Em 7 de maio de 1992, John Frusciante sai dos Red Hot Chili Peppers em meio a turnê no Japão
Especial

Em 7 de maio de 1992, John Frusciante sai dos Red Hot Chili Peppers em meio a turnê no Japão

O grupo norte-americano Red Hot Chili Peppers estava no meio de uma turnê pelo Japão quando John Frusciante decidiu largar tudo. Era manhã do dia 7 de maio de 1992 e o guitarrista de apenas 22 anos ligou para o empresário do grupo, Tony Selinger, exigindo uma passagem de volta para os Estados Unidos. Era o fim definitivo de sua primeira fase com o grupo.

A entrada de Frusciante na banda já havia sido complexa, afinal ele substituiria Hillel Slovak, guitarrista que havia fundado o grupo com seus amigos pessoais Anthony Kiedis (vocais) e Flea (baixo). Slovak morreu de overdose de heroína no dia 25 de junho de 1988, o que quase pôs fim na banda, uma vez que o baterista Jack Irons escolheu sair depois do ocorrido. O músico dos Dead Kennedys, D.H. Peligro, assumiu as baquetas, até ser demitido, em 1988. Foi difícil para o grupo se recuperar e escolher um novo guitarrista para continuar na ativa.

RHCP: Chad Smith, Anthony Kiedis, Flea e John Frusciante nos bastidores de um show na Alemanha, em 1992 / Foto: Getty Images
RHCP: Chad Smith, Anthony Kiedis, Flea e John Frusciante nos bastidores de um show na Alemanha, em 1992 / Foto: Getty Images

A primeira opção para o lugar de Slovak foi o guitarrista do Parliament e Funkadelic DeWayne "Blackbyrd" McKnight, que ficou pouco tempo na banda porque não conseguiu ter química com os outros integrantes — e ameaçou atear fogo na casa do vocalista, após ser expulso. Pouco tempo depois, conheceram o jovem guitarrista John Frusciante, que estava indo fazer um teste para a banda Thelonious Monster.

Funcionou bem demais. Com Frusciante (e o novo baterista Chad Smith), os Red Hot Chili Peppers gravaram seus melhores discos, "Mother's Milk" (1989) e "BloodSugarSexMagik" (1991), tornando-os uma das poucas bandas norte-americanas a fazer a transição dos anos 1980 para os 1990 de forma natural. Ao mesmo tempo, o grupo consolidou seu nome e tornou-se um dos mais populares do mundo no início da nova década. O problema, mais uma vez, era o vício do guitarrista em heroína.

John Frusciante toca guitarra durante um dos shows da banda / Foto: Getty Images
John Frusciante toca guitarra durante um dos shows da banda / Foto: Getty Images

A banda inteira teve problemas com a droga, mas pouco antes da entrada de Frusciante, Kiedis passou por uma clínica de reabilitação que conseguiu livrá-lo do vício, tema, inclusive, do maior hit do grupo até então, a balada "Under The Bridge". A situação de Frusciante estava cada vez pior até que, no meio da turnê pelo Japão, ele escolheu, conscientemente, largar a banda para se dedicar às drogas.

Voltou para Los Angeles, nos Estados Unidos, no dia seguinte em que falou com o empresário, que ligou para o resto da banda para tentar convencê-lo de permanecer no grupo. Em vão. Frusciante retornou para os EUA e a banda se viu obrigada a cancelar dois shows programados para o Japão e a parte australiana da turnê, pois não conseguiu achar um novo guitarrista a tempo. O grupo tentou Zander Schloss e depois Arik Marshall (que inclusive tocou com o Red Hot Chili Peppers em sua primeira vinda ao Brasil) até encontrar o guitarrista perfeito em Dave Navarro, que havia acabado de sair do grupo Jane's Addiction.

Com Navarro, o grupo gravou o tenso "One Hot Minute", mas não conseguiu mantê-lo por muito tempo. Até que o próprio Frusciante, depois de passar por um rehab, voltou a tocar com a banda, no final da década, começando a fase mais popular do grupo.

Quem nasceu

1833 - Johannes Brahms, compositor alemão (m. 1897)

1840 - Pyotr Ilyich Tchaikovsky, compositor russo (m. 1893)

1893 - Orestes Barbosa, poeta e compositor carioca (m. 1966)

1936 - Jimmy Ruffin, cantor norte-americano (m. 2014)

1942 - Derek Taylor, assessor de imprensa dos Beatles (m. 1997)

1943 - Rick West, guitarrista do grupo inglês The Tremeloes

1946 - Jerry Nolan, baterista dos grupos norte-americanos New York Dolls e Heartbreakers (m. 1992)

1946 - Bill Kreutzmann, baterista do grupo norte-americano Grateful Dead

1955 - Steve Diggle, guitarrista do grupo inglês Buzzcocks

1956 - Anne Dudley, tecladista do grupo inglês The Art of Noise

1958 - Marty Willson-Piper, guitarrista do grupo inglês The Church

1958 - Lady Zu, nascida Zuleide Santos Silva, cantora e compositora paulistana

1961 - Phil Campbell, guitarrista do grupo inglês Motörhead

1968 - Eagle-Eye Cherry, cantor e compositor sueco, filho do trumpetista Don Cherry e meio-irmão da cantora Neneh Cherry

1986 - Matt Helders, baterista do grupo inglês Arctic Monkeys

Quem morreu

1992 - Nigel Preston, baterista do grupo inglês The Cult (n. 1963)

1998 - Eddie Rabbitt, cantor e compositor norte-americano (n. 1941)

2011 - John Walker, cantor do grupo inglês The Walker Brothers (n. 1943)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest