Em 10  de março de 1977, os Sex Pistols anunciam ‘God Save the Queen’ em frente ao palácio de Buckingham
Especial

Em 10 de março de 1977, os Sex Pistols anunciam ‘God Save the Queen’ em frente ao palácio de Buckingham

O hype dos Sex Pistols chacoalhou a Inglaterra em pouquíssimo tempo. Desde sua idealização, em 1975, às primeiras manchetes, o grupo punk sempre pensou em como provocar o status quo e como estas provocações renderiam ainda mais fama para a banda. Não foi diferente no dia 10 de março de 1977, quando assinaram um contrato com a gravadora A&M na frente do Palácio de Buckingham, anunciando que seu próximo single se chamaria "God Save the Queen".

O ano de 1977 marcava o jubileu de prata da rainha da Inglaterra e o país preparava-se para as comemorações oficiais. Os Sex Pistols acharam a efeméride uma oportunidade perfeita para causar ainda mais. Depois de tomar de assalto a opinião pública e as vendas de discos com seu primeiro single, "Anarchy in the U.K.", eles perceberam que a celebração dos 25 anos de reinado da rainha Elizabeth II iria de encontro à celebração do caos promovida pelo primeiro grupo punk inglês. Por trás de tudo, o empresário Malcolm McLaren instigava os músicos e via como ganhar ainda mais dinheiro.

Mas o primeiro ultraje veio quase sem querer, quando o guitarrista Steve Jones defendeu a amiga Siouxsie Sioux, que estava junto com a banda em entrevista ao apresentador inglês Bill Grundy, no final de 1976. Grundy deu uma cantada machista em cima da futura líder dos Banshees e Jones reagiu xingando-o em cadeia nacional. No dia seguinte, os tabloides ingleses, horrorizados com o palavrão, transformavam os Sex Pistols no inimigo público número 1 do Reino Unido.

O incidente foi a razão de o grupo ser demitido da gravadora EMI, que havia lançado o single de "Anarchy in the U.K.". Logo, outros selos vieram atrás do grupo, que acabou assinando contrato com a A&M no dia 9 de março daquele ano. Mas, para efeitos de publicidade, fingiram assinar o contrato em frente ao palácio real inglês, provocando ainda mais a ira do establishment inglês.

Mas a A&M comemorou por pouco tempo. No mesmo dia, o grupo foi ao escritório da gravadora seguir a celebração e Sid Vicious, ex-fã da banda que acabara se tornar baixista dos Pistols, cortou o próprio pé ao quebrar uma privada na gravadora e saiu ensanguentado deixando um rastro de sangue. Além disso, o vocalista Johnny Rotten brigou com funcionários da empresa, e Steve Jones entrou no banheiro feminino. Na mesma semana, a banda brigou com um amigo de um dos diretores da gravadora em uma casa de shows, o que fez a própria A&M rescindir o contrato antes mesmo de lançar o novo single. O grupo inglês arrumaria novo lar em pouco tempo, afinal, seguia fazendo barulho nas manchetes de jornal e finalmente lançaria tanto o single quanto seu primeiro álbum, mas isso é outra história.

Os integrantes dos Sex Pistols posam em frente ao Palácio de Buckingham enquanto assinam o contrato para lançar 'God Save the Queen' / Getty Images
Os integrantes dos Sex Pistols posam em frente ao Palácio de Buckingham enquanto assinam o contrato para lançar 'God Save the Queen' / Getty Images

Quem nasceu

1940 - Dean Torrence, metade da dupla de surf rock norte-americana Jan and Dean

1963 - Jeff Ament, baixista do grupo norte-americano Pearl Jam

1963 - Rick Rubin, nascido Frederick Jay Rubin, produtor norte-americano

1964 - Neneh Cherry, nascida Neneh Mariann Karlsson, cantora e compositora sueca

1966 - Edie Brickell, cantora norte-americana

1971 - Timbaland, nascido Timothy Z. Mosley, produtor e rapper norte-americano

1973 - John Charles LeCompt, guitarrista do grupo norte-americano Evanescence

1977 - Robin Thicke, cantor norte-americano

Quem morreu

1988 - Andy Gibb, cantor e compositor do grupo inglês Bee Gees (n. 1958)

2002 - Shirley Scott, organista norte-americana (n. 1934)

2017 - Joni Sledge, cantora e compositora do grupo norte-americano Sister Sledge (n. 1956)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest