Coronavírus: isolado, sobrevivente do holocausto canta para a família em seu aniversário de 102 anos
Inspiração

Coronavírus: isolado, sobrevivente do holocausto canta para a família em seu aniversário de 102 anos

Nascido na Polônia, Abram Sloma passou por coisas terríveis na Segunda Guerra e sobreviveu a campos de trabalho nazistas. Hoje, aos 102 anos, se mostra firme e forte para atravessar mais tempos difíceis, desta vez causados pela pandemia de coronavírus. Em seu aniversário, ele cantou para parentes e amigos que foram parabenizá-lo na frente de sua casa.

Sobrevivente do holocausto, Abram Sloma comemorou seu 102º aniversário em Toronto, onde mora desde 1985. Como os familiares não puderam estar perto por causa da quarentena, eles se reuniram no gramado para demostrar seu amor. Mas foi o aniversariante que acabou fazendo uma surpresa, cantando para eles da porta de sua casa "He´s a jolly good fellow".

Nascido na Polônia, Abram Sloma passou por coisas terríveis na Segunda Guerra e sobreviveu a campos de trabalho nazistas. Hoje, aos 102 anos, se mostra firme e forte para atravessar mais tempos difíceis, desta vez causados pela pandemia de coronavírus. Em seu aniversário, ele cantou para parentes e amigos que foram parabenizá-lo na frente de sua casa.

Sobrevivente do holocausto, Abram Sloma comemorou seu 102º aniversário em Toronto, onde mora desde 1985. Como os familiares não puderam estar perto por causa da quarentena, eles se reuniram no gramado para demostrar seu amor. Mas foi o aniversariante que acabou fazendo uma surpresa, cantando para eles da porta de sua casa "He's A Jolly Good Fellow" (conhecida no Brasil pela versão "Ele É Um Bom Companheiro".

O aniversário de Abram foi no dia 21 de abril, mas o registro em vídeo só foi divulgado agora. Ele perdeu toda a família na guerra, com exceção de uma irmã, sobrevivente como ele em campos de trabalho forçado. No pós-guerra, conheceu Chava, com quem se casou e se mudou para o Canadá em 1951.

Na ocasião de seu 100º aniversário, ele disse ao site "Toronto" que as coisas que mais mudaram sua vida foram os aviões e computadores. "Eu uso o FaceTime com minha família em Israel. Eu não consigo entender, como pode ser? Você está aqui e eles estão lá, e você vê a pessoa falando e ela o vê", disse, espantado diante da tecnologia.

Pai de duas filhas, avô de oito e bisavô de oito, Abram passou por alguns sustos como a retirada de um tumor na perna e o uso de um marcapasso. Mas depois de sua performance, o bom companheiro parece estar com a saúde em dia. "Não é fácil contar a história da minha vida, mas eu tenho uma vida boa. Quatro gerações é a minha maior conquista”, disse ele.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest