Em 13 de maio de 1938, Louis Armstrong imortalizava ‘When The Saints Go Marching In’ no jazz
Especial

Em 13 de maio de 1938, Louis Armstrong imortalizava ‘When The Saints Go Marching In’ no jazz

Quando um tema popular se torna histórico? No caso de "When The Saints Go Marching In", um dos standards mais clássicos da história da música popular, isso aconteceu quando Louis Armstrong A registrou no dia 13 de maio de 1938. O artista imortalizou, assim, uma das melodias mais conhecidas nos EUA no início do século passado e a transformou em um clássico mundial.

A canção tem suas origens na raiz das missas gospel, no início do século XX, quando era cantada com títulos diferentes como "When the Saints Are Marching In" (registrada por escrito em 1896) e "When The Saints March In for Crowning" (em 1908). Porém, seu primeiro registro fonográfico aconteceu em 1923, quando foi gravada pelo grupo Paramount Jubilee Singers, sem autoria conhecida.

Louis Armstrong com seu trompete em cena do filme 'Doutor Ré-Mi-Bemol', lançado em 1938 / Foto: Getty Images
Louis Armstrong com seu trompete em cena do filme 'Doutor Ré-Mi-Bemol', lançado em 1938 / Foto: Getty Images

Outras versões foram registradas naquela mesma década por The Four Harmony Kings e Elkins-Payne Jubilee Singers, em 1924, pelo Wheat Street Female Quartet, em 1925, por Bo Weavil Jackson, em 1926, pela Deaconess Alexander, em 1926, pelo reverendo E. D. Campbell e Robert Hicks, em 1927, por Blind Willie Davis, em 1928 e pelos Pace Jubilee Singers, em 1928, sempre em versões lentas e sem ritmo, com a melodia como carro-chefe dos singles. O primeiro registro de uma versão com ênfase no ritmo, que consagraria a canção, foi gravada pelos Sanctified Singers pelo selo inglês Parlophone, em 1931.

O sucesso da música — registrada sempre como "canção tradicional" — em suas versões fez vários compositores surgirem como candidatos a autor, como Luther G. Presley, Virgil Oliver Stamps, R. E. Winsett e os irmãos Frank e Jim McCravy. As novas releituras, mais rítmicas, aos poucos começaram a ser associada à cidade de Nova Orleans e a música, nos anos 1930, se tornou um standard do jazz na cidade. Apesar de divertida e alegre, a canção canta sobre trechos do livro bíblico Apocalipse, tirando as partes mais pesadas e gráficas apenas para exaltar os crentes que chegam aos céu após o fim do mundo.

A consagração aconteceu quando o trompetista Louis Armstrong a registrou naquele 13 de maio de 1938 — em duas versões, com vocais e instrumental. As duas fizeram muito sucesso nos Estados Unidos, finalmente tornando-a conhecida em todo aquele país. Depois de Armstrong, vários outros intérpretes conhecidos gravaram a música, como Fats Domino, Elvis Presley, Judy Garland, Bing Crosby e Etta James. Foi uma das primeiras canções gravadas pelos Beatles e registrada no primeiro single que se tem notícia da banda, quando ela ainda assinava como Beat Brothers e acompanhou o cantor Tony Sheridan em um single gravado em 1961 — registrada apenas como "The Saints", a faixa era o lado B do single "My Bonnie".

Quem nasceu

1912 - Gil Evans, pianista, compositor e maestro canadense (m. 1988)

1929 - Angela Maria, nascida Abelim Maria da Cunha, cantora fluminense (2018)

1933 - Waldick Soriano, cantor e compositor cearense (m. 2008)

1941 - Ritchie Valens, nascido Richard Steven Valenzuela, cantor, compositor e guitarrista norte-americano (m. 1959)

1943 - Mary Wells, cantora norte-americana (m. 1992)

1945 - Magic Dick, nascido Richard Salwitz, gaitista do grupo norte-americano J Geils Band

1947 - Pete Overend Watts, baixista do grupo inglês Mott The Hoople (m. 2017)

1950 - Danny Kirwan, cantor, guitarrista e compositor do grupo inglês Fleetwood Mac (m. 2018)

1950 - Stevie Wonder, cantor, compositor, músico, produtor, arranjador e gênio norte-americano

1951 - Paul Thompson, baterista do grupo inglês Roxy Music

1956 - Vânia Bastos, cantora paulista

1963 - Julian Brookhouse, guitarrista da banda inglesa Curiosity Killed The Cat

1964 - Lorraine McIntosh, cantora do grupo escocês Deacon Blue

1966 - Darius Rucker, cantor e compositor da banda norte-americana Hootie & the Blowfish

1966 - Alison Goldfrapp, cantora e compositora do grupo inglês Goldfrapp

1967 - Chuck Schuldiner, cantor, compositor e guitarrista do grupo norte-americano Death (m. 2001).

1969 - Buckethead, nascido Brian Patrick Carroll, guitarrista norte-americano que tocou com o grupo Guns N' Roses

1979 - Michael Madden, baixista do grupo norte-americano Maroon 5

Quem morreu

1988 - Chet Baker, cantor e trumpetista norte-americano (n. 1929)

2012 - Donald Dunn, baixista do grupo norte-americano Booker T and the MG's (n. 1941)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest