Em 22 de abril de 1966, os Troggs lançam 'Wild Thing', marco zero do punk rock
Especial

Em 22 de abril de 1966, os Troggs lançam 'Wild Thing', marco zero do punk rock

Ninguém poderia supor que uma canção tão simples pudesse ter uma influência tão grande. Quando "Wild Thing" foi lançada pelo grupo inglês The Troggs, no dia 22 de abril de 1966, a faixa não era nem candidata a chegar ao topo das paradas de sucesso. Mas seu impacto foi decisivo para traçar um rumo para o futuro do punk rock.

A música não era nem inédita. Ela havia sido composta em 1965 pelo guitarrista Chip Taylor sob encomenda para a banda norte-americana The Wild Ones, que era ligada à socialite Sybill Christopher. Porém, o single original nem chegou a entrar na parada de discos mais vendidos. A canção chegou até o grupo inglês The Troggs, que, inspirado por seu produtor Larry Page, resolveu regravar a música usando a demo gravada por Chip Taylor como referência musical.

Em sua primeira versão, não-gravada, "Wild Thing" era suja e agressiva, o que desapareceu na primeira gravação. Contudo, ao passar pelas mãos dos Troggs, o single retomou sua premissa crua, que passava pelo conjunto repetitivo dos três acordes na guitarra e transformava a canção num rock básico e primitivo — tudo a ver com a reputação do grupo inglês, cujo nome vinha de um diminutivo para "os trogloditas", em inglês.

A banda também foi favorecida por uma disputa judicial que teve com dois selos que lançaram o single ao mesmo tempo: a inglesa Fontana e a norte-americana Atco. As duas lançaram o single no mesmo dia a partir da mesma gravação, o que gerou um caso único de vendas somadas a partir de um mesmo produto só que de gravadoras diferentes. Isso ajudou a divulgação da música, que foi subindo pouco a pouco entre as mais vendidas até chegar ao topo, em julho daquele ano. “Wild Thing” passou duas semanas como o single mais vendido nos Estados Unidos.

A versão dos Troggs é reconhecida como uma das músicas que originou o punk rock, a partir de entrevistas com diferentes pioneiros do gênero. Tanto Iggy Pop (dos Stooges), Joey Ramone (dos Ramones) e Pete Shelley (dos Buzzcocks) reconhecem a importância que a canção teve ao assumirem que queriam fazer aquele tipo de música. Sua sequência de acordes simples também colocou o single na evolução que o crítico Lester Bangs fazia do rock dos anos 1950 ao punk rock, com "Wild Thing" entre "La Bamba" de Ritchie Valens e "Louie Louie" dos Trashmen, "No Fun" dos Stooges e "Blitzkrieg Bop" dos Ramones na linha do tempo da história da música barulhenta.

Quem nasceu

1921 - Candido Camero, percussionista cubano

1922 - Charles Mingus, baixista, pianista, compositor e band-leader norte-americano (m. 1979)

1927 - Laurel Aitken, nascido Lorenzo Aitken, cantor e compositor cubano (m. 2005)

1936 - Glen Campbell, cantor, compositor e apresentador norte-americano (m. 2017)

1937 - Jack Nitzsche, produtor e compositor inglês (m. 2000)

1949 - Di Melo, nascido Roberto de Melo Santos, cantor e compositor pernambucano

1950 - Peter Frampton, cantor e guitarrista anglo-americano

1970 - Mano Brown, nascido Pedro Paulo Soares Pereira, rapper paulistano do grupo Racionais MCs

1974 - Belo, nascido Marcelo Pires Vieira, cantor e compositor paulistano

1974 - Shavo Odadjian, baixista armênio do grupo norte-americano System of a Down

1979 - Daniel Johns, líder, vocalista, guitarrista e compositor da banda australiana Silverchair

Quem morreu

2013 - Richie Havens, cantor e compositor norte-americano (n. 1941)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest