Emmy the Great faz turnê com seu bebê de 5 meses: 'Prefiro esquecer o violão do que a bomba tira-leite'
Inspiração

Emmy the Great faz turnê com seu bebê de 5 meses: 'Prefiro esquecer o violão do que a bomba tira-leite'

A cantora indie britânica Emmy the Great deu a luz a sua filha Riri em dezembro de 2018 e, desde então, não tem desgrudado do bebê. Nem ao menos para realizar shows. Ao "Guardian", ela compartilhou seu "diário de bordo", onde narra as complicações de continuar a carreira musical acompanhada de uma criança recém-nascida. Não tem sido nada fácil, mas a artista tem encontrado grandes aliados nesse caminho, como a bomba tira-leite, capaz de garantir algumas horas de relaxamento sem se preocupar em alimentar a criaturinha entre uma apresentação e outra.

"Prefiro esquecer o violão do que a bomba tira-leite", garantiu ela. Abaixo, leia alguns trechos do diário de Emmy.

28 de maio: Sheffield

"Estou chateada comigo por ter marcado essa turnê. Em cinco meses desde que Riri nasceu, nós mal ficamos separadas. A maternidade tem sido uma meditação para mim... Meus violões estão empoeirados no corredor e eu tenho preguiça de buscá-los. Agora, prefiro esquecê-los do que a bomba tira-leite. Então, a van que veio me buscar chega e eu percebo quanta coisa para bebês estou levando comigo. Tinha esquecido dessa parte que vou ter que descarregar tudo isso. A única pessoa que segue comigo para ajudar a cuidar de Riri é minha tia Lesley. Ela é uma comissária aposentada e não uma roadie. Riri é um bebê, e não um roadie. Mas elas estão ali, e agradeço por isso. Começo a descarregar as malas e fico feliz que minha memória muscular se lembre como é carregar tanto peso."

"Vinte minutos dentro do carro, e Riri fez o maior cocô do mundo. Tiro o macacão do Frasier que ela está vestido no banheiro de um posto de gasolina. Dirigimos por seis horas, parando aqui e ali para alimentá-la. Estamos muito atrasados para a passagem de som e para o check in do hotel. A apresentação também deve demorar porque preciso lavar roupas. Quando chego no palco, esqueço as letras, mas digo olá a todos. Ainda bem que meus fãs são meus amigos e sabem que acabei de ter um bebê. Eles me mostram a letra das músicas pelo celular."

Emmy the Great compartilhou uma imagem dormindo na estrada ao lado da cadeirinha da filha, que não aparece na foto. Deixem essa mãe descansar, né?/Reprodução/Instagram
Emmy the Great compartilhou uma imagem dormindo na estrada ao lado da cadeirinha da filha, que não aparece na foto. Deixem essa mãe descansar, né?/Reprodução/Instagram

29 de maio: Newcastle

"Essa turnê tem sido como um mash-up de filmes dos anos 1990: quatro mulheres e um bebê. Além da banda, temos uma convidada, Bishi. De manhã, no lobby do hotel, ela me pergunta se eu dormi bem. Respondo que Riri acorda a cada hora e estou exausta. Ela começou a acordar assim uma semana antes da turnê começar. Tenho medo disso piorar, porque Riri está separada de seu pai, que não pode vir conosco por conta do trabalho."

Riri acabou dormindo bastante no carro, por duas horas ininterruptas. Graças a deus. Consegui descansar bastante, como não descansava em meses. A passagem de som foi intensa, e fiquei bastante tempo longe de Riri. Aproveito esse tempo para falar melhor com Bishi. Consigo me sentir quase normal nesse momento. Aí o show começou e me senti mais confortável."

"Quando o show acabou, meus seios estavam cheios de leite. Checo as horas. Depois, no hotel, a tia Lesley me informou que Riri chorou às 10h45. 'Sei disso', respondi."

31 de maio: Birmingham

"Amanhã vou tirar folga. O organizador da nossa turnê, Caz, vai nos levar para ficar na casa de seus pais nessa noite. Riri vai conhecer as duas crianças que estão na casa."

"Antes da passagem de som, percebi que as fraldas estão acabando. Vou até a van buscá-las, mas acabo me atrapalhando e não consigo pegá-las no banco traseiro. Não estou com o celular nem com uma lanterna pois estou evitando usá-lo agora que tenho uma bebê. Isso me toma muito tempo, fico nervosa, mas logo vem alguém me salvar."

A saga de Emmy the Great se estendeu até o dia 6 de junho, quando chega à Londres. Lá, ela se separa da bebê para dar algumas entrevistas. Tudo deu certo, afinal, mas com muita correria. Não é fácil ser mãe e artista independente. Mas com muita garra e coragem, até que dá para levar.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest