‘Homecoming’: A história da Florist, banda indie que recebeu um e-mail com um pedido de Beyoncé
Entretenimento

‘Homecoming’: A história da Florist, banda indie que recebeu um e-mail com um pedido de Beyoncé

0

Publicidade

A Florist era apenas uma pequena banda indie do Brooklyn, em Nova York, quando Beyoncé surgiu. Liderado por Emily Sprague, o grupo não fazia ideia do que estava acontecendo até que sua vocalista recebeu um e-mail com o assunto "'Thank You' for Confidential Project" ('Thank You para projeto confidencial', em tradução livre). "Eu comecei a ler e então vi o nome 'Beyoncé' escrito e fiquei 'espera um instante, quê?'", relembra Emily em entrevista à "Rolling Stone". 

LEIA MAIS: 6 impressões sobre o documentário de Beyoncé

VEJA TAMBÉM: ‘Lemonade’ chega ao Spotify no aniversário de três anos do lançamento

O que o e-mail dizia era que a equipe de Beyoncé gostaria de usar "Thank You", faixa composta por Emily há cerca de cinco anos, para um projeto até então confidencial. Era "Homecoming", o documentário sobre o histórico show feito pela cantora de Houston no Coachella 2018. A música foi usada como fundo instrumental para um interlúdio entre as músicas "Single Ladies" e "Love On Top", acompanhado da voz da ativista Maya Angelou.

Florist: banda de Emily Sprague se surpreendeu ao receber pedido da Beyoncé / Foto: Reprodução
Florist: banda de Emily Sprague se surpreendeu ao receber pedido da Beyoncé / Foto: Reprodução

"A cena estava descrita no e-mail, com a voz de Maya Angelou. Eu fiquei apenas 'é claro, mas que p**** é essa?'", conta a artista. 

Dois meses se passaram e Emily nunca mais ouviu notícias sobre isso. Ninguém recebeu qualquer tipo de confirmação sobre se o material seria usado no filme. Até o lançamento. Na manhã em que "Homecoming" saiu, lá estava "Thank You", marcando território em um projeto reverenciado pela crítica. 

"Esse filme e essa performance são para além de lindos, para além das palavras. Ser parte disso de uma forma tão singela com uma parte de uma música que eu fiz talvez no meu estado mais quebrado, buscando o sentimento e a intenção da empatia pelo mundo, é verdadeiramente a maior honra da minha curta vida. Obrigada, Bey", escreveu Emily no Twitter. 

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais