Fatboy Slim exibe em galeria de Lisboa sua grande coleção de ‘smileys’
Criatividade

Fatboy Slim exibe em galeria de Lisboa sua grande coleção de ‘smileys’

Fatboy Slim se juntou ao artista visual Vhils para criar uma exposição que não tem nada a ver com a sua música. Ele vai colocar à mostra todo o acervo de "smileys" — aquelas carinhas felizes amarelas precursoras dos emojis — formado em mais de 40 anos de coleção. A "Smile High Club" ficará exposta na Underdogs Gallery, em Lisboa, a partir do dia 21 de junho e até o dia 27 de julho.

Entre os itens da coleção de Fatboy Slim, estão uma torradeira, relógios, sapatos, um capacete e até camisinhas. A imagem do rosto amarelo sorridente foi criada por Harvey Ball, há 55 anos. Curiosamente, o desenho tem a mesma idade de Norman Cook, nome verdadeiro do DJ britânico.

'Smile High Club': coleção de smiles de Fatboy Slim será exposta em Lisboa / Foto: Divulgação
'Smile High Club': coleção de smiles de Fatboy Slim será exposta em Lisboa / Foto: Divulgação

"Para mim, esse símbolo tem a ver com alegria, palhaçada, estupidez e vida incondicional", disse o músico, em entrevista ao "Guardian". Ele ostenta no braço direito uma tatuagem com um "smiley" sobre dois ossos. A figura representa o que se tornou o slogan de Fatboy Slim: "smile or die" (“sorria ou morra”, em tradução livre).

"O primeiro single que eu comprei na vida foi 'Psycho Killer', do Talking Heads, em 1977. Ele tinha uma foto de uma camiseta com um smiley. Aquela foi a primeira utilização semi-irônica disso — aquilo era tudo que o punk rock não era", contou.

'Psycho Killer': a capa do single do Talking Heads / Foto: Reprodução
'Psycho Killer': a capa do single do Talking Heads / Foto: Reprodução

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest