Grandmaster Flash, pioneiro do hip-hop, recebe prêmio Polar, o 'Nobel' da música, na Suécia
Inspiração

Grandmaster Flash, pioneiro do hip-hop, recebe prêmio Polar, o 'Nobel' da música, na Suécia

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

Um dos mais importantes pioneiros do hip-hop, primeiro do gênero a entrar no Rock And Roll Hall of Fame, Grandmaster Flash acaba de ganhar mais um título em sua carreira de quatro décadas. Ele recebeu o Prêmio Polar, idealizado no final dos anos 1980 para ser um braço musical no Prêmio Nobel. Como a proposta não foi aceita, Stig “Stikkan” Anderson, compositor e empresário do ABBA, decidiu instituí-lo como um prêmio independente: o Polar Music Prize. A primeira edição aconteceu em 1992.

Além de Grandmaster Flash, Whitney Kroenke e Mark Johnson, co-fundadores do lindo projeto Playing for Change Foundation, e a violinista Anne-Sophie Mutter receberam o prêmio essa semana das mãos do Rei Carlos Gustavo 16, da Suécia, numa cerimônia em Estocolmo.


Grandmaster Flash e Anne-Sophie Mutter
Grandmaster Flash e Anne-Sophie Mutter

 Vincent Mason, mais conhecido como Maseo, do De La Soul, fez as honras de apresentar e chamar ao palco Grandmaster Flash. "Ele é um cientista virtuoso. Provou que toca-discos e mixers podem ser instrumentos musicais, mudando o curso da música pop. Quarenta anos depois, a música e toda uma cultura hip-hop que ele criou em meio ao caos social do South Bronx tornaram-se o maior gênero musical dos Estados Unidos e do mundo", disse o integrante do De La Soul.

Grandmaster disse que estava recebendo o prêmio em honra de "cada DJ, cada rapper, cada artista do grafitti e cada breakdancer". "De onde eu venho, música não tem cor. Uma grande música é apenas uma grande música", enfatizou. O músico agradeceu à forte presença dos seus pais durante a infância e juventude no South Bronx. A mãe o encorajou a estudar eletrônica e o pai foi uma inspiração através da enorme coleção de discos. Grandmaster ficava intrigado com aquele som que saía dos vinis e, como era proibido de mexer na coleção, aproveitava quando o pai saía de casa para fuçar tudo. Essa "pesquisa" e a própria realidade de injustiça e violência que imperava na região no final dos anos 1970 certamente foram material para a criação, entre outros, de "The message", "Freedom" e "White lines (Don´t do it)", verdadeiros clássicos da fase inicial do hip-hop. 

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest