Hip-hop e pop em Libras: Anne Magalhães divulga traduções de músicas no Instagram
Inspiração

Hip-hop e pop em Libras: Anne Magalhães divulga traduções de músicas no Instagram

Publicidade

Intérpretes de linguagens de sinais ao redor do mundo já mostraram que é possível traduzir shows ao vivo para pessoas com deficiência auditiva. Como as traduções acontecem de forma simultânea às músicas, é comum perceber a emoção de quem as faz em cada gesto corporal. E é a partir dessa demonstração de sentimentos que Anne Magalhães (@aannemagalhaes) traduz canções de hip-hop e pop para Libras (Língua Brasileira de Sinais) por meio de performances que, de tão expressivas, também parecem dança. E o melhor: ela as divulga abertamente no próprio perfil do Instagram.

ACESSIBILIDADE: 'Rave para surdos' no Reino Unido é exemplo de acessibilidade e inclusão

LEIA TAMBÉM: Filha 'canta' show de rock para pai surdo usando linguagem de sinais

"A Carne", de Elza Soares, "Gueto", de Emicida e MC Guimê, "Lalá", de Karol Conka, e "Pesadão", de Iza feat. Falcão são algumas das faixas interpretadas e traduzidas pela educadora e artista. Em entrevista à "Universa", Anne explicou o porquê de geralmente transitar mais pelo rap e hip-hop. "São músicas que eu já ouço no meu dia a dia, mas esse gênero também tem uma entrada entre os deficientes auditivos porque as canções costumam ter batidas bem fortes e uma reverberação que funciona para eles", conta. Por proporcionar sensações físicas devido às vibrações, a força das batidas costuma ser elemento-chave para que pessoas com deficiências auditivas consigam aproveitar a música.

Anne Magalhães durante tradução da música "Pesadão", de Iza ft. Falcão, para a Libras / Foto: Reprodução
Anne Magalhães durante tradução da música "Pesadão", de Iza ft. Falcão, para a Libras / Foto: Reprodução

Para ter certeza de estar passando a mensagem de forma correta, Anne sempre procura a opinião de pessoas com deficiência e busca assistir a entrevistas com os artistas para entender as motivações originais das composições. "A música tem que trabalhar com cenas. Vou sentindo a viabilidade de interpretação", diz. "Tento passar exatamente a subjetividade que o cantor queria dizer."

Assista a algumas das traduções feitas por Anne:

Instagram URL not provided
Instagram URL not provided
Instagram URL not provided

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest