Huminutinho: a história do choro, gênero musical que é tradição no Brasil
Especial

Huminutinho: a história do choro, gênero musical que é tradição no Brasil

O choro (ou chorinho) é um gênero da música popular brasileira nascido no Rio de Janeiro, depois da metade do século XIX. A partir da união de ritmos que eram tocados para a realeza imperial europeia — com sonoridades da percussão tradicional de diversos países da África —, o choro se estabeleceu como gênero musical totalmente brasileiro. O estilo foi responsável pela consagração de Pixinguinha (1897-1973) na música nacional. Artista habilidoso no improviso, ele se firmou como um "chorão" — nome dado ao músico que toca o choro — de primeira, com uma técnica irretocável.

Criado à base da tríade flauta, violão e cavaquinho, o choro sempre foi um gênero musical ligado ao coletivo. Segundo pesquisadores, a gênese da palavra está ligada tanto ao verbo "chorar", quanto ao termo latim "chorus", que significa"coro", em português. Similar ao samba, o choro também se realizava em rodas com vários instrumentistas, mas, diferente do ritmo popular em fundos de quintal, o ritmo de característica sofisticada fazia sucesso entre a elite da época. Devido à importância histórica do assunto, o popular chorinho é tema do Huminutinho de André Vasco desta semana.

Assista:

Pagode, bossa nova e forró foram alguns dos gêneros musicais que nasceram com inspiração no choro. Também reconhecido internacionalmente, o ritmo levou o grupo Oito Batutas, com Pixinguinha, João Pernambuco (1883 - 1947) e Donga (1889 - 1974) na formação, para se apresentar durante seis meses em Paris, no ano de 1922.

Popular no samba e no pagode, o cavaquinho também é instrumento tradicional no choro / Foto: Getty Images
Popular no samba e no pagode, o cavaquinho também é instrumento tradicional no choro / Foto: Getty Images

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest