Em 9 de maio de 1942, nasce Nei Lopes, um dos maiores pensadores da cultura brasileira
Especial

Em 9 de maio de 1942, nasce Nei Lopes, um dos maiores pensadores da cultura brasileira

O aniversário do carioca Nei Lopes, nascido no dia 9 de maio de 1942, deveria ser motivo de festa em todo o país. Além de cantor, compositor e poeta, ele também é uma das maiores autoridades sobre cultura afro brasileira, escrevendo livros e dando palestras sobre as diferentes manifestações desta — incluindo, claro, o samba.

Foi no gênero que Lopes nasceu. Décimo terceiro filho de um casal simples em Irajá, no Rio de Janeiro, ele foi influenciado musicalmente pela mãe e pelos irmãos, alguns deles músicos que o ajudaram no início de sua carreira. Em paralelo a esta, ele se formou advogado na então Universidade do Brasil (atual UFRJ), onde entrou em 1962. Passou cinco anos exercendo a profissão mas sem abandonar o gosto pela música e pela vida boêmia, ao mesmo tempo em que cultivava a paixão pelas letras a partir de clássicos da literatura brasileira, como Olavo Bilac, Manuel Bandeira, Augusto dos Anjos, Lima Barreto, entre outros. No início dos anos 1970, Nei começa a compor músicas para outros autores e decide largar o Direito para trabalhar com publicidade. A primeira pessoa a gravar uma composição sua foi Alcione, em 1972.

Nei Lopes: pensador, cantor, compositor e poeta / Foto: Reprodução / Facebook
Nei Lopes: pensador, cantor, compositor e poeta / Foto: Reprodução / Facebook

O primeiro disco veio em 1980, "A Arte Negra de Wilson Moreira e Nei Lopes", ao lado de seu principal parceiro, com quem havia fundado o Grêmio Recreativo de Artes Negras e Escola de Samba Quilombo na década anterior. Ainda naquela década, Nei registra mais dois discos com composições ao lado de Moreira, "Negro Mesmo" e "O Partido Muito Alto de Wilson Moreira & Nei Lopes". Neste mesmo período começa a produzir seus primeiros livros, que hoje são marcos nesta pesquisa, a começar pelo já clássico "Dicionário Banto do Brasil", lançado originalmente em 1996.

A partir daí lançou obras cujos títulos falam por si só, como "Dicionário da Antiguidade Africana", "Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana", "Oiobomé, a Epopéia de Uma Nação", "História e Cultura Africana e Afro-brasileira", "Partido-alto, samba de bamba", além de dar palestras e participar de debates sobre temas relacionados a esses assuntos. Mas sem nunca abandonar a música, equilbrando-se entre a produção intelecutal e o samba, suas maiores paixões. Salvem os 77 anos de Nei Lopes, um dos maiores pensadores da cultura brasileira.

Quem nasceu

1935 - Nokie Edwards, guitarrista da banda inglesa The Ventures

1937 - Dave Prater, cantor e compositor da dupla norte-americana Sam & Dave (m. 1988)

1944 - Richie Furay, cantor e compositor do grupo norte-americano Buffalo Springfield

1945 - Steve Katz, guitarrista do grupo norte-americano Blood Sweat & Tears

1949 - Billy Joel, cantor e compositor norte-americano

1950 - Tom Petersson, baixista da banda norte-americana Cheap Trick

1953 - John Edwards, baixista do grupo inglês Status Quo

1960 - Marc Duncan, do grupo inglês The Vibrators

1962 - Dave Gahan, cantor e compositor do grupo inglês Depeche Mode

1962 - Paul Heaton, cantor e compositor da banda inglesa The Housemartins

1971 - Paul 'Guigsy' McGuigan, baixista do grupo inglês Oasis

1975 - Ryan 'Nik' Vikedal, baterista da banda canadense Nickelback

1979 - Pierre Bouvier, cantor e guitarrista do grupo canadense Simple Plan

Quem morreu

1979 - Eddie Jefferson, cantor norte-americano (n. 1918)

1998 - Lester Butler, gaitista e vocalista norte-americano (n. 1959)

2017 - Robert Miles, nascido Roberto Concina, compositor, produtor e DJ suíço (n. 1969)

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest