Desmond Child e as histórias por trás de hits de Bon Jovi, Ricky Martin e Joan Jett
Entretenimento

Desmond Child e as histórias por trás de hits de Bon Jovi, Ricky Martin e Joan Jett

O nome dele pode soar desconhecido, mas você com certeza já ouviu várias de suas músicas. Autor de mega hits como "You Give Love a Bad Name" e "Livin' on a Prayer", do Bon Jovi, e "Crazy", do Aerosmith, o compositor Desmond Child contou recentemente, durante um show em Nova York, detalhes das histórias por trás de grandes hits que compôs. Aqui vão cinco curiosidades de quem está por trás de faixas emblemáticas da música latina, do pop e do rock.

Bon Jovi teve ciúmes de 'I Hate Myself For Loving You'

Desmond Child contou que Jon Bon Jovi se contorceu de ciúme quando ouviu "I Hate Myself For Loving You" pela primeira vez. A música foi escrita por Desmond com Joan Jett, que lançou a faixa. "Ele (Jon Bon Jovi) olhou para mim e disse: 'vai se f***r', e saiu", disse. A música é um dos maiores sucessos da diva do rock.

A Gina de 'Livin' On a Prayer' existe de verdade

No começo de "Livin' On Prayer", Bon Jovi canta sobre o dia a dia de Gina, que trabalha o dia inteiro em uma lanchonete e leva o dinheiro para ajudar no sustento da casa. Fato é que a personagem não é apenas fruto da ficção, ela existe. A inspiração para Gina foi a cantora e compositora Maria Vidal, que, ao lado de Desmond, integrou o grupo Desmond Child and Rouge. "Quando nossa banda estava batalhando, ela trabalhava como garçonete e todos os atendentes tinham apelidos falsos. O de Maria era 'Gina Velvet' e foi ali que eu busquei inspiração para a Gina de 'Livin' on a Prayer'", afirmou.

Ele tem um macete para escrever hits

Quando Desmond trabalhava para o compositor Bob Crewe, dos Four Seasons, ele ouviu um ensinamento que o guiou pelo resto da carreira. "Ele me disse para começar com um título bom e construir todo o resto em cima disso", ele lembra. "Quando eu aprendi a escrever assim, todos os hits que eu fiz simplesmente apareceram. Então para todos vocês que pretendem escrever músicas, se lembrem disso", disse. Desmond usou esse macete para escrever "Weird", do Hanson, em 1998 porque muitas crianças na época usavam a palavra.

Ele já mentiu para Michael Bolton depois de arruinar uma sessão de gravação

Durante a gravação de "How Can We Be Lovers", música de Michael Bolton, Desmond percebeu que alguém havia gravado em cima do que Bolton já tinha feito. "Tudo que nós conseguíamos ouvir eram dois ou três instrumentos", disse. No mesmo momento em que perceberam isso, Desmond conta que ouviu Michael se aproximar do estúdio pelo corredor. Imediatamente, mandou os técnicos do estúdio entrarem embaixo da mesa de som como se estivessem consertando um carro. Quando Michael entrou na sala, não entendeu nada do que estava havendo.

"Eu disse a ele que a mesa estava quebrada e ele não gostou muito. Falei que tudo estaria resolvido em poucos minutos, mas três horas e meia depois ele estava um pouco irritado e foi embora. Depois disso, nós meticulosamente regravamos todos os instrumentos e vozes durante a noite. No dia seguinte, ele chegou e cantou como um passarinho como se nada tivesse acontecido", contou Desmond. A verdade só foi dita a Michael no ano passado.

Como ele conheceu Ricky Martin — com quem escreveu 'Livin' La Vida Loca' e a música da Copa de 1998

A primeira vez que Desmond encontrou Ricky Martin foi em uma reunião marcada pela gravadora. Apesar de Ricky ter recebido orientações de um produtor para que ele não fosse ao encontro (ele não considerava Desmond um bom compositor para música latina), Ricky foi mesmo assim. "Ele parecia o Che Guevera e estava segurando uma Bíblia. Acabamos escrevendo juntos algumas das músicas mais sexies da história".

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest