Em 28 de fevereiro de 1983, o U2 abraça a política com seu disco ‘War’
Especial

Em 28 de fevereiro de 1983, o U2 abraça a política com seu disco ‘War’

Dez anos antes de o Nirvana derrubar Michael Jackson do alto das paradas de sucesso no início dos anos 1990, uma outra banda barulhenta e carismática também tirou o Rei do Pop do topo das paradas na Inglaterra. Quando o grupo irlandês U2 lançou o disco "War" no dia 28 de fevereiro de 1983, eles estavam prontos para conquistar o mundo.

O grupo liderado pelo vocalista Bono Vox (pseudônimo de Paul David Hewson) e pelo guitarrista The Edge (pseudônimo de David Howell Evans) era mais uma das inúmeras bandas que surgiram no Reino Unido após a implosão do punk rock. Em comum, grupos como Joy Division, Echo & The Bunnymen, The Fall, Public Image Ltd., Gang of Four, The Cure, Siouxsie & The Banshees, Wire, Smiths e Sisters of Mercy tinham o fato de terem começado como bandas punk para depois explorar novas fronteiras do faça-você-mesmo. Todos misturavam vocais pouco convencionais com guitarras que rugiam, gemiam e grunhiam mais do que faziam riffs ou solos.

O que diferenciava U2 destas bandas, inicialmente, era o fato de vir da Irlanda. Mas logo a presença de seus dois líderes, Bono e The Edge, faria o grupo ser notado por características mais peculiares: enquanto o vocalista se entregava a um messianismo quase gospel (que iria abraçar de vez nos anos seguintes), o guitarrista firmava-se como um dos principais nomes de sua geração, tirando ruídos de seu instrumento que se tornariam parte essencial da textura musical do grupo. Atrás dos dois, o baixista Adam Clayton e o baterista Larry Mullen Jr. não tinham tanto brilho, mas formavam uma das cozinhas mais sólidas daquela safra de músicos.

Com "War", o grupo adiciona um elemento que seria determinante em sua carreira: as canções de protesto. Ao abraçar a política como tema, ao lado de questões que já vinham sendo abordadas nos discos anteriores da banda ("Boy" de 1980 e "October" do ano seguinte), como espiritualidade e os dilemas entre a adolescência e a maturidade, o U2 finalmente consegue fazer um disco inteiramente memorável, com dois hits que balizam o grupo até hoje. "Sunday Bloody Sunday", composta sobre o conflito religioso em seu país, e "New Year's Day", inspirada originalmente pelo movimento político polonês Solidariedade, carregaram o disco para a estratosfera pop de seu tempo — e eternizaram a banda.

"War" também consolida a primeira fase da banda ao concluir o trabalho do grupo com o produtor Steve Lillywhite, que trabalhava com o U2 desde sua estreia. A partir do álbum seguinte, "The Unforgettable Fire", o grupo começaria uma parceria indissociável com o produtor Brian Eno, com quem alcançaria um patamar ainda maior.

Quem nasceu

1927 - Don Helms, guitarrista dos Drifting Cowboys, banda do papa da country music, Hank Williams (m. 2008)

1942 - Brian Jones, guitarrista da banda inglesa The Rolling Stones (m. 1969)

1957 - Cindy Wilson, vocalista da banda norte-americana The B-52s

1968 - Teresa Cristina, cantora carioca

1971 - Nigel Godrich, produtor inglês associado ao grupo Radiohead

1994 - Jake Bugg, nascido Jake Edwin Kennedy, cantor e compositor inglês

Quem morreu

1935 - Chiquinha Gonzaga, compositora carioca (n. 1847)

1985 - David Byron, vocalista do grupo inglês Uriah Heep (n. 1947)

2008 - Mike Smith, vocalista do grupo inglês The Dave Clark Five (n. 1943)

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest