David Bowie: Terry O'Neil, famoso pelas fotos com Elton John e outros astros, lembra seu 'muso criativo’
Criatividade

David Bowie: Terry O'Neil, famoso pelas fotos com Elton John e outros astros, lembra seu 'muso criativo’

Terry O’Neill começou a fotografar David Bowie durante a turnê de 1973, Ziggy Stardust. Ele admirava o cantor pela coragem de fazer performances sem se preocupar se as pessoas o achariam "afeminado". David costumava tomar conta de seus ensaios fotográficos e, conforme Terry conta hoje, aos 81 anos, as ideias normalmente surgiam da cabeça dele. Foi assim na famosa sessão da turnê “Diamond Dogs”, em que ele levou um cachorro para o set. O resultado rendeu uma foto incrível quando o cão se assustou com o clarão provocado pelo flash.

"Eu amava que David tinha todos esses personagens dentro dele e tomava conta dos ensaios. Ele me dizia exatamente o que queria. As fotos tinham um propósito, diferente de outras estrelas que eu fotografava sem objetivo. Com David, você não precisava inventar nada. Ele era meu muso criativo. Tudo acontecia naturalmente”, contou o fotógrafo, ex-marido da atriz Faye Dunaway e famoso também por suas fotos de Elton John (reunidas em elogiado livro, "Eltonography — A Life in Pictures"), em entrevista ao “Guardian”.

'Diamond Dogs': o contato de Terry O'Neill do ensaio feito com David Bowie / Foto: Terry O'Neill / Getty Images
'Diamond Dogs': o contato de Terry O'Neill do ensaio feito com David Bowie / Foto: Terry O'Neill / Getty Images

As coisas aconteciam naturalmente — e também repentinamente. Certo dia, Terry recebeu uma ligação de David pedindo que fosse encontrá-lo no dia seguinte. "Vou levar alguém especial", avisou o cantor. Quando o fotógrafo chegou ao local combinado, encontrou William Burroughs (1914-1997), legendário escritor americano da geraçaõ beat. "Eles estavam com chapéus fedora, como pai e filho."

David Bowie e William Burroughs com chapéus fedora / Foto: Terry O'Neill
David Bowie e William Burroughs com chapéus fedora / Foto: Terry O'Neill

Mais ou menos no mesmo período, Terry soube que Elizabeth Taylor queria Bowie em "O Pássaro Azul", filme estrelado por ela e Jane Fonda. O astro britânico acabou não participando do longa, mas o fotógrafo conseguiu marcar um ensaio com os dois. David, que estava em uma fase complicada relacionada ao uso de cocaína, apareceu quatro horas atrasado. "O ensaio só aconteceu por causa do profissionalismo de Liz."

David Bowie divide um cigarro com Elizabeth Taylor, em Los Angeles, em 1975. Era a primeira vez que os dois se encontravam / Foto: Terry O'Neill / Getty Images
David Bowie divide um cigarro com Elizabeth Taylor, em Los Angeles, em 1975. Era a primeira vez que os dois se encontravam / Foto: Terry O'Neill / Getty Images

No começo dos anos 1960, Terry teve a oportunidade de fotografar jovens bandas em ascensão. Naquela época, profissionais mais experientes que trabalhavam no “Daily Sketch”, tabloide britânico, não tinham muito interesse em participar desse tipo de cobertura. A falta de "concorrência" abriu espaço para que ele trabalhasse com os Beatles e os Rolling Stones.

"Eu me lembro de ser escalado por um editor para fotografar uma 'pequena banda' chamada Beatles nos estúdios da Abbey Road. Todos os fotógrafos mais antigos não queriam ir. Aquilo significava que nós, os iniciantes, tinham uma oportunidade para abraçar. Não houve outra época como aquela, era muito divertido", conta o fotógrafo.

Ideia para ensaio sem camisa foi de David Bowie / Foto: Terry O'Neill / Getty Images
Ideia para ensaio sem camisa foi de David Bowie / Foto: Terry O'Neill / Getty Images
Bowie autografa a mão de fãs durante turnê, em 1974 / Foto: Terry O'Neill /Getty Images
Bowie autografa a mão de fãs durante turnê, em 1974 / Foto: Terry O'Neill /Getty Images
David Bowie por Twrry O'Neill / Foto: Getty Images
David Bowie por Twrry O'Neill / Foto: Getty Images

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest