Eurovision da pandemia: pop star italiano faz show em teatro romano deserto em Verona para promover evento
Entretenimento

Eurovision da pandemia: pop star italiano faz show em teatro romano deserto em Verona para promover evento

Assim que o cancelamento do Eurovision Song Contest 2020 foi anunciado por causa da pandemia de coronavírus, as emissoras envolvidas buscaram alternativas para realizar o evento. Como uma forma de manter a esperança em tempos terríveis, uma transmissão especial será realizada sábado (16/5). Intitulada "Eurovision: Europe Shine A Light", vai reunir 41 artistas onde o destaque é o pop star italiano Diodato, que canta em um anfiteatro romano vazio e iluminado com as cores da bandeira italiana.

O Eurovision Song Contest foi criado com a intenção de unir a Europa pós-guerra através da música. Ele se torna um evento ainda mais importante em um momento em que a música aumentou sua capacidade de criar um vínculo universal mesmo com todos distantes. É o evento não esportivo mais assistido do mundo: no ano passado, foram 182 milhões de telespectadores na transmissão da final em Tel Aviv, enquanto o canal do YouTube registrou 40 milhões de visualizações de 225 territórios durante a semana das semifinais.

O italiano Diodato, venceddor do Sanremo Music Festival. Foto: Getty Images
O italiano Diodato, venceddor do Sanremo Music Festival. Foto: Getty Images

Com países da União Européia de Radiodifusão e a Austrália, convidada porque transmite o evento com sucesso há anos, o Eurovision este ano terá 45 países conectados — além dos participantes, também Bósnia e Herzegovina, Cazaquistão, Kosovo e Montenegro.

Mas como realizar o evento em tempos de distanciamento social? As emissoras rapidamente tomaram medidas para encontrar uma alternativa, e mais de 40 delas vão transmitir o "Eurovision: Europe Shine A Light" que, diante da situação, ganhou um novo formato e, obviamente, outras locações. A maioria dos artistas vai se apresentar de casa e alguns em um estúdio preparado com todo cuidado para se manter o distanciamento. Outra grande diferença é que não haverá vencedor — a competição de fato adiada para 2021. Claudio Fasulo, vice-diretor da emissora Rai1, disse que "o programa será uma maneira de gratificar os 41 artistas".

Diodato, que ganhou o Festival de Sanremo de 2020 com a canção "Fai Rumore" e, por isso, tornou-se o representante da Itália no concurso, é uma das apresentações mais esperadas. Ele vai cantar dentro da Arena de Verona completamente vazia na cidade mundialmente famosa como cenário da tragédia "Romeu & Julieta", iluminada pelas cores da bandeira italiana. "Eu queria fazer algo diferente da música que todos conhecem e, junto com meus 40 colegas europeus, cantarei 'Love Shine A Light'", disse na coletiva de imprensa, referindo-se à canção vencedora da edição de 1997 com a banda inglesa Katrina & The Waves, escolhida para dar nome ao evento que acontece neste sábado.

O cantor disse ainda que ele não vê pelo lado negativo o cancelamento do concurso. "A vida está me dando grandes oportunidades. A música mostra que somos um corpo único, unindo mais do que a política em um período em que a Europa teve dificuldade para demonstrar unidade", observou.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest