Guda Drum: o instrumento que parece ter vindo de outro mundo
Criatividade

Guda Drum: o instrumento que parece ter vindo de outro mundo

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

Uma espécie de tambor que pode ser tocado de forma intuitiva, sem que seja preciso saber notas ou teorias musicais. Basta ter senso rítmico, relaxar e estar aberto a improvisações criativas. É basicamente assim que o ucraniano Dmitriy Gubarev descreve sua criação: o guda drum. Ele explica que todos os tons musicais no instrumento são organizados e ajustados de modo que, independentemente de como for tocado, ele vai soar harmonioso, agradável ao ouvido. 

Não é preciso muito para atestar que ele tem razão. Com aparência e som que lembram os estereótipos de discos voadores dos desenhos animados, o guda drum é daqueles instrumentos que podem facilmente estar na playlist de uma aula com temática zen. Paralelo a essa assimilação, o guda drum também remete a uma forte inspiração nativa. E não é à toa, pois Dmitriy também teve essa fonte como referência. Além de outras:

“Ao fazer instrumentos musicais, fui inspirado por várias fontes. Tais como kalimba (espécie de “piano de dedo” de origem milenar africana), todos os tipos de petal drums, mas principalmente os instrumentos musicais criados por Felix Rohner e Sabina Schärer, da empresa alemã PANArt”, conta ele, sobre a dupla suíça que criou o hang, que pode ser considerado um primo mais velho do guda drum.

Apesar de não ter formação musical clássica, Dmitriy criou o próprio instrumento e estudou para aprimorar o som. E foi justamente o conhecimento em outras áreas que acabou contribuindo para esse processo. Ele estudou Engenharia Elétrica na universidade, e também se formou como designer gráfico. 

“Infelizmente, naquela época não havia informações técnicas sobre esses instrumentos musicais. Portanto, eu tive que experimentar constantemente para alcançar resultados semelhantes. Essa constante experimentação com metal, design e som resultou no que eu tenho neste estágio”, conta.

PROCESSO DE PRODUÇÃO 

Embora já exista há um tempo (a primeira amostra é de 2013), o guda drum segue em processo de constante melhoria como enfatiza Dmitriy: “Ele foi desenvolvido ao longo dos anos, toda a experiência adquirida durante produção e também agora afeta o seu desenvolvimento, a melhoria da qualidade de som e de desempenho”.

Hoje, os drums são comprados por pessoas do mundo inteiro, sejam elas musicistas ou não. E todos os exemplares são produzidos pelo próprio Dmitriy. “Estou realizado, recebo satisfação criativa com o trabalho que faço. Fico contente em poder trazer boas emoções para as pessoas. A produção de tambores musicais, que antes era apenas um hobby, gradualmente foi se transformando em um trabalho real, com muita responsabilidade. Estou muito feliz hoje”.   

O nome do instrumento, aliás, vem da abreviação do nome e sobrenome do próprio criador: Gubarev Dmitry Alexandrovich, e é registrado como marca. Hoje, ele vende o instrumento em sua loja online, onde é possível conhecer um pouco mais sobre criador e criação.

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest