Em 1° de abril de 1984, morre Marvin Gaye
Especial

Em 1° de abril de 1984, morre Marvin Gaye

Publicidade

No início dos anos 1980, Marvin Gaye saiu do exílio artístico que se auto-impôs para retomar as gravações e os shows. Tudo graças ao sucesso do single "Sexual Healing", saído de "Midnight Love", o primeiro disco que ele lançou fora da Motown, gravadora que o transformou em ícone pop. Mas a volta teria um desfecho trágico quando, no dia 1° de abril de 1984, Marvin Gaye foi assassinado pelo próprio pai.

LEIA MAIS: Aretha Franklin, uma artista com consciência social, não somente uma celebridade

HUMINUTINHO: Motown, a gravadora que moldou a música negra americana

Ídolo juvenil, Gaye se estabeleceu como um dos principais nomes da gravadora Motown, se tornando a face daquela nova cena puxando os duetos clássicos ao lado de Tammi Terrell e finalmente eternizado pela versão definitiva de "I Heard it Through the Grapevine", em 1968. No início da década seguinte, reinventou a soul music ao assumir as rédeas da produção de seus discos, fundamentais para a música daquele período, o político "What's Going On" e o quente "Let's Get It On"

No fim da década de 1970, Gaye se envolveu com drogas e teve problemas com a receita federal norte-americana, mudando-se para a Europa para fugir do fisco. Lá tentou a reabilitação química e se retirou dos palcos, voltando no final de 1982, com o hit com o qual encerraria sua carreira.

Ele odiava turnês e voltou a usar drogas para compensar a volta àquela rotina. Tentou se matar mais de uma vez e constantemente reclamava da vida no showbusiness. Mas foi um problema doméstico que tirou sua vida.

Quando visitou o pai, reconhecido pela criação severa e por ter uma série de desentendimentos com o filho, incluindo a opção pela carreira de cantor, este estava brigando com sua mãe, devido a uma apólice de seguros. Os dois discutiram feio na noite do dia 31 de março de 1984, mas foi no dia seguinte que a briga piorou. O cantor discutiu com Marvin Gay Sr. (sem o "e", que o filho acrescentou ao nome artístico para se diferenciar dele) até que saíram no braço e o filho bateu no pai até ele cair no chão. 

Marvin Gay Sr. voltou para o quarto e pegou a arma que o filho havia lhe dado no ano anterior e deu-lhe um tiro assim que o avistou, sem falar na nada, na frente da mãe. O primeiro tiro foi fatal, mas o pai seguiu em frente e fez mais um disparo à queima-roupa, calando uma das maiores vozes da história da música pop. Depois, Marvin Gay Sr. foi levado ao tribunal, onde foi sentenciado a seis anos de prisão. Disse no tribunal: "Se eu pudesse trazê-lo de volta, o traria. Eu estava com medo dele. Achei que ele fosse me machucar. Eu não sabia o que iria acontecer. Sinto muito por tudo que aconteceu. Eu o amava. Eu queria que ele pudesse voltar por esta porta agora. Estou pagando o preço", lamentou.

Quem nasceu

1902 - Moreira da Silva, cantor e compositor carioca (m. 2000)

1932 - Debbie Reynolds, atriz e cantora norte-americana

1939 - Rudolph Isley, cantor e compositor do grupo norte-americano The Isley Brothers

1942 - Alan Blakle, guitarrista do grupo norte-americano The Tremeloes (m. 1996)

1945 - John Barbata, baterista dos grupos norte-americanos Jefferson Airplane e Jefferson Starship

1946 - Ronnie Lane, baixista dos grupos ingleses Small Faces e Faces (m. 1997)

1948 - Jimmy Cliff, cantor e compositor jamaicano

1951 - José Marciano, cantor e compositor paulista, da dupla João Mineiro e Marciano (m. 2019)

1954 - Jeff Porcaro, baterista do grupo norte-americano Toto

1961 - Mark White, guitarrista e tecladista do grupo inglês ABC (m. 2017)

1961 - Susan Boyle, cantora escocesa

1971 - Method Man, nascido Clifford Smith, MC do grupo norte-americano Wu-Tang Clan

Quem morreu

1917 - Scott Joplin, compositor norte-americano (n. 1868)

1992 - Nigel Preston, baterista e fundador do grupo inglês The Cult (n. 1963)

2004 - Paul Atkinson, guitarrista do grupo inglês The Zombies (n. 1946)

2015 - Cynthia Lennon, primeira esposa de John Lennon (n. 1939)

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest