David Gilmour, do Pink Floyd, emociona ao tocar canções de Leonard Cohen com a família
Entretenimento

David Gilmour, do Pink Floyd, emociona ao tocar canções de Leonard Cohen com a família

O guitarrista David Gilmour está com um novo projeto, mas nada ligado ao Pink Floyd, pelo menos de forma direta. Ele faria algumas apresentações com sua mulher, a escritora Polly Samson, em abril, que foram adiadas por causa da pandemia do coronavírus. O jeito foi fazer uma versão caseira ao lado da família.

David e Polly reuniram a família para fazer uma transmissão de casa e mostrar o novo projeto do casal. A apresentação onde o guitarrista toca duas músicas de Leonard Cohen (1934-2016) e são lidos trechos do livro "A Theatre For Dreamers" dá uma ideia de como é a turnê "An Evening Of Words And Music With Polly Samson And David Gilmour", que estava agendada para este mês e foi remarcada para setembro.

Na simpática apresentação de 35 minutos, David entra na sala onde já estão um cachorro e um bebê, se senta numa das mesas forradas com toalhas quadriculadas e enfeitadas com velas. Ele começa a dedilhar seu violão enquanto os membros da família vão entrando um a um. Eles se revezam em ler trechos do novo livro de Polly, discutem algumas passagens e se divertem. David toca as canções "Bird On The Wire" e "So Long, Marianne" do cantor, compositor e poeta canadense.

A ideia da turnê é rodar algumas poucas cidades divulgando o novo livro de Polly, que se passa na ilha grega de Hydra em 1960 e tem como um dos personagens um jovem Leonard Cohen. Essa está longe de ser a primeira parceria do casal - David fala sobre como ela mudou sua vida em uma matéria publicada no final do ano passado. Ela assinou em parceria sete das 11 faixas do álbum "The Division Bell's", de 1994, além de ter feito letras para canções de "On An Island" e "Rattle That Lock", álbuns solo de David.

A sinopse de "A Theatre For Dreamers" mostra que a história se passa na ilha grega de Hydra, onde poetas, pintores e músicos têm as vidas emaranhadas. "A formação dentro deste círculo é um triângulo: o escritor magnético e destrutivo Axel Jensen, sua deslumbrante mulher Marianne Ihlen e um jovem poeta canadense chamado Leonard Cohen. No meio deles, chega a adolescente Erica", apresenta o texto. Recentemente, a história de amor do casal Leonard e Marianne e parte da trajetória do compositor foram retratados no documentário "Marianne & Leonard", do inglês Nick Broomfield.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest