Em 4 de fevereiro de 1959, nasce Zeca Pagodinho
Especial

Em 4 de fevereiro de 1959, nasce Zeca Pagodinho

Publicidade

Uma das raras unanimidades na música brasileira, o cantor e compositor carioca Jessé Gomes da Silva Filho está de parabéns, pois, nascido no dia 4 de fevereiro de 1959, Zeca Pagodinho completa 60 anos nesta segunda-feira, vivendo a vida no auge. Nascido no Irajá, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, ele sempre esteve associado ao distrito de Xerém, que fica no município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, onde possui um sítio e uma escola de música para crianças. 

LEIA MAIS: Playlist da vida de Dona Jacira, mãe de Emicida e Fióti, tem cheiro de café com samba

'PELO TELEFONE': Em janeiro de 1917, era lançado o primeiro samba gravado 

Começou a fazer sambas ainda criança, ao frequentar a Portela, e mais tarde trabalhou de feirante, camelô, office-boy, contínuo e anotador de jogo do bicho para frequentar os sambas de partido alto, onde conheceu nomes como Monarco, Sérvula, Dorina, Paulão Sete Cordas, Beto Sem Braço e Mauro Diniz, além de frequentar as rodas de samba de quartas-feiras no bloco Cacique de Ramos. Lá, fez amizade com os músicos do grupo Fundo de Quintal, como Almir Guineto, Jorge Aragão, Bira Presidente, Arlindo Cruz, Sombrinha, Sereno e Walter Sete Cordas, e passou a compor para o grupo. 

Zeca também foi descoberto pela sambista Beth Carvalho, que ajudou na gravação de seu primeiro sucesso, "Camarão que Dorme a Onda Leva", além de gravar suas músicas, bem como outra lenda do samba, Alcione. Assim ele começou a difundir o pagode que carregava no nome artístico como um novo tipo de samba, quase falado e sempre em tom informal, para além do subúrbio carioca. 

Ele começou sua trajetória para as massas com um primeiro disco solo que trazia apenas seu nome e canções que são hoje clássicos como "Coração em Desalinho", "Quando Eu Contar (IáIá)" e "Brincadeira tem Hora" e atingindo o impressionante número de um milhão de cópias vendidas. O hit "Judia de Mim", do mesmo disco, foi trilha sonora de novela da Rede Globo e aos poucos tornava-se uma celebridade pop que transgredia fronteiras. 

O jeito manhoso e a postura sóbria frente ao sucesso (única sobriedade que conseguiu manter nestas primeiras décadas), o transformaram em uma figura pública amável e onipresente, garantindo sua própria versão do Acústico MTV (por duas vezes) bem como o hino da Copa do Mundo de 2002 eleito pela própria seleção brasileira ("Deixa a Vida Me Levar"), que lhe rendeu o Grammy de Melhor Disco de Samba. Salve Zeca Pagodinho!

Quem nasceu

1941 — John Steel, baterista do grupo inglês The Animals 

1941 — Mike Deasy, guitarrista que trabalhou no grupo de estúdio The Wrecking Crew 

1943 — Barry Beckett, tecladista norte-americano que trabalhava no grupo Muscle Shoals Rhythm Section do estúdio Muscle Shoals 

1943 — Jimmy Johnson, guitarrista norte-americano que trabalhava no grupo Muscle Shoals Rhythm Section do estúdio Muscle Shoals 

1944 — Florence Larue, do grupo norte-americano The 5th Dimension 

1948 — Alice Cooper, nascido Vincent Furnier, cantor e compositor norte-americano 

1950 — James Dunn, cantor do grupo norte-americano The Stylistics 

1963 — Wasserman, guitarrista da banda norte-americana The Offspring

1975 — Natalie Imbruglia, cantora e compositora australiana 

1978 — Marcelo Camelo, cantor e compositor carioca, líder do grupo Los Hermanos

Quem morreu

1975 — Louis Jordan, cantor, compositor e músico norte-americano (n. 1908)

1983 — Karen Carpenter, cantora e compositora norte-americana do grupo The Carpenters (n. 1950)

2009 — Lux Interior, nascido Erick Lee Purkhiser, cantor e fundador do grupo norte-americano The Cramps (n. 1946)

2013 — Reg Presley, cantor do grupo inglês The Troggs (n. 1941)

2016 — Maurice White, cantor, compositor, músico e líder do grupo norte-americano Earth, Wind & Fire (n. 1941)

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest