Freddie Mercury Tribute Concert: 6 momentos incríveis do show de 1992 que será exibido no canal do Queen
Entretenimento

Freddie Mercury Tribute Concert: 6 momentos incríveis do show de 1992 que será exibido no canal do Queen

O Queen vai disponibilizar na sexta-feira (15/5) o Freddie Mercury Tribute Concert em seu canal do Youtube. O evento aconteceu em 20 de maio de 1992 na Wembley Arena, reuniu 72 mil pessoas no estádio e foi transmitido para 76 países. Foi uma linda homenagem ao vocalista que havia morrido cinco meses antes e o pontapé inicial para a Mercury Phoenix Trust, associação de combate à Aids no mundo. Agora, a intenção é angariar recursos para o Solidarity Response Fund da Organização Mundial da Saúde, e combater a pandemia de coronavírus.

A exibição do concerto começa a partir das 15h de sexta-feira (15/5) e fica disponível por 48h. Cada dólar doado pelo público durante a exibição vai gerar dois dólares, doados pelo Google. O evento com duração de mais de três horas teve shows do Metallica, Extreme, Def Leppard e Guns N' Roses além de performances memoráveis unindo os integrantes do Queen John Deacon, Brian May e Roger Taylor a David Bowie, George Michael, Elton John, Robert Plant e muitos outros. Separamos seis momentos incríveis e curiosos.

1 — Abraço conciliador

Elton John e Axl Rose cantaram "Bohemian Rhapsody" juntos. Uma parceria que não pareceu muito confortável para nenhum dos dois mas que ainda assim foi impecável — eles se apresentaram sob a mesma luz usada durante o trecho de ópera na The Magic Tour, em 1986. Elton era amigo de Freddie e foi um dos poucos a ter contato com ele até o fim da vida e ser convidado para o seu funeral. O vocalista do Guns N' Roses, por sua vez, tinha no currículo várias declarações e algumas letras homofóbicas. O abraço que deram ao final da apresentação pode não ter convencido muita gente, mas ficou o exemplo do gesto.

Elton John e Axl Rose cantaram "Bohemian Rhapsody" e deram um abraço meio sem jeito ao final. Foto: Getty Images
Elton John e Axl Rose cantaram "Bohemian Rhapsody" e deram um abraço meio sem jeito ao final. Foto: Getty Images

2 — Bowie em momento #wtf com o 'Pai Nosso'

Annie Lennox "substituiu" Freddie em "Under Pressure" que ele gravou com David Bowie em 1981. Depois do dueto, Bowie seguiu com "All the Young Dudes" e "Heroes". De repente, se ajoelhou e começou a rezar o "Pai Nosso". O público ficou sem saber o que fazer: rezar junto ou rir. O cantor mais tarde disse que nem ele entendeu o gesto. "Me senti levado pelo momento e cheguei a ficar assustado com o que estava fazendo."

David Bowie durante o concerto em omenagem a Freddie Mercury, em 1992. Foto: Getty Images
David Bowie durante o concerto em omenagem a Freddie Mercury, em 1992. Foto: Getty Images

3 — 'All The Young Dudes', hino do rock inglês

Outro momento de Bowie também vale destacar. Em "All The Young Dudes", ele se une a Ian Hunter (líder do Mott The Hoople, banda que recebeu a canção como um presente de Bowie, em 1972) e aos integrantes do Def Leppard para emocionar com o hino que marcou uma geração do rock inglês. O vocalista Joe Elliott escreveu no site da banda que o encontro foi um dos melhores momentos de sua carreira. "Contribuir com vocais de apoio (junto com Phil Collen) em 'All The Young Dudes' ao lado dos demais membros do Queen, David Bowie, Ian Hunter e Mick Ronson, todos tocando na mesma música, é absolutamente o meu momento favorito no cenário musical".

Joe Elliott e Brian May na apresentação em  Wembley . Foto: Getty Images
Joe Elliott e Brian May na apresentação em Wembley . Foto: Getty Images

4 — A hora da estrela de George Michael

George Michael foi apontado, praticamente por unanimidade, como a melhor performance do concerto. Com sua versão do clássico "Somebody To Love", ele conseguiu reger o público como Freddie fazia. "Provavelmente foi o momento de maior orgulho da minha carreira, porque fui realizei um sonho de infância: cantar uma das músicas de Freddie para 80 mil pessoas", disse Michael, em uma entrevista tempos depois.

George Michael: realização de um sonho de infância. Foto: Getty Images
George Michael: realização de um sonho de infância. Foto: Getty Images

5 — 'Hey, hey, mama... esqueci o dever de casa'

O vocalista Robert Plant, do Led Zeppelin, passou por momentos de embaraço. Ele esqueceu a letra de "Innuendo", justamente a que Freddie compôs em homenagem a sua banda! "Tentei aprendê-la enquanto estava de férias no Marrocos, mas acabei com uma enorme folha com a letra no palco", confessou posteriormente.

6 — Gran finale ao gosto de Freddie

Liza Minnelli foi a escalada, por critérios que Freddie aplaudiria, para fechar de forma grandiosa o concerto de mais de três horas. Ela cantou "We Are The Champions" com todos os convidados, que retornaram ao palco para acompanhá-la no hino.

Liza Minnelli encerrou a homenagem cantando "We Are The Champions" com todos os convidados. Foto: Getty Images
Liza Minnelli encerrou a homenagem cantando "We Are The Champions" com todos os convidados. Foto: Getty Images

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest