Em 28 de março de 1981, o Blondie emplaca o primeiro rap no topo das paradas
Especial

Em 28 de março de 1981, o Blondie emplaca o primeiro rap no topo das paradas

Publicidade

O rap surgiu no fim dos anos 1970, mas foi no início da década seguinte que começou a ganhar popularidade para além do gueto nova-iorquino, onde nasceu. Mas o primeiro rap a chegar ao topo das paradas de sucesso não foi rimado por um MC do Bronx ou do Harlem e sim por uma ex-coelhinha da "Playboy" que liderava um grupo de new wave. No dia 28 de março de 1981, o hit "Rapture", do grupo Blondie, tornou-se o single mais vendido nos EUA.

LEIA MAIS: Usuário do Mixcloud garimpa a história da música eletrônica

MÁQUINA DO TEMPO: Em 24 de outubro de 1962, James Brown lançava um clássico ao vivo

O ano de 1980 foi especificamente marcante para o novo gênero. O primeiro single foi "Rapper's Delight", do Sugar Hill Gang, um grupo inventado por uma gravadora novíssima para faturar em cima da falação que estava se tornando popular nas festas da periferia em Nova York. No início do hip-hop, o MC não era tão central quanto o DJ, e o rapper era apenas uma forma de comunicação do discotecário com o público, rimando para chamar atenção para a técnica e bom gosto da estrela da noite — afinal, ainda não haviam discos de rap. Foi preciso que o tino comercial da iniciante Sylvia Robinson apitasse para que ela forjasse o primeiro grupo de rap, que na prática não existia, para fazer rimas tornarem-se uma mania, primeiro nacional e depois global.

Naquele mesmo ano, o rapper Kurtis Blow conseguiu o disco de ouro com o single de "The Breaks", música que exaltava as viradas e quebradas que o DJ fazia com as picapes. Aos poucos, outros MCs entenderam que poderiam se tornar protagonistas de novas músicas. E do mesmo jeito que a novidade se espalhava pela periferia, ela também chegou ao centro do hype nova-iorquino — e lá estava o grupo Blondie.

O Blondie surgiu no mesmo CBGB's que viu os primeiros shows do Television, Ramones e Talking Heads e o nascimento do movimento punk, bem antes de se tornar uma febre na Inglaterra. O grupo começou com o nome de Stilettoes, mas logo mudou seu nome para Blondie, reforçando a persona de sua vocalista, Debbie Harry (“blondie”, em inglês, quer dizer “loirinha”).

O grupo saiu do inferninho punk ao entregar-se à disco music com o single "Heart of Glass", seu primeiro grande hit e até hoje sua música mais lembrada. O single abriu o universo da banda para novas experimentações e, morando em Nova York, era inevitável flertar com o rap.

Mas Debbie Harry foi além: chamou o DJ Grandmaster Flash para participar do clipe e citava-o nominalmente na letra (bem como outro DJ e também grafiteiro Fab Five Freddy), mas resolveu ela mesma aventurar-se pelo novo estilo, rimando como um rapper no final da canção, cujo título ("Arrebatamento", em português) era um trocadilho com o termo "rap", ainda desconhecido pela grande maioria dos ouvintes. 

Deu certo, "Rapture", lançada no dia 12 de janeiro de 1981, chegou ao topo das paradas dos EUA em menos de três meses, estabelecendo o grupo como uma das principais forças de um gênero derivativo do punk que começava a ser chamado por outro nome, a new wave. Mas isso é outra história.

Quem nasceu

1918 - Adelino Moreira, compositor luso-brasileiro (m. 2002)

1942 - Demétrius, nascido Demétrio Zahra Netto, cantor carioca (m. 2019)

1948 - Milan Williams, tecladista e guitarrista do grupo norte-americano The Commodores

1948 - John Evan, músico e compositor britânico

1956 - Zizi Possi, cantora paulistana

1965 - Steve Turner, guitarrista do grupo norte-americano Mudhoney

1969 - Salt, nascida Cheryl James, rapper do grupo norte-americano Salt-N-Pepa 

1969 - James Atkin, guitarrista e vocalista do grupo inglês EMF

1976 - Dave Keuning, guitarrista do grupo norte-americano The Killers

1986 - Lady Gaga, nascida Stefani Joanne Angelina Germanotta, cantora e compositora norte-americana

Quem morreu

1958 - W.C. Handy, nascido William Christopher Handy, bluesman norte-americano (n. 1873)

1974 - Arthur "Big Boy" Crudup, cantor e compositor norte-americano (n. 1905)

2012 - Jerry "Boogie" McCain, gaitista norte-americano (n. 1930)

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest