‘Era Uma Vez em… Hollywood’: que músicas estão na trilha do novo filme de Tarantino
Entretenimento

‘Era Uma Vez em… Hollywood’: que músicas estão na trilha do novo filme de Tarantino

Todo filme novo de Quentin Tarantino deveria ser celebrado não só por cinéfilos, como também por fãs de música. As trilhas sonoras dos longas dirigidos pelo cineasta costumam ser repletas de faixas marcantes e empolgantes, recuperam grandes talentos e nomes obscuros de outras décadas, geram revival em gêneros menos divulgados... Em "Era Uma Vez em... Hollywood" não poderia ser diferente. Pelo que já ficou exposto nas redes, a nova produção de Tarantino é um abraço quentinho em quem curte o rock dos anos 1960.

‘Straight Shooter’, de The Mamas & the Papas

Em ‘Era Uma Vez…’, Margot Robbie interpreta Sharon Tate, atriz que foi assassinada por Charles Manson / Foto: Reprodução
Em ‘Era Uma Vez…’, Margot Robbie interpreta Sharon Tate, atriz que foi assassinada por Charles Manson / Foto: Reprodução

Já no primeiro trailer do filme, os fãs puderam ouvir "Straight Shooter", do grupo americano The Mamas & the Papas, e parte integrante do álbum "If You Can Believe Your Eyes and Ears", de 1966. A música funciona bem para contextualizar a época em que a história do longa se passa, além de se relacionar de outras formas com o enredo. Armas aparecem em alguns momentos do trailer, o que dialoga diretamente com o título da faixa ("Straight Shooter" é uma expressão usada para se referir a alguém muito honesto e sincero, mas também pode ser mais literal, fazendo referência, de fato, ao ato de atirar).

‘Good Thing’, de Paul Revere & the Raiders

Lançada no álbum "The Spirit of '67", de 1966, a música de Paul Revere & Raiders poderia ter sido baseada em "Era Uma Vez em... Hollywood". Os versos por várias vezes fazem referência a "vibrações negativas", o que tem tudo a ver já que falamos de um filme que usará o assassinato da atriz Sharon Tate por Charles Manson como pano de fundo.

‘Brother Love's Traveling Salvation Show’, de Neil Diamond

A utilização de "Brother Love's" é uma clássica jogada de Tarantino, mestre em ressignificar versos usados em outros contextos para adequá-los ao seu propósito. A música de Neil Diamond começa com a frase "Uma noite quente de agosto". Os crimes cometidos por Charles Manson aconteceram, ora veja, nos dia 8 e 9 de agosto de 1969. Em "Pulp Fiction" (de 1994), Tarantino já havia usado uma composição de Neil Diamond, "Girl, You'll be a Woman Soon", de 1967, mas na versão grunge do grupo Urge Overkill.

No filme, Brad Pitt interpreta Cliff Booth, veterano de guerra amigo de Rick Dalton, ator, personagem de DiCaprio / Foto: Reprodução
No filme, Brad Pitt interpreta Cliff Booth, veterano de guerra amigo de Rick Dalton, ator, personagem de DiCaprio / Foto: Reprodução

A letra faz referência a um evangelista que viaja pelo sul dos Estados Unidos. A ideia de um líder religioso falando para seus seguidores também dialoga bastante com a trajetória de Charles.

‘Bring a Little Lovin'’ , de Los Bravos

A música escrita por Harry Vanda e George Young, do grupo australiano The Easybeats, ganhou o mundo com os espanhóis dos Los Bravos. "Bring a Little Lovin'" aparece no primeiro trailer de "Era Uma Vez em... Hollywood", enquanto o o vídeo apresenta personagens e cenários do longa. A batida bem marcada e os vocais que repetem "traga um pouco de amor" refletem são ótimas para traduzir em música a ironia sempre presente nos roteiros de Tarantino.

"Era Uma Vez em... Hollywood" estreia no dia 26 de julho. Assista ao trailer:

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest