Fãs de grupo de k-pop D-Crunch se reúnem para apoiar integrantes após cancelamento súbito de show no Kuwait
Entretenimento

Fãs de grupo de k-pop D-Crunch se reúnem para apoiar integrantes após cancelamento súbito de show no Kuwait

O k-pop e questões políticas relacionadas a assuntos governamentais têm andado lado a lado já há algum tempo. Primeiro, o gigante BTS passou a enfrentar problemas com o serviço militar obrigatório da Coreia do Sul, depois, o polêmico show do grupo na Arábia Saudita deu o que falar, e, agora, a apresentação dos meninos do também coreano D-Crunch foi arbitrariamente cancelada no Kuwait, país do Oriente Médio. Pouco antes da performance — prevista para o dia 27 de outubro —, os nove integrantes anunciaram à plateia local que não haveria mais espetáculo.

Segundo o jornal inglês "Gulf News", o show do D-Crunch seria uma das atrações do 40º Concerto de Aniversário das Relações Diplomáticas entre Coreia e Kuwait. "Eu estou muito grato pelo público do Kuwait esta noite", disse Hong Youngki, Embaixador da República da Coreia no Kuwait, em comunicado após a cerimônia. "O evento cultural foi bem-sucedido, porque amigos no Kuwait receberam a performance coreana com grande entusiasmo", completou, sem adicionar comentário sobre o cancelamento de última hora.

Integrantes do D-Crunch durante anúncio à plateia de que o show no Kuwait foi impedido de acontecer / Foto: Reprodução
Integrantes do D-Crunch durante anúncio à plateia de que o show no Kuwait foi impedido de acontecer / Foto: Reprodução

Sem respostas oficiais do governo kuwaitiano sobre o motivo da decisão, fãs do D-Crunch se manifestaram nas redes sociais em apoio ao grupo. "É inadmissível! Pedimos que deem muito amor a eles nesse momento, eles saíram da Coreia para fazer essa apresentação, e tenho certeza que estavam muito felizes por terem essa oportunidade", comentou o fã-clube brasileiro D-Crunch Brasil, no Twitter.

Por enquanto, a hipótese mais difundida sobre o súbito impedimento ao show se relaciona a rumores relacionados à orientação sexual dos integrantes do grupo. De acordo com o site americano "allkpop", o boato de que todos os membros do D-Crunch seriam gays teria chegado aos ouvidos do Ministro de Meios de Comunicação e Informação do Kuwait, quem de fato cancelou a performance. Segundo o Código Penal kuwaitiano, a "devassidão" — interpretada localmente como homossexualidade masculina — pode ser punida com até seis anos de prisão.

Como forma de enviar amor e apoio aos nove membros do D-Crunch — que pediram desculpas ao público com lágrimas nos olhos —, os fãs do grupo redigiram uma série de tuítes carinhosos por meio de hashtags como "#WeLoveYouDCrunch" e "#Thanks_to_all_my_people", responsáveis por unir a internet em prol do k-pop em diferentes países.

Tags relacionadas:
EntretenimentoK-PopLGBT

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest