'Dedicated': Em novo álbum, Carly Rae Jepsen prova que veio para salvar o pop do tédio
Entretenimento

'Dedicated': Em novo álbum, Carly Rae Jepsen prova que veio para salvar o pop do tédio

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

O mundo pop anda meio sonolento em 2019, não é? O último grande lançamento do gênero foi "Thank U, Next", de Ariana Grande, em fevereiro deste ano. Desde então, rolam uns singles novos aqui e lá (alô, Madonna e Taylor Swift), e também teve o documentário de Beyoncé, "Homecoming", mas nada novo capaz de empolgar verdadeiramente os fãs. Mentira? Isso — graças a nossa fé em santa Cher — vai acabar, pois Carly Rae Jepsen divulgou o álbum novo, "Dedicated", nesta sexta-feira (17), para nos tirar do tédio. 

LEIA MAIS: Alessia Cara aprendeu 'Flor de Lis', de Djavan, graças a uma cantora de jazz americana

VEJA TAMBÉM: Quem é Lizzo, diva pop, que veio do rap, e é tudo o que a gente precisava

Você piscou e a jovem canadense, que explodiu com o hit "Call Me Maybe", em 2012, já está com 33 anos, cabelos platinados e quatro discos lançados. Mais madura, ela transita entre o que esperamos ouvir da velha Carly, ex-participante do "Canadian Idol", e um som que flerta com o estilo de Sky Ferrera, só que mais (bem mais!) good vibes

Em "Dedicated", ela coloca ainda mais tempero na sua fórmula musical e vai do indie — de "Emotion" (2015) — ao disco. Ela prova que, no atual contexto da indústria musical, não recebe a atenção devida pelo trabalho que apresenta. Carly mistura influência, sonoridades e faz um pop ideal para quem é fã do gênero. "Nesse novo álbum, algumas músicas são tipo para você faxinar enquanto imagina estar numa discoteca onde toca ABBA", disse ela ao site "i-D". Já outras faixas têm uma pegada completamente diferente, com tons mais anos 1980 e 1990.

Carly Rae Jepsen em seu show no Lollapalooza/Getty Images
Carly Rae Jepsen em seu show no Lollapalooza/Getty Images

Carly conta que a mistura de inspirações aconteceu porque ela escreveu mais de 200 canções para o álbum. "Tentei me desapegar dessa ideia de criar um conceito apenas e deixei o álbum se tornar o que ele queria ser", avaliou. "Preciso tomar direções diferentes até encontrar o que me satisfaz. É assim o meu processo de composição".

Para escolher quais dessas centenas de músicas entrariam no disco, ela convidou seus companheiros de banda para sua casa. Eles tomaram vinho e selecionaram as 15 canções de "Dedicated". A música título, como explicou Carly, é baseada em "questões do coração" e, mesmo não sendo o tema central do projeto, ajuda a construir o clima de algumas faixas. 

Getty Images
Getty Images

"Sou uma romântica esperançosa. Se estou em uma relação, ela dando certo ou não, continuo fascinada pelo conceito do amor e acredito cegamente nele", afirmou a cantora. "Agora cheguei em uma certa idade — e estou em um relacionamento — que me faz pensar no que realmente significa ser dedicada a uma pessoa. Existem diferentes formas e abordo isso no álbum". 

Se ela é dedicada ou não em um namoro, por exemplo, jamais saberemos. Mas para salvar a música pop, sim, Carly, você realmente está no caminho certo. 

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest