Guia: como conservar sua coleção de vinis
Entretenimento

Guia: como conservar sua coleção de vinis

Ao contrário de quem guardou e esqueceu CDs em estantes empoeiradas, colecionadores de discos de vinil tendem a ter mais cuidado e apego ao armazenar suas preciosidades musicais.

Para auxiliar os amantes desse tipo de mídia física, o site “NME” elaborou um guia prático de como conservar vinis, e adivinha só: nós o trouxemos para o Reverb!

COMO MANUSEAR O DISCO

Segurar um vinil por onde ficam as ranhuras não é uma boa ideia; então, toque apenas nas bordas e no centro. Não é só feio que tenham impressões digitais na superfície brilhante, mas é também prejudicial para a performance. A gordura e a sujeira dos dedos podem danificar as ranhuras e diminuir a qualidade do som, além de sempre haver a chance de suas unhas arranharem o seu tão querido LP.

COMO LIMPAR SEUS VINIS

Discos de vinil e poeira são se dão muito bem. O acúmulo de impurezas pode fazer com que um disco não toque mais e até estragar a agulha da vitrola. Por isso, é necessário limpá-los com panos de microfibra - quando a camada de poeira ainda é leve - e procurar manter a tampa do toca-discos fechada enquanto eles tocam.

COMO LIMPAR SEUS VINIS II

Caso seja tarde demais para prevenir e você já precise remediar, existem algumas opções de limpeza que não danificam os LPs. Você pode adquirir uma escovinha especial feita de fibra de carbono e passar no vinil antes e depois do uso, investir em um kit mais completo de limpeza específico para esse uso, comprar uma máquina de lavar vinis ou simplesmente ter cola branca em casa:

ARMAZENÁ-LO CORRETAMENTE É ESSENCIAL

Por mais estranho que pareça, guardar vinis na horizontal pode prejudicar os discos e deformá-los com o tempo. Então, você deve mantê-los sempre na vertical e, se for possível, dentro de capas plásticas. Deixá-los em estantes ou móveis diretamente iluminados pelo sol também não é nada bom. No geral, é bom evitar locais onde a temperatura oscile muito e haja fontes de umidade próximas.

DÊ ATENÇÃO À AGULHA

Não importa qual obra-prima musical você queira ouvir, se o braço da vitrola e a agulha não estiverem em bom estado, a experiência não será tudo o que pode ser. O ideal é que a agulha toque o disco de maneira leve, segura e direta, de modo a captar todas as vibrações. Quanto melhor o sinal transmitido ao amplificador, melhor o som. Mas fique tranquilo, é natural que a agulha se desgaste com o tempo e precise ser substituída.

SAIBA QUANDO TROCAR A AGULHA

Se você notar uma queda na qualidade do som - como diminuição do volume ou alteração nos graves - substitua a agulha. Caso o braço da vitrola não esteja mais permanecendo na ranhura ou pule enquanto toca um disco em boas condições, é sinal de que seu toca-discos também precisa de reparo.

Você pode cuidar bem dos seus vinis, mas se a vitrola não estiver em bom estado, a experiência não será tudo o que pode ser / Matt Cardy / Getty Images
Você pode cuidar bem dos seus vinis, mas se a vitrola não estiver em bom estado, a experiência não será tudo o que pode ser / Matt Cardy / Getty Images

APRENDA MAIS SOBRE A SUA VITROLA

Os modelos mais simples não costumam oferecer muitas opções de ajuste, mas algumas vitrolas permitem ajeitar os componentes para garantir que a agulha toque o mais gentilmente possível no disco. Se esse for o caso do seu aparelho, ajuste o peso do braço da vitrola para evitar sons estridentes e melhorar o playback.

COMO LIDAR COM DISCOS EMPENADOS

Não é raro que vinis de segunda mão venham um pouco deformados. Para minimizar esse defeito, coloque o disco - que deve estar dentro do envelope de papel interno - sob uma pilha de livros pesados pelo máximo de tempo possível. O resultado não é perfeito, mas pode ajudar.

FAIXA BÔNUS

Discos de vinil não foram feitos para ficarem guardados e esquecidos. Então, coloque os seus para tocar frequentemente. Isso faz bem para eles e para os seus ouvidos!

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest