Em 7 de maio de 1992, John Frusciante sai dos Red Hot Chili Peppers em meio a turnê no Japão
Especial

Em 7 de maio de 1992, John Frusciante sai dos Red Hot Chili Peppers em meio a turnê no Japão

0

Publicidade

O grupo norte-americano Red Hot Chili Peppers estava no meio de uma turnê pelo Japão quando John Frusciante decidiu largar tudo. Era manhã do dia 7 de maio de 1992 e o guitarrista de apenas 22 anos ligou para o empresário do grupo, Tony Selinger, exigindo uma passagem de volta para os Estados Unidos. Era o fim definitivo de sua primeira fase com o grupo.

LEIA MAIS: John Frusciante faz participação rara tocando guitarra em disco de músico indonésio

VEJA TAMBÉM: Red Hot Chili Peppers: 20 anos depois, 'Californication' continua um grande álbum 

A entrada de Frusciante na banda já havia sido complexa, afinal ele substituiria Hillel Slovak, guitarrista que havia fundado o grupo com seus amigos pessoais Anthony Kiedis (vocais) e Flea (baixo). Slovak morreu de overdose de heroína no dia 25 de junho de 1988, o que quase pôs fim na banda, uma vez que o baterista Jack Irons escolheu sair depois do ocorrido. O músico dos Dead Kennedys, D.H. Peligro, assumiu as baquetas, até ser demitido, em 1988. Foi difícil para o grupo se recuperar e escolher um novo guitarrista para continuar na ativa.

RHCP: Chad Smith, Anthony Kiedis, Flea e John Frusciante nos bastidores de um show na Alemanha, em 1992 / Foto: Getty Images
RHCP: Chad Smith, Anthony Kiedis, Flea e John Frusciante nos bastidores de um show na Alemanha, em 1992 / Foto: Getty Images

A primeira opção para o lugar de Slovak foi o guitarrista do Parliament e Funkadelic DeWayne "Blackbyrd" McKnight, que ficou pouco tempo na banda porque não conseguiu ter química com os outros integrantes — e ameaçou atear fogo na casa do vocalista, após ser expulso. Pouco tempo depois, conheceram o jovem guitarrista John Frusciante, que estava indo fazer um teste para a banda Thelonious Monster.

Funcionou bem demais. Com Frusciante (e o novo baterista Chad Smith), os Red Hot Chili Peppers gravaram seus melhores discos, "Mother's Milk" (1989) e "BloodSugarSexMagik" (1991), tornando-os uma das poucas bandas norte-americanas a fazer a transição dos anos 1980 para os 1990 de forma natural. Ao mesmo tempo, o grupo consolidou seu nome e tornou-se um dos mais populares do mundo no início da nova década. O problema, mais uma vez, era o vício do guitarrista em heroína.

John Frusciante toca guitarra durante um dos shows da banda / Foto: Getty Images
John Frusciante toca guitarra durante um dos shows da banda / Foto: Getty Images

A banda inteira teve problemas com a droga, mas pouco antes da entrada de Frusciante, Kiedis passou por uma clínica de reabilitação que conseguiu livrá-lo do vício, tema, inclusive, do maior hit do grupo até então, a balada "Under The Bridge". A situação de Frusciante estava cada vez pior até que, no meio da turnê pelo Japão, ele escolheu, conscientemente, largar a banda para se dedicar às drogas.

Voltou para Los Angeles, nos Estados Unidos, no dia seguinte em que falou com o empresário, que ligou para o resto da banda para tentar convencê-lo de permanecer no grupo. Em vão. Frusciante retornou para os EUA e a banda se viu obrigada a cancelar dois shows programados para o Japão e a parte australiana da turnê, pois não conseguiu achar um novo guitarrista a tempo. O grupo tentou Zander Schloss e depois Arik Marshall (que inclusive tocou com o Red Hot Chili Peppers em sua primeira vinda ao Brasil) até encontrar o guitarrista perfeito em Dave Navarro, que havia acabado de sair do grupo Jane's Addiction.

Com Navarro, o grupo gravou o tenso "One Hot Minute", mas não conseguiu mantê-lo por muito tempo. Até que o próprio Frusciante, depois de passar por um rehab, voltou a tocar com a banda, no final da década, começando a fase mais popular do grupo.

Quem nasceu

1833 - Johannes Brahms, compositor alemão (m. 1897)

1840 - Pyotr Ilyich Tchaikovsky, compositor russo (m. 1893)

1893 - Orestes Barbosa, poeta e compositor carioca (m. 1966)

1936 - Jimmy Ruffin, cantor norte-americano (m. 2014)

1942 - Derek Taylor, assessor de imprensa dos Beatles (m. 1997)

1943 - Rick West, guitarrista do grupo inglês The Tremeloes

1946 - Jerry Nolan, baterista dos grupos norte-americanos New York Dolls e  Heartbreakers (m. 1992)

1946 - Bill Kreutzmann, baterista do grupo norte-americano Grateful Dead

1955 - Steve Diggle, guitarrista do grupo inglês Buzzcocks

1956 - Anne Dudley, tecladista do grupo inglês The Art of Noise

1958 - Marty Willson-Piper, guitarrista do grupo inglês The Church

1958 - Lady Zu, nascida Zuleide Santos Silva, cantora e compositora paulistana

1961 - Phil Campbell, guitarrista do grupo inglês Motörhead 

1968 - Eagle-Eye Cherry, cantor e compositor sueco, filho do trumpetista Don Cherry e meio-irmão da cantora Neneh Cherry

1986 - Matt Helders, baterista do grupo inglês Arctic Monkeys 

Quem morreu

1992 - Nigel Preston, baterista do grupo inglês The Cult (n. 1963)

1998 - Eddie Rabbitt, cantor e compositor norte-americano (n. 1941)

2011 - John Walker, cantor do grupo inglês The Walker Brothers (n. 1943)

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais