Em 21 de novembro de 1995, morre Peter Grant, empresário que transformou o Led Zeppelin em uma máquina de fazer dinheiro
Especial

Em 21 de novembro de 1995, morre Peter Grant, empresário que transformou o Led Zeppelin em uma máquina de fazer dinheiro

0

Publicidade

Peter Grant estava voltando para a casa dirigindo seu carro ao lado de seu filho Warren no dia 21 de novembro de 1995, quando sentiu uma dor no peito — ele estava tendo um ataque cardíaco e não resistiu. Aos 60 anos, morria o empresário que tornou o Led Zeppelin um dos maiores grupos de seu tempo e que mudou o showbusiness, além de servir como base para a caricatura do empresário truculento.

MÁQUINA DO TEMPO: Em 18 de novembro de 1974, o Genesis lança seu último disco com Peter Gabriel

LEIA TAMBÉM: 50 anos de Led Zeppelin: ouça algumas das primeiras gravações da banda em 1968

Grant começou sua carreira no início dos anos 1960, trazendo para o Reino Unido shows de encrenqueiros clássicos como Jerry Lee Lewis e Chuck Berry. Essa experiência o conectou com os EUA e o fez perceber a importância de tocar ao vivo para a carreira de um artista. Ele viria a botar isso em prática quando começou a empresariar os Yardbirds, colocando-os para tocar num circuito ainda incipiente de casas noturnas próximas a universidades nos Estados Unidos. Os Yardbirds acabaram e seu único remascente, o guitarrista Jimmy Page, resolveu criar um novo grupo, que também seria gerido por Grant. E foi com este novo grupo, o Led Zeppelin, que Grant colocou em prática — acertadamente — o que anos de produção lhe ensinaram.

Para começar, fechou um contrato de cinco discos com a gravadora Atlantic, renovando o público do selo que lançou ícones da soul music para o estrelato. Depois, preferiu fazer shows a aparecer em programas de TV, além de gravar álbuns em vez de singles. Dando liberdade criativa total para o Led Zeppelin no estúdio, ele conseguiu mexer na forma como casas noturnas contratavam artistas, transformando shows em fontes de renda mais duradouras. Também foi forte contra a pirataria e pessoalmente ia às lojas de discos ver se alguém vendia exemplares não-oficiais do Led Zeppelin. Seu estilo truculento e agressivo conquistou várias batalhas para a banda, o que abriu possibilidades para outros artistas. Quando o grupo acabou, em 1981, Grant aposentou-se e só foi voltar a trabalhar na indústria da música como consultor dez anos depois, nos anos 1990.

E mais…

21/11/1955: Dinheirama

A RCA tira Elvis Presley da gravadora Sun por um preço que nunca havia sido pago por um contrato de artista de música até então: US$ 35 mil. 

21/11/1960: Beatles de menor

Os Beatles tocam no Kaiserkeller Club em Hamburgo, na Alemanha, sem George Harrison na guitarra. Ele havia sido deportado neste mesmo dia por ser menor de idade (tinha 17 anos) e não poder frequentar casas noturnas após a meia-noite.

21/11/1970: Hendrix póstumo

 Dois meses após sua morte, Jimi Hendrix chega ao topo das paradas britânicas pela primeira vez com o single "Voodoo Child (Slight Return)", a última faixa de seu disco “Electric Ladyland”.

21/11/1974: No berro

O cantor de soul Wilson Pickett é preso em Nova York após puxar uma arma durante uma discussão.

21/11/1976: Vai, Billy!

O grupo Chelsea abre para os Stranglers em uma apresentação no clube The Nashville, em Londres, na Inglaterra. Era a última vez que seu vocalista tocava com a banda, um certo Billy Idol, que depois iria para a banda Generation X e mais tarde faria fama em carreira solo.

21/11/1981: Hit das academias

Olivia Newton-John emplaca o hit "Physical" no topo da parada de singles norte-americana, onde permaneceria por dez semanas, vendendo mais de dois milhões de cópias. O single servia como trilha sonora de uma novidade que se espalhava pelo mundo: as academias de ginástica.

21/11/1983: A estreia de ‘Thriller’

O clipe de Michael Jackson "Thriller", com 14 minutos e dirigido por John Landis, estreia em Los Angeles. 

21/11/1990: Stone casado

Mick Jagger e Jerry Hall casam-se em Bali. O casamento foi considerado inválido nove anos depois por um juiz, que considerou que a cerimônia, com duração de seis horas, nunca tinha sido reconhecida oficialmente.

21/11/1994: O começo da segunda vinda

O grupo inglês Stone Roses lança o single "Love Spreads", o primeiro trabalho após cinco anos do lançamento de seu primeiro disco.

21/11/1995: Arqueologia beatle

Os Beatles lançam o primeiro volume da coletânea “Anthology”, que trazia 60 faixas do grupo nunca lançadas oficialmente. Entre demos, faixas ao vivo e versões alternativas, o disco duplo contava com a primeira música que o grupo gravava desde sua separação, em 1970: "Free as a Bird", composta em cima de uma demo que John Lennon havia gravado em 1977.

21/11/2009: Fora da lei

O líder da banda Babyshambles, o inglês Pete Doherty, é preso com drogas, logo após escapar de uma sentença de prisão em um tribunal. 

Parabéns!

Os aniversariantes deste 21 de novembro incluem o mestre do R&B Dr. John (nascido em 1940), o saxofonista Andrew Love, que tocava na banda da gravadora Stax, Memphis Horns (nascido em 1941 e morto em 2012), a sambista brasileira Alcione (nascida em 1947), o cantor e compositor da banda War, Lonnie Jordan (nascido em 1948), o cantor romântico brasileiro Fábio Jr. (nascido em 1953), a cantora islandesa Björk Gudmundsdottir (nascida em 1965), o baixista do Blur, Alex James (nascido em 1968), o baterista do Teenage Fanclub, Francis Macdonald (nascido em 1970), e a cantora canadense Carly Rae Jepsen (nascida em 1985).

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais