Green Day, Weezer e Fall Out Boy, empresariados pela mesma empresa, fazem turnê juntos — e com músicas novas
Entretenimento

Green Day, Weezer e Fall Out Boy, empresariados pela mesma empresa, fazem turnê juntos — e com músicas novas

O ano que vem, 2020, promete ser um ano e tanto para os fãs de Green Day, Weezer e Fall Out Boy. Isso, porque as três bandas anunciaram uma turnê mundial juntos, a "Hella Mega Tour", com início em 13 de junho, em Paris. A notícia foi divulgada nesta terça-feira (10), seguida por três faixas inéditas de cada um dos grupos. São elas "Father of All Mother Fuckers", do Green Day, "The End of the Game", do Weezer, e "Dear Future Self (Hands Up)", do Fall Out Boy com participação do rapper haitiano Wyclef Jean.

Após o show em Paris, as bandas seguem para outras localidades na Europa, onde vão tocar até o fim do mês. Logo depois, cruzarão o oceano de volta aos EUA para tocar em grandes estádios em julho e agosto de 2020. Datas para a América Latina ainda não foram confirmadas. Portanto, fãs do Brasil, ainda há esperança.

O grupo Interrupters foi convidado para abrir os shows de Weezer, Fall Out Boy e Green Day, que tocam, respectivamente, nessa ordem. As novidades não param por aí. Até o início da turnê, as três bandas lançarão novos discos.

O Weezer — que se apresenta no Rock in Rio neste ano — promete divulgar o álbum "Van Weezer" em 15 de maio. Em fevereiro, sai o álbum "Father of All Mother Fuckers", do Green Day. Já o Fall Out Boy promete lançar o compilado de sucessos "Believers Never Die - Volume 2" em 15 de novembro.

Para comemorar o "grande acontecimento do rock" do ano que vem, um integrante de cada banda foi chamado para estrelar a capa da revista "Billboard" de setembro. Pete Wentz, baixista do Fall Out Boy, Billie Joe Armstrong, líder do Green Day, e Rivers Cuomo, vocalista do Weezer, também concederam entrevista ao repórter Chris Payne.

Atualmente, os três grupos são administrados pela mesma empresa, a Crush Music, baseada em Nova York e Los Angeles. O co-fundador da marca, Jonathan Daniel, perguntou aos membros do Green Day o que, como banda, eles ainda gostariam de alcançar. "Tocar em estádios", disse o baixista Mike Dirnt.

Como, hoje, o Green Day não tem a popularidade que alcançou com o disco "American Idiot", de 2004, o jeito foi se juntar a outros dois nomes de peso do rock dos anos 1990 e 2000. Segundo a "Billboard Boxscore", o público estimado para cada show separado do Weezer, Fall Out Boy e Green Day é aproximadamente 27 mil pessoas. Multiplique esse número por três, e é possível lotar estádios pelos EUA e Europa.

Pete Wentz, baixista do Fall Out Boy, Billie Joe Armstrong, líder do Green Day, e Rivers Cuomo, vocalista do Weezer estrelam a capa da revista Billboard em setembro/Divulgação/Billboard
Pete Wentz, baixista do Fall Out Boy, Billie Joe Armstrong, líder do Green Day, e Rivers Cuomo, vocalista do Weezer estrelam a capa da revista Billboard em setembro/Divulgação/Billboard

Pete Wentz, do Fall Out Boy, disse estar animado com a turnê compartilhada. Ele lembra que, aos 13 anos, outras bandas de rock faziam o mesmo. "Naquela época, o Guns N' Roses e o Metallica faziam turnês em estádios juntos, mas meus pais não me deixavam ir", conta o músico de 40 anos.

Billie Joe Armstrong, no entanto, deu uma dica para que esse tipo de turnê de "nostalgia" não fique com uma cara de "comida passada". "Não dá para parar de escrever músicas, cara", afirmou ele. "Nós não paramos de apostar nos nossos futuros. Então, vai dar tudo certo", completou Pete.

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest