Em 15 de maio de 1986, o grupo Run-DMC lança 'Raising Hell', o primeiro grande disco de rap
Especial

Em 15 de maio de 1986, o grupo Run-DMC lança 'Raising Hell', o primeiro grande disco de rap

O trio norte-americano Run-DMC, formado por Joseph Simmons, Darryl McDaniels e Jason Mizell, já era considerado um dos maiores nomes da então curta história do rap, mas quando lançou seu terceiro álbum, "Raising Hell", no dia 14 de maio de 1986, ele transformou aquele novo gênero em coisa séria. O grupo tirou a sonoridade do underground e a transformou de promissor movimento nascido nas ruas a uma respeitada indústria cultural.

Aqueles três adolescentes nascidos no Queens, na periferia de Nova York, contaram com o fato de que o irmão de Joseph, Russell Simmons, foi um dos primeiros empreendedores do gênero, empresário do novato LL Cool J e fundador da novíssima gravadora especializada em rap chamada Def Jam. Joseph, que era mais conhecido pelo apelido de Run, aprendeu boa parte dos truques do irmão (além de discotecar com o próprio Cool J no início, apresentando-se como "DJ Run") e começou a colaborar com Darryl, que a princípio não rimava e apenas compunha letras sobre o pseudônimo de "Easy D". Porém, aos poucos, a dupla começou a fazer seus primeiros shows, com Darryl assumindo o novo apelido de D.M.C. Os codinomes da dupla acabaram por batizá-la, embora os dois quisessem um nome mais dinâmico e chamativo, como os artistas de rap do início dos anos 1980.

Run-DMC: Jason 'Jam Master Jay' Mizell, Joseph 'Rev Run' Simmons e Darryl 'D.M.C.' McDaniels, por volta de 1986 / Foto: Getty Images
Run-DMC: Jason 'Jam Master Jay' Mizell, Joseph 'Rev Run' Simmons e Darryl 'D.M.C.' McDaniels, por volta de 1986 / Foto: Getty Images

Logo se juntaram ao DJ Mizell, que estava parando de assinar seus sets como "Jazzy Jase" para assumir o pseudônimo de Jam Master Jay. Assim, eles gravaram o primeiro single, o hoje clássico "It's Like That", que trazia "Sucker MCs" no lado B. O single conseguiu um feito raro para a época e chegou à décima quinta posição dos compactos mais vendidos no período. Seguiram outros singles, como "Rock Box" e "Jam Master Jay", mostrando que tinham fôlego para um álbum — que lançaram em 1984, batizado com o próprio nome.

O sucesso do trio não era obra do acaso: eles traziam uma nova sonoridade e um novo estilo a um gênero que havia acabado de nascer e ainda estava sendo assimilado pelo grande público. Ao contrário dos primeiros rappers, que eram individualistas e tinham personalidades espalhafatosas e nomes gigantescos, o Run-DMC vendia-se como um grupo, assimilando o visual que haviam adotado de seu DJ. Jam Master Jay também era b-boy e usava apenas roupas pretas, chapéus de pescador (estilo cata-ovo) e tênis sem cadarço. Este último item vinha de uma referência à forma como os presidiários usavam o calçado na cadeia, pois havia o risco de se usar o cadarço como arma para estrangular ou enforcar alguém.

Musicalmente, batiam de frente com o ouvinte em murros verbais que pesavam tanto quanto os samples de rock que usavam. As guitarras sampleadas também eram agressivas e curtas, riffs repetidos como scratches de vinil, sem solos ou outros virtuosismos. Só interessava o impacto das rimas e das batidas, filtrando o excesso que vinha dos anos 1970 e lapidando o rap para os pontiagudos anos 1980.

Com seu terceiro disco, "Raising Hell", o trio chegou ao ápice. Eles já eram o primeiro grupo de rap a sair na capa da revista "Rolling Stone", a ter um clipe na MTV, a ganhar um disco de ouro e a tocar no festival Live Aid. E a entrada de Rick Rubin, que havia acabado de produzir o álbum de estreia de LL Cool J, "Radio", e tornado o disco ainda mais preciso. Foi de Rubin inclusive a ideia de em vez de samplear um trecho de uma música do Aerosmith, chamar o grupo para participar da gravação — e do clipe.

"Walk This Way", o single que carregou "Raising Hell" nas costas, foi um épico. Um dos maiores hits dos anos 1980, ele colidiu as rimas de Run e DMC com o vocal de Steven Tyler e a guitarra de Joe Perry, ressuscitando inclusive a carreira da velha banda de rock, que andava por baixo. Mas não era o único hit. Além de "You Be Illin'" e "It's Tricky", o disco ainda trazia "My Adidas", que fez o grupo ser patrocinado pela marca que usaram no título, criando o primeiro caso de uma empresa de esportes patrocinar um artista.

O terceiro álbum do grupo levou o Run-DMC e o hip-hop para outro patamar. "Raising Hell" é considerado o primeiro grande álbum da história do rap — além de encerrar a primeira fase do gênero e inaugurar a chamada era de ouro, que continuaria com artistas como Public Enemy, Beastie Boys, KRS-One, Eric B. & Rakim, Slick Rick, Ultramagnetic MCs, Jungle Brothers, De La Soul e A Tribe Called Quest e o início da era do gangsta rap, de nomes como Ice-T, Geto Boys e N.W.A. Foi o primeiro disco de rap a ser indicado para o Grammy, a vender mais de um milhão de cópias e a constar nas principais listas de melhores do ano — além de ser considerado até hoje um dos maiores discos da história do rap. Clássico.

Quem nasceu

1918 - Eddy Arnold, cantor e compositor norte-americano (m. 2008)

1932 - Baba Oje, do grupo norte-americano Arrested Development (m. 2018)

1937 - Trini Lopez, guitarrista e cantor norte-americano

1948 - Brian Eno, compositor, músico e produtor inglês

1953 - Mike Oldfield, compositor e multiinstrumentista inglês

1959 - Andrew Eldritch, nascido Andrew William Harvey Taylor, cantor do grupo inglês The Sisters Of Mercy

1965 - André Abujamra, músico, cantor, ator e compositor paulistano

1966 - Pete Wiggs, tecladista e compositor da banda inglesa Saint Etienne

Quem morreu

1992 - Barbara Lee, vocalista do grupo norte-americano The Chiffons (n. 1947)

1999 - Rob Gretton, empresário dos grupos ingleses Joy Division e New Order (n. 1953)

2001 - Brian Pendleton, guitarrista do grupo inglês The Pretty Things (n. 1944)

2003 - June Carter Cash, cantora e mulher do cantor e compositor norte-americano Johnny Cash (n. 1929)

2016 - Cauby Peixoto, cantor fluminense (n. 1931)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest