiro single. Atualmente, com 23 anos, é comparado a Thom Yorke e Jeff Buckley. Nascido na Bélgica, descendente de árabes e libaneses, Tamino tem uma voz bela e envolvente. Apresenta uma música com a qualidade de alguém já veterano e, ao mesmo, ainda em busca uma identidade. Ultimamente, por exemplo, tem se dedicado a novas sonoridades com o recém-descoberto oud, um cordofone em forma de meia pera ou gota, similar ao tradicional alaúde e bastante popular na música do norte da África.

Tamino Moharam Fouad, nome em homenagem ao personagem de “A Flauta Mágica”, de Mozart, despertou de vez sua veia musical quando encontrou um violão antigo no sótão da casa de sua família no Cairo. O instrumento pertencia a seu avô, Muharram Fouad, que foi uma grande estrela na era de ouro do cinema musical do Egito na década de 1960, conhecido como “A Voz Do Nilo”. "Até então, eu tocava piano, mas decidi consertar o violão porque era muito legal, feito sob medida para ele. Talvez, de certa forma, eu esteja mantendo vivo o seu legado musical — mesmo que eu não o tenha conhecido”, conta Tamino ao "The National", sobre o avô que morreu em 2002.

Tamino fez uma turnê europeia em 2019 de seu primeiro álbum, 'Amir'. Foto; Getty Images
Tamino fez uma turnê europeia em 2019 de seu primeiro álbum, 'Amir'. Foto; Getty Images

“Habibi”, seu single de estreia lançado em 2017, é uma canção de poder surpreendente e visceral, que ganha ainda mais força com sua voz bela e sofrida. No final do ano passado, ele fez um turnê européia de seu álbum de estreia, "Amir". É um disco cheio de alma, com 12 faixas com momentos em que o falsete de Tamino permite comparações com Jeff Buckley.

"Tocar essas músicas todas as noites e ver o que elas significam para as pessoas e as reações que provocam é muito motivador. Elas não são mais minhas músicas, elas pertencem a quem precisa delas", diz Tamino.

Os fãs de rock indie vão identificar a pegada "Karma Police" do Radiohead, mas também vão perceber acompanhamentos árabes clássicos da Nagham Zikrayat Orchestra. Os músicos de Tamino vêm de diferentes regiões, muitos são refugiados do Iraque e da Síria, que ao mesmo tempo fazem um som reconhecidamente árabe e para os ouvintes europeus, algo completamente diferente.

Como Tamino não é compositor, ele deixou a orquestra livre para improvisar e embelezar suas músicas. “Foi muito legal, uma experiência muito especial, porque nenhuma gravação foi a mesma”, lembra ele, definindo o resultado do trabalho como "uma unidade no individualista". "Como não há muita harmonia na música árabe, a orquestra se torna essa verdadeira muralha de som", diz.

Tamino diz que, com ele, as músicas acontecem naturalmente, em um processo abstrato onde ele nunca sabe com vai terminar. "Eu gostaria que fosse fácil me sentar e dizer: 'Ok, vou escrever uma música muito boa para me conectar com o mundo árabe'. Infelizmente não é esse o caso. Como Leonard Cohen disse: 'Se eu soubesse de onde as boas músicas vêm, iria para lá com mais frequência", brinca.

Os próximos passos na carreira de Tamino ainda estão tomando forma. Ele começou a tocar o oud, instrumento no qual pai e avô eram habilidosos - mais uma descoberta musical em casa. Ainda não se sabe se isso vai ser incorporado em gravações ou em seus shows. "Eu preciso parar em um lugar para escrever música. Então, vou fazer uma longa pausa nas turnês em 2020 para focar no meu segundo álbum. Será como um trabalho em tempo integral, das nove às cinco: começo pela manhã e vejo onde vou chegar todos os dias", conta o belo cantor - que também é modelo. "Nunca precisei questionar meu amor pela música. Sempre tive um desejo natural de segui-la”, afirma.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest